Abrir menu principal

Desciclopédia β

Quanto Mais Quente Melhor

L70692-51-logo-51763.png

Este artigo discute coisas intrínsecas dos Anos 50's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Rede Tupi, Getúlio Vargas e Demônios da Garoa.

Marilyn Monroe em cima e dois travestis ali embaixo. Dane-se o nome deles, eu só me importo com a Marilyn.

Cquote1.png Apesar da Marilyn Monroe ser muito gostosa ela me fez comer uma coxinha de frango 50 vezes pois ficava repetindo a cena, até hoje não sei se ela fez isso de propósito ou por ser simplesmente burra. Cquote2.png
O cara que contracenava com Marilyn Monroe sobre a cena da coxinha que teve que ser repetida diversas vezes
Cquote1.png De vez em quando eu fazia pra te sacanear, ora eu não me lembrava da fala mesmo... Cquote2.png
Marilyn Monroe justificando a cena da coxinha

Quanto Mais Quente Melhor é um filme que só passa no Telecine Cult nos dias atuais mas que ninguém mais liga por três simples motivos:

  • Quase todos os atores do filme já estão mortos, exceto um que hoje tem 100 anos.
  • Se esse alguém não está morto, já se esqueceu completamente do filme.
  • O filme é velho demais, tem 60 anos nas costas.

O único motivo desse filme estar na lista é porque nele está a Marilyn Monroe, a que eternizou a fama das loiras serem burras. Agora a você loira burra, sabe a quem culpar.

SinopseEditar

Uma história simples, algo que virou clichê pela quantidade de vezes que ela é repetida e ninguém notar.

Após testemunharem um massacre feito por mafiosos, dois músicos, um cara chamado Jerry (Interpretado por Jack Lemmon, mas você tem que ter uns 70 anos pra se lembrar quem é esse cara) e um outro chamado Joe (Foda-se o nome do ator), se disfarçam de saxofonistas para escaparem dos mafiosos.

Esses dos fugitivos vão se meter em altas aventuras nessa banda as custas de uma Loira (Marilyn Monroe) que é a cantora do grupo. A cantora mexe com o coração dos dois músicos bonachões que estão disfarçados de mulher (!!!) para que os mafiosos não os achem. Marilyn passa o filme inteiro acreditando que eles são mulheres e quando é revelado que os dois são homens bem cobiçados ela diz:

  Amigas! Suas perucas caíram!  
Marilyn estereotipando a loira para sempre

No final, os dois músicos acabam encarando os mafiosos, clichê de filme de comédia, vencem e depois se casam, deixando a cantora loira (Marilyn Monroe) como madrinha de casamento dos dois. Anos mais tarde, a cantora loira recebe um postal do casal James e Joe (Jack Lemmon e o colega dele) que Joe engravidara e estava com 8 meses e queria Marilyn no batismo da criança.

Um final feliz, típico de filme dos anos 50.

RecepçãoEditar

 
  Ai se eu te pego! ai! ai! assim cê me mata! ai se eu te pego!  
Michel Teló Uma das músicas cantadas pelo grupo no filme

Todo mundo gostou, pois era difícil achar um filme engraçado antes dos anos 70. Os críticos pagaram pau, os homens da época pagaram pau, mas tudo por causa da Marilyn Monroe. Por causa de tanta paga-paulisse para a Marilyn, o presidente Kennedy a contratou para dançar com ele em seu último baile de gala, foi aí que surgiram os planos para matá-lo:

  Cês viram que o presidente Kennedy está dando em cima da Marilyn Monroe? Nós não temos chance contra o presidente! Ele precisa morrer!  
Caras que tramaram o assassinato de kennedy

Kennedy não morreu por partidos da oposição, ele morreu por fãs fanáticos da Marilyn Monroe! No fim, Marilyn passou de "coadjuvante" para "mulher mais desejada dos Estados Unidos" com "Quanto Mais Quente Melhor".

CuriosidadesEditar

  • Marilyn foi a atriz que teve menos dificuldades para interpretar sua personagem. O diretor só ia até ela e dizia: "Seja você mesma aí!" e então ela ganhou um Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante! NOSSA! E ainda foi nomeada a melhor atriz do elenco fazendo Jack Lemmon e seu colega (os "protagonistas" do filme) ficarem comendo bosta por 3 anos).
  • Jack Lemmon e seu colega de cena, os protagonistas do filme, fizeram algo bem parecido com o que acontece em um Anime Harém que foi tentar espionar Marilyn no banho. Eles não conseguiram e ainda foram presos por tentarem espionar.
  • Mesmo tentando, ninguém conseguiu traçar Marilyn no elenco, só o diretor que disse para Marilyn estar "treinando uma cena" com ele. A justificativa? "Só assim ela iria ser convincente!".
  • Todos que trabalhavam no elenco faziam "homenagem à Marilyn", esse fato foi revelado em sua biografia.