Abrir menu principal

Desciclopédia β

Praça Vermelha

St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele foi o primeiro a ir ao espaço (e nunca voltou).

Smirnoff.gif


Cquote1.png Na União Soviética a praça anda em você Cquote2.png
Reversal Russa sobre Praça Vermelha

Praça Vermelha é um grande espaço aberto cheio de tijolos vermelhos no centro de Moscou que separa o Kremlin de Moscou do bairro histórico de antigos generais comunistas, o Kitay-gorod.

Este que é um dos principais pontos turísticos da Rússia, esconde em seu subsolo as 500.000 toneladas de ogivas nucleares soviéticas, além de ser o "bunker" onde habita o Grande Irmão, o líder de facto da Rússia.

HistóriaEditar

 
Novas ogivas nucleares chegando na Praça Vermelha.

A Praça Vermelha foi construída em 1495 por Ivan III, em frente ao Kremlin de Moscou para que possíveis invasores fossem facilmente identificados de longe, e também para poder esconder em seu subsolo revestido de chumbo um estoque de 1 trilhão de litros de vodka para caso o mundo acabasse houvesse algum lugar seguro para garantir a sobrevivência russa.

A praça ficou famosa pelos desfiles militares soviéticos durante a Guerra Fria, e todo dia o exército exibia suas bombas atômicas para colocar medo no mundo.

A Praça Vermelha é conhecida por esse nome devido aos seus tijolos vermelhos, por ser comunista, e pelo sangue derramado na construção da União Soviética.

MonumentosEditar

 
Famosa estátua na Praça Vermelha, mostrando o herói russo Minin em seu famoso movimento obrigando a retirada para a Sibéria durante as Invasões Napoleônicas, o famoso Going to Alabama versão comunista.

Veja o artigo principalEditar