Rafael Sanzio

Rafael Sanzio famoso cartunista, arquiteto, ninja e pizzaiolo italiano. Foi um grande pintor influente do Renascimento reconhecido por sua grande mania em pintar Marias usando virgens italianas como inspiração, acredita-se que isso tenha alguma relação com seu outro hobby: deflorar jovenzinhas.

BiografiaEditar

InfânciaEditar

Nascido em Urbino, Itália, em 1483. Desde cedo demonstrou ser um excelente pintor, a tal ponto que seu pai sem coração forçou-o a pintar quantidades industriais de quadros e vendeu-os como se fossem suas obras. Depois de alguns anos de trabalho infantil escravo, cansado da situação, Rafael simulou a própria morte inspirado pelas novelas dramáticas da Globo, e assim fugiu de casa. Posteriormente acabou se tornando aluno de Pietro Vanucci, primo de Fernando Vanucci, ele gostava de dizer que "a Roma é logo ali".

SienaEditar

Começou a trabalhar em 1504 Siena, quando começou a trabalhar como num açougue, antes de se tornar um cartunista profissional e ser contratado pela Disney. Era extremamente fissurado em retratar mulheres nuas e homens em poses incrivelmente constrangedoras. No mesmo ano de 1504 mudou-se para Florença atraído por Leonardo da Vinci e Michelangelo que estavam inventando novos estilos de pintar com o pinto.

FlorençaEditar

Vanucci, conhecido como Perugino, ensinou Rafael a desenhar figuras humanas de grande delicadeza, sensibilidade e elegância usando técnicas inventadas por Maurício de Souza. Além disso, ensinou a seu aluno o uso de simetria perfeita em suas composições, de modo que seus quadros parecessem mais estáticos do que uma preguiça com uma vassoura preso no rabo.

Entre seus grandes primeiros trabalhos se destacam: O Casamento da Virgem, que mostra a Virgem rodeada por um grupo de prisioneiros de Guantánamo; e A Virgem e o Pintassilgo, que retrata a caça de pintassilgos sobre a Virgem munida com uma AK-47.

RomaEditar

 
Detalhe da obra Scuola di Atene onde se observa Platão (Leonardo) e Aristóteles (Mel Gibson) descendo as escadas prestes a pisotear Heráclito (Michelangelo).

Quatro anos depois, Rafael foge de Florence, perseguido pela polícia por ter profanado um convento com pinturas indecentes e praticado pederastia com quinze novatos. Recebeu então uma oferta de asilo pelo Papa Júlio II e decidiu mudar-se para Roma, onde ele obteve subsídios estatais para produzir arte, e pode produzir em paz famosos afrescos para o Vaticano que permanece nas paredes das capelas que ninguém visita.

Porém, alguns anos depois, o Papa Clementino II convida Rafael a pintar 2500 imagens da Virgem Marias em diferentes poses no prazo de dois dias, sob pena de enforcamento. Não foi tão difícil, já que Rafael havia guardado no porão dele umas 3000 imagens da Virgem Maria, então foi só trazer para o Vaticano.

Um dos mais famosos afrescos de Rafael desta época (até por ter sido feito para uma capa de disco do Guns n' Roses) é A Escola de Atenas, onde Rafael procura desenhar com precisão a famosa Academia Platônica na Atenas Antiga. No entanto, como não havia idéia de como foram os rostos de Platão, Aristóteles e todo resto, Rafael decide pintá-las com retratos de pessoas famosas do seu próprio tempo. Assim, Platão parece com Leonardo da Vinci, Euclides tem uma forte semelhança com Donato Bramante, e Heráclito, o mendigo, descaradamente lembra Michelangelo. E claro, num acesso de modéstia, Rafael pinta-se como Aristóteles.

MorteEditar

Infelizmente, quando Rafael tinha apenas 37 anos foi morto por Michelangelo, devido ao acesso de fúria por ter sido retratado tão pouco atraente na obra Escola de Atenas.

TrabalhosEditar

ArquiteturaEditar

Como Rafael pintou mais de 8000 quadros, afrescos e história em quadrinhos, o seu trabalho como arquiteto ficou um tanto ofuscado. Porém foi ele o responsável por dar um aspecto de nave espacial para a Basílica de São Pedro, talvez porque ela de fato seja uma nave alienígena.

PinturaEditar

 
A obra Trionfo di Galatea é uma das mais famosas surubas pintadas por Rafael, típico do seu estilo.

O estilo de Rafael é o epítome da pintura renascentista. O talento e a habilidade do jovem artista dependeram principalmente de um determinante fator: o seu estado de embriaguez. Ao contrário do senso comum, quando Rafael tinha bebido mais do que sua conta, os seus desenhos e suas composições eram compostas de forma perfeita e harmoniosa.

Era fascinando por pintar a Virgem Maria, e suas principais obras são:

  • Virgem Maria prepara o café
  • Virgem Maria com Cristo
  • Virgem Maria com Cristo agora à direita
  • Virgem Maria preenche o formulário para o pagamento do imposto de renda
  • Virgem Maria de férias em Ibiza
  • Virgem Maria e Anjo Gabriel
  • Virgem Maria monta um bisão alado
  • Virgem Maria tomando Chá de Cogumelos
  • Sagrada Família no aeroporto
  • Sagrada Família na Disneylândia
  • São Miguel derrota Satanás em um jogo épico de trunfo