Abrir menu principal

Desciclopédia β

Professor Octávio

SAMEMES.jpg Eae "men" kkk, o SAM é prato!

Coé Rapaziada! Eis que este artigo se trata de coisas da South America Memes.

Q U A L I D A D E | E | S I N C R O N I A

Octávio em um dia feliz

Professor Octávio Ribeiro de Castro é um importante matemático e físico contemporâneo do Brasil originado de Santa Catarina e conhecido internacionalmente por suas demostrações de carinho e afeto aos seus alunos chamando-os de babacas e seus conhecimentos na estrutura de um ar-condicionado.

Índice

BiografiaEditar

Octávio nasceu no estado que quase ninguém se lembra que existe, que é o Rio Grande do Sul, mais especificamente em Caxias do Sul. Octávio era filho mais velho, e tinha grande interesse de ser um professor. Seu pai era um consertador de ventiladores, isso era muito cansativo para Octávio, pois quando chegava o inverno ninguém usava o ventilador, deixando assim o pai do Octávio sem serviço e sem nenhum salário. Quer mais? Aí que vem a pior parte, lembre-se que estamos falando do Rio Grande do Sul, onde faz frio pra caralho e é inverno o ano inteiro, onde tem que se usar fogão a lenha pra esquentar os pés.

Não aguentando mais isso resolve entrar na carreira de professor de física e matemática, e foi dar aula no colégio Santa Catarina, que é um colégio bem conhecido em Caxias do Sul.

O dia do caosEditar

Curiosamente o professor Octávio, mesmo dando aula num colégio em que a lousa ainda era escrita na base de giz e não de piloto, conseguia transmitir suas aulas via Youtube (sim, ele era um desses professores Youtubers, igual ao professor do "OLHA LÁ OLHA SÓ OLHA QUE LEGAL BUNITU!" - que ironicamente também dá aula em uma lousa de giz e de física também).

Ele dava muita aula pra filhinho de papai, mas um dia ele ficou bem puto, muito puto IGUALA AS CASAS E ELIMINA A VÍRGULA! quando seus alunos BABACAS, MERDAS, BABACAS mexeram com a temperatura. A questão é que era inverno, e o professor por diversas vezes avisou que tinha que deixar em uma temperatura em Celsius no número do amigo, mas os alunos que gostavam de agir como criancinha pequena brincando e correndo no pátio no recreio (detalhe: é uma turma de SEGUNDO ANO do ENSINO MÉDIO!) ao ponto de chegar suando "T E M C A R A Q U E C H E G A P I N G A N D O !" e fazendo ruídos inexplicáveis como "AI UUUUUUUUUUUR VO MEXÊ NA TEMPERATURA" colocando ela a 19ºC, um verdadeiro crime, pois que essa temperatura no inverno é o mesmo que esperar pra ficar congelado até ter um infarto porque é muita babaquice. Puto, o professor demonstrou claramente provocado pela criancice dos alunos e disse que iria só dar no ano seguinte aula de física, eles que se fodessem com outro professor pra matemática. E ainda disse que poderiam falar com a coordenação e com pai "PAIÊ, PROFESSÔ ME CHAMOU DE BABACA SÓ POR EU BOTAR A DEZENOVE GRAUS NO INVERNO A TEMPERATURA! AHAHHHHHH!". E ainda deu uma aula de física e mecânica ao explicar o funcionamento de um ar condicionado pelos conhecimentos do tempo que seu pai consertava ventilador, e mostrou o poder do termostato, já que colocar a 19 graus no inverno a temperatura é loucura, pois aí só macho não sente frio (deixando claro que ele também é igual ao amigo lá do número citado).

Tá escrevendo? Aí que bunitu...

CuriosidadesEditar

  • Ele é mestre em bater apagadores no quadro-negro;
  • Ele não entra em salas de aula com graus abaixo de 24º no inverno por trauma dos tempos do pai dele.

VídeosEditar

O dia fatídico do número do amigo.

Versão Mickey.