Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ranidae

(Redirecionado de )
Rãs
Uma rã se camuflando muito mal
Uma rã se camuflando muito mal
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Gosmentos
Ordem: Ânus ra
Família: Aham

Cquote1.png Experimente também: Perereca Cquote2.png
Sugestão do Google para Ranidae
Cquote1.png Ram, ram, ram, ram... Cquote2.png
Meu computador pedindo memória RAM

Ranidae é uma família de sapos comestíveis também chamados popularmente como , sendo eles aquele anfíbio simpático qie ficam entre o sapo e a perereca mas, para demonstrar serviço eles limpam o ambiente devorando os insetos da área.

Índice

Formas de puloEditar

 
Rã fazendo sua última prece antes de ser assada.

Isso mesmo, a rã não é perereca mas também é de comer, por isso tem que ir bem sorrateiramente para que ela não se assuste. Ela pula mais alto do que os gordos sapinhos mas, não é tão assanhada quanto a perereca que pula mais alto e mais longe, inclusive uma já pulou no meu colo. As rãs treinam pulos na beira da lagoa ou do rio porém, são mais tímidas e arredias que os sapos, já que não têm veneno para sua defesa, e seus pulos correm o risco de ir parar numa rede e daí pra panela, desta forma elas se reúnem numa parte mais escondida para treinar pulos de pedra em pedra, de tronco em tronco, de margem em margem... e vez ou outra conseguem acertar uma fofinha parte humana mas, não é por querer até mesmo porque às vezes a parte acertada não é assim tão fofinha. As rãs mais experientes ensinam as rãzinhas os saltos mais variados e escapadiços, já que nem só para comer elas são perseguidas apesar de não serem pererecas, elas correm o risco de morrer abaixo de pedradas simplesmente porque o agressor não tem mais o que fazer e perseguem as pobrezinhas. Assim sendo elas precisam saber pular, senão dançam...

SurgimentoEditar

 
Vaca confundindo rã obesa com seu velho amigo sapo.

Assim com os demais anfíbios as rãs são campeãs e estão ocupando a Terra a muitíssimo tempo, sendo mais do que veteranas, e sobrevivem aos humanos sem risco de extinção. Quando pousaram em terra firme, deixando os mares adriáticos, as rãs se separaram dos demais anfíbios mediante aquele acordo: você pula mais, então eu fico com o veneno, esse tipo de negócio entre os olhudinhos. As rãs também dispensaram as bolinhas ventosas que a pererecas exibem na ponta dos dedos, isso porque as pererecas são corajosas e não tem medo de ficar grudadas em algo, já as rãs tem muito medo disso e não querem engatar seus compridos dedinhos em lugar nenhum.

PerigoEditar

Não pense que por ser rã, ela escapa de ter seus lindos beicinhos costurados com um nome dentro da boca, nesse caso os pulos também devem ser eficazes. A sociedade protetora está muito ocupada com os pombos cagões pra se preocupar com um anurozinho qualquer, deste modo as rãs têm que se virar sozinhas também quanto a isso. Ela ouvem conselhos dos sapos que estão acostumados a escapar desse tipo de agressores. Participam inclusive de concurso de pulos, embora não possam participar do arremesso de veneno que os sapos participam mas, como nesse concurso não só anfíbios participam, os sapos têm que se cuidar pra não ser comidos por cobrões enormes... por isso as rãs sempre lhes dão ouvidos.

As rãs também não escaparam de ser veneradas, eram verdadeiras deusas olhudinhas em tempos remotos, inclusive na China, mas foi justamente lá que, com a percepção e inteligência mongol (por sinal não sei porque retardado é chamado de mongol se é bem o contrário) que logo logo os china notaram que aquilo ficava muito bom na panela e não em um santuário, assim as rãs passaram a ser bem passadas.

GênerosEditar

 
Perereca ensinando posições para rã.