Abrir menu principal

Desciclopédia β

Raquel Marinho

Wendel Dubragi.jpg
Raquel Marinho é um(a) DUBLADOR(A)

…porque é feio(a) demais para a televisão.
Confira outros que dominam a arte da "dubragi" aqui.

Raquel Marinho (11 de Fevereiro de 1970), é uma dubladora brasileira, que, apesar de nunca ter feito um trabalho importante, é bastante conhecida pelo público otaku, por conta de sua interpretação ímpar da Chichi. Não que a Chichi tenha grande importância no anime Dragon Ball (na verdade, ela é personagem secundária), mas, como é a esposa do protagonista, Chichi é bem valorizada, e os fãs ficam prestanto bastante atenção, para ver se a dublagem realmente ficou boa. Como até hoje ninguém reclamou, imagina-se que a dublagem tenha ficado perfeita (ou não).

Raquel Marinho
Raquel Marinho.jpg
Raquel Marinho também edita a Desciclopédia
Nascimento 11 de Fevereiro de 1970
Brasil
Ocupação Dublagem
Signo Aquário
Cabelo Castanho

HistóriaEditar

 
Raquel Marinho em um momento de descontração, com as suas melhores amiguxinhas. Se elas também são dubladoras ou não, ninguém sabe e ninguém quer saber.

Diferentemente da maioria de seus colegas dubladores, que logo quando crianças demonstravam talentos especiais (Hermes Barolli que sabia usar os Meteoros de Pégasus, Gilberto Barolli que sabia usar o Explosão Galática, Élcio Sodré que sabia usar o Cólera do Dragão, etc, etc, etc), Raquel Marinho nunca demonstrou ser diferente das outras criancinhas. Bem, ela tinha um temperamento um tanto quanto explosivo, e, de vez em quando, fazia algum nerd da sua escolinha de paga lanche, mas isso é não é nada de extraordinário. Na verdade, Raquel Marinho era bem comum, e passou pela infância sendo apenas mais uma garotinha feliz - Ou não.

Chegando na adolescência, cansada de ser tão comum, Raquel Marinho decidiu fazer um curso de teatro, pois, dessa maneira, ela poderia dublar algumas personagens com super-poderes, e finalmente, se sentir uma pessoa especial. No começo do curso, ela era tão comum que ninguém nem notava o seu talento, mas, com o passar do tempo, ela começou a se destacar, por conta de sua voz enjoada e meio chatinha.

Após ter finalizado o curso de teatro, Raquel Marinho foi procurar o seu primeiro emprego como dubladora. Conseguir trabalho não era muito fácil, visto que a área não era muito reconhecida no Brasil (na verdade, até hoje não é). Porém, quando chegou na empresa de dublagem, Raquel Marinho disse que, se o gerente não a contratasse, ela ia lhe torturar com a sua voz estridente. Como não queria ter a audição prejudicada, o gerente fez a vontade de Raquel Marinho, e a contratou para dublar uma personagem secundária que você nunca ouviu falar, e, provavelmente, irá morrer sem conhecer.

Após ter terminado esse primeiro trabalho de dublagem, Raquel Marinho ganhou uma boa experiência, e conseguiu outros trabalhos com facilidade (até porque, mesmo tendo apenas uma dublagem de experiência, ela já estava mais qualificada do que muita gente, pois apenas 1 em 1 milhão consegue ganhar a primeira oportunidade). Apesar de todas as facilidades, todas as personagens tinham pouca ou nenhuma importância em suas tramas, e Raquel Marinho continuou sendo uma grande desconhecida.

Mas, em um belo dia de Sol, finalmente Raquel Marinho ganhou a oportunidade que ela estava esperando: Ela foi convidada para interpretar a Chichi, no anime Dragon Ball. Apesar da Chichi ser uma personagem super-secundária, Raquel Marinho ganhou bastante reconhecimento por parte do público otaku, sendo que eles sempre gostam quando ela faz suas participações em eventos de anime.

Atualmente, ela fez uma dublagem de uma personagem de Shaman King, mas, como esse anime está mais esquecido do que o Inri Cristo, ninguém deu muita importância.

TrabalhosEditar

 
O beijo mais profundo e intenso que Raquel Marinho já recebeu na vida. Note toda a concentração do cara ao beijá-la.
  • Figurante sem importância em um seriado com menos importância ainda
  • Figurante sem nome que aparece em metade de uma cena apenas para preencher o canto da tela, em um anime desconhecido
  • Figurante que morre em menos de dois segundos de participação, após ter xingado o Steven Seagal de biba louca
  • Figurante que apenas serve de sparring, para treinar as habilidades de luta do Bruce Lee
  • Figurante que fala duas palavras e depois some sem deixar vestígios, deixando todos os espectadores putos da vida
  • Chichi (único trabalho mais ou menos importante na carreira)
  • Figurante que apenas aparece para xingar o protagonista e tomar uma surra, ir para o hospital e nunca mais aparecer
  • Figurante sem graça, que só aparece para encher linguiça na trama, e completar o elenco
  • Figurante sem importância, que entrega um pacotinho de Balas Soft para um conhecido do protagonista (quase figurante) morrer engasgado

Ver tambémEditar