Abrir menu principal

Desciclopédia β

Protásio Alves

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg


Cquote1.png Você quis dizer: Mulheres em extinção Cquote2.png
Google sobre Protásio Alves
Cquote1.png Mulher aqui é bicho em extinçón. Cquote2.png
Salame (popular duplo)um grigo protasiano,vereador em entrevista ao Globo Repórter
Cquote1.png Protásio é uma cidade de primeira, quando passa pra segunda já saiu da cidade. Cquote2.png
Pratense fazendo pouco da cidade de Protásio por ser tão minúscula
Cquote1.png Em Protásio tem um bar com uma placa dizendo: TEMOS PASTEL, EM BREVE COCA-COLA. Cquote2.png
Outro Pratense fazendo pouco da cidade de Protásio por ser tão minúscula


Seja muito bem vindo à cidade de Protásio Alves, a cidade dos homens, quem montar um bordel lá vai ficar milhonário.

Índice

A CidadeEditar

Protásio Alves é uma cidade pequena do interior da serra gaúcha, mais popularmente conhecida como "PROTA" pela juventude da região. Esta é a cidade dos cuecas, lá não "ecxistem" mulheres somente as mães e avós dos antigos moradores, as jovens foram morar tudo no "PRATA"(Nova Prata), para suprir a falta de mulheres pratenses que tem como sonho principal na vida ir morar em "PORTO"(Porto Alegre ou puto alegre).

HistóriaEditar

Segundo informações do além, a região onde hoje se localiza Protásio Alves servia inicialmente de refúgio para aventureiros e foragidos da Lei como Lula, Fernandinho Beira-rio e Hugo Chaves do Oito. Em 1892, chegaram os primeiros imigrantes italianos, dando início à colonização da região. Os moradores foram se organizando e surgiu a primeira Capela( Fat Family), conhecida como Nossa Senhora do Rosário, atualmente Padroeira do Município. A construção da Igreja que guarda a imagem da Santa até hoje foi concluída em 1919. Protásio Alves recebeu no decorrer de sua história vários nomes; inicialmente chamou-se "Chimarrão", depois "Turvo", devido ao rio de igual nome, localizado na região. Finalmente em 1917, passou a denominar-se Protásio Alves. Esse nome constitui uma homenagem ao General Protásio Antônio Alves, que muito se empenhou na construção da estrada que liga Protásio Alves a Nova Prata. Protásio Alves pertencia inicialmente a Lagoa Vermelha(Torcida organizada do Internacional de Porto Alegre), como seu 7º distrito. Pelo Decreto nº 5127 de 24 de outubro de 1932, o General Flores da Cunha desmembrou o distrito de Protásio Alves de Lagoa Vermelha e o incorporou ao Prata, atual Nova Prata. Com o decorrer do tempo, a localidade foi se desenvolvendo e aperfeiçoando o seu comércio e a sua organização comunitária. Em 1987, o ideal emancipacionista tomou forma na comunidade e o primeiro passo foi tomado com a eleição e com limão da Comissão Emancipacionista em uma Assembléia realizada no dia 2 de outubro no salão de festas da comunidade do distrito, onde foi servido galeto, massa, salcichão, linguiça campeira, tortéi e saladas diversas. Em 10 de abril de 1988, realizou-se a consulta plebiscitária e o "SIM" venceu por maioria, consagrando a vontade da comunidade de tornar-se independente. Finalmente, pela Lei Estadual nº 8580 foi criado oficialmente o município de Protásio Alves, que tem todas as condições de crescer e se desenvolver. Obs. hasuasushausasusa.

PopulaçãoEditar

Segundo dados do IBGE a população em 2007 era(uma vez) de 2.114 habitantes sendo destes, 2.100 homens e 14 mulheres tendo elas a idade média acima de 85 anos.

Veja TambémEditar