Abrir menu principal

Desciclopédia β

Protesto

Cquote1.png Nós mulheres não somos só peitos! Cquote2.png
Marcha feminista, com feministas mostrando os peitos sobre protesto.
Cquote1.png Nós não somos só bunda!Marcha feminista, com feministas mostrando a bunda Cquote2.png
protesto.
Cquote1.png Nós não somos só pênis! Cquote2.png
Marcha machista indo pegar a marcha feminista sobre protesto.

Principal reivindicação da população.

Protesto deveria ser algo bem diferente do que está mencionado nas frases acima mas, isso foi para ilustrar que protesto nem sempre significa faixas escrito coisas do tipo sou gay e me coma respeite mas, pode ser qualquer forma exagerada de manifestação contra algo, com ou sem fundamento.

InícioEditar

 
Mulher protestando quanto ao direito de mijar de pé.

Protesto, agora vamos dissertar sobre os do tipo passeata. Isso é muuuuito antigo e muda apenas um pouco de cara de tempos em tempos. Por exemplo, nos idos de Cesar (o Júlio Cesar que batizou os demais césares mas, nem chegou mesmo a ser César porque foi morto em campanha, mas, nesses tempos as passeatas eram feitas por guerreiros que iam em nome do povo para as pelejas e também representavam o que o povaréu queria.

Eles faziam, ao que tudo indica, porque estavam habituados a já ir recitando versinhos cheios de palavrões quando iam guerrear, e assim, nos protestos eles também falavam as suas toadas e por isso surgiram as toadas em coro em passeatas. Não entendeu nada? Explico, cabeça de: Eles iam atacar uma pobre cidade, quando tinham ou quando não tinha razão, mas, no geral era exército contra exército(todos achando que eram o exército do Senhor), assim iam para a morte ou vitória mas, gostavam de ir entoando coisas do tipo: César, o pegador calvo é nosso líder, vamos massacrar vocês (não é para ter rima nem lógica mas apenas para eles se divertirem e, quando voltavam vitoriosos dessas pelejas para casa, o povo os estava esperando eles mudavam os versos para algo que saudasse a cambada, ou dizendo algo que eles achavam que estavam querendo. Isso mais ou menos.

DesenvolvimentoEditar

 
Somente eles podem nos salvar...
 
Prioridades.

O povo passou a imitar esses manifestantes quando da ausência deles, seguindo a mesma linha mas, com menos ar de ferocidade, e quando surgiu o protestantismo, com ou sem passeatas eles protestavam contra o papado... mas, não era contra nenhum comido era contra o papado da Igreja Católica que, de certa forma queria papar todo mundo mesmo.

Muito depois passou mais a ser coisas de adolescentes e adultos na fase mais jovem, no geral contra o governo e seus abusos, ou seja, não mudou muito. Pode ter casos onde faz mais sentido e outros casos nem tanto. Exemplo Ditadura, houveram protestos co toda razão e tiveram reusltados, tanto é verdade os resultados que se instarou a putaria total de uns tempos pra ca... se isso fazia parte da liberdade que se queria, acho que não mas, putaria ainda não é das piores coisas.

Depois disso, no Brasil, o que mais se chamou a atenção em termos de protesto foi a tal geração cara pintada que ajudou a tirar o governo Fernando Collor do poder mas, ainda tem defensores da política que era usada mas, outros dizem que aquilo nem foi política e, por isso os caras pintadas que hoje tem idade entre trinta e quarenta anos, eles se vestiam de palhaços para dizer como se sentiam... mas, a metade deles acabava largando o protesto e tirando algum como artista de rua.

Desses cara pintada, ficou um resquício, que se pode ver sempre que alguém quer matar aula, e inclusive protestos contra qualquer coisa que seja, incluindo o próprio estabelecimento de ensino, sempre que a mensalidade sobe além da conta, ou não tem papel higiênico nos banheiros.

Para quem não sabe, como se isso fosse possível mas, pra mongo, tudo é possível, as Paradas GLBT surgiram como passeatas em protesto contra o preconceito sobre não poder usar sabão em pó, a chamada homofobia e, assim os gays e lésbicas e o retsnate dessa cambada toda, ganhou o direito a usar sabão em pó. Depois, como muitos achavam divertido passou a ser... bom... tente você, que entende melhor, definir aquilo.