Abrir menu principal

Desciclopédia β

Regula

Avisoazeite.jpg
Loucão.jpg   Regula é mais um xingador do sistema.

Que por ter sido trollado em sua infância resolveu culpar alguém por isso.


Loituma.gif Este artigo é sobre algo ou alguém que enche o saco e inferniza os outros por diversão. Se você vandalizar, ele será seu tormento pro resto da vida!
Emblem-sound.svg.png Regula
Regulatatooos.jpg
Pagando pau pra rapper mauzão
Nome Tiago Lopes
Origem Bandeira de Portugal Portugal
Sexo Punheta
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
"Dicionário das piores rimas: Livro de Iniciação para se tornar o pior Rapper de sempre"
Gênero Poser
Influências Lil' Wayne, 50 cent, Snoop Dogg, Wiz Khalifa
Nível de Habilidade retardamento nível avançado
Aparência Paga pau
Plásticas Óculos de Sol
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Pagar pau para Playboy (no fundo é Gay)
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Sam The Kid

Cquote1.png Eu sou mesmo buéda fixe, como buéda gajas boas, fumo buéda tabaco, só mando droga da boa e sou buéda rico à custa dos putos que papam a minha música de merda. Cquote2.png
Regula sobre ele próprio
Cquote1.png Alguém pare o Regula. Cquote2.png
Qualquer pessoa com noção sobre Regula
Cquote1.png O Regula é ganda boss! Cquote2.png
Mitra sobre Regula
Cquote1.png Granda poeta, caralho! Cquote2.png
Puto sobre Regula
Cquote1.png É um vendido. Cquote2.png
Allen Halloween sobre Regula


Regula (também conhecido como Bellini, Toni do Rock, O da Vila ou Dom Gula) é um pseudorapper português que nos seus tempos livres também é barbeiro. Ou talvez seja o contrário.

Índice

IníciosEditar

 
Regula quando era um mitra do bairro.

Nascido, não se sabe quando, na freguesia dos Olivais em Lisboa, aos 4 anos muda-se para Loures, onde entra em contato com o Hip-hop português, que para ele era Da Weasel. Em 1996, forma o seu próprio grupo de pseudohip-hop, "Duke Skill", mas perdia todas as battles que fazia contra os rappers dos bairros sociais de Lisboa, que ainda gozavam com ele por ser branco.

Também Tiago Lopes cresceu no bairro, mas não tinha o tráfico de drogas, armas e prostituição que havia na Cova da Moura ou no Bairro da Princesa, nos subúrbios da Grande Lisboa, pelo que ninguém o levava a sério quando fazia tentativas de rimas acerca de ser "bueda pobre". Aliás, as referências ao "bairro", ao "sou bueda pobre" e "a culpa é do Capitalismo não é minha que não faço um caralho da vida" é quase obrigatório para os os mano do Hip-Hop tuga.

Para compensar o fato de ser uma merda enquanto rapper, Tiago começou cedo na vida de barbeiro, ainda nos anos 2000, e cobrava 5 euros por corte lá nos bairros da zona.

CarreiraEditar

 
O retardamento mental é visível, assim como a influência de Miley Cyrus.

Nos inícios dos anos 2000 lança o seu primeiro álbum "1ª Jornada" sob o nome artístico de "Bellini". Como só rimava sobre o bairro com "bueda problemas sociais", como era "bueda pobre" ou como a "música dos rappers famosos não tinha conteúdo e era toda igual" (como a sua se viria a tornar dali a uns anos), não teve sucesso e só alguns maninhos é que o elogiaram por aquela porra. Ainda lançou mais três álbuns que foram um fracasso total, e para compensar o prejuízo, tinha de trabalhar como barbeiro, que era, afinal de contas, o seu único modo de sustento. Entretanto, algures no tempo, muda o seu nome artístico para "Regula".

Em 2012, decide vender a sua alma ao Diabo e virar um paga pau pra Playboy, e em 2013 lança o álbum que o catapultou para a fama nacional, Gancho. Suas músicas de merda cheias de putaria, completamente desprovidas de conteúdo ou de sentido, sequer, falam sobre as supostas gostosas que ele se farta de comer, como agora é "bueda rico" e as pseudoameaças e pseudoinsultos ao seus "inimigos" e agradecimentos aos seus "sócios", que o promoveram à força toda (possivelmente deu o cu para o Sam The Kid), fizeram o maior sucesso entre os putos portugueses paga-pau como ele e entre as pitas pseudoputas pagas. Desde então que a bosta a que chama "sua música" anda à volta disso.

 
Ainda que queira pagar pau para Playboy, aquele lençinho cor-de-rosa não deixa de esconder as tendências coloridas de Regula.

Em 2014 forma um grupo pseudo chamado "5-30" com outros pseudorapppers de Portugal, que, tal como o próprio Regula, se venderam completamente: Carlão e Fred Ferreira (que nunca ninguém ouviu falar mas deve ser uma bosta), com o objectivo de continuar a arruinar o Hip-hop tuga.

Em 2015, abriu a barbearia "Pente Fino", para continuar o seu negócio de barbeiro, que também é o seu único talento mesmo. Ainda assim, seus únicos clientes são os seus amigos pseudorappers portugueses, como Sam The Kid, Agir, Blaya, Carlão ou Jimmy P.

Método Regula para o "Rap"Editar

Quando viu que queixar-se de ser pobre e da "vida difícil do bairro" não deu resultado, Regula mudou de técnica para encher os seus cofres:

  • Passou a gabar-se do dinheiro que ainda não tinha (claro que ele se fartou de encher os bolsos à custa da Pitalhada portuguesa, que são os seus únicos fãs mesmo);
  • A autoelogiar-se e a dizer que é o maior, que é mesmo mauzão, é mesmo foda (ou seja, a encher o saco);
  • A fazer rimas que reduzem as mulheres a objectos sexuais que existem para o prazer dele, com rimas do gênero: "aqui até vegetarianas, comem morcelas" (mas todo o mundo sabe que na verdade ele é Gay);
  • Dizer que só fuma maconha da boa e chamar drogados aos seus "inimigos" que mandam na cocaína e etc.;
  • E a insultar os seus "inimigos", com indirectas do gênero: "aqueles cotovelos precisam de massagem", porque Regula é um mestre na arte dos insultos. Ou não. Tá, ninguém se sente ofendido pelas suas rimas de merda, na verdade, só dá vontade de rir de tão mau que é. Não fosse ele do mesmo nível da Blaya.

DiscografiaEditar

 
Steve Jobs deixa um recado a Regula.
  • 2002: 1ª Jornada - Fracasso
  • 2005: Tira Teimas - Fracasso total
  • 2007: Kara Davis - Falhado
  • 2009: Kara Davis Vol.2 Lisa Chu - Loser
  • 2013: Gancho - Música de merda e irritante, tentativa de ser o 50 cent português ou o caralho (pena ainda não ter levado nenhum tiro)
  • 2015: Casca Grossa - "Outra vez arroz", mais do mesmo

Vida PessoalEditar

Aqui na Desciclopédia estamos cagando e andando para a vida pessoal do Regula e das suas supostas conquistas sexuais, que anda sempre com "uma nova" e o caralho, porque, na verdade, ele é a Puta paga do Sam The Kid.

Nos MediaEditar

Regula tem tanto impacto na cultura portuguesa que tem direito até a uma música em sua homenagem: porque ele é mesmo bueda fixe!

AfiliadosEditar


  Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
Ele(a) nunca será respeitado se continuar desse jeito.

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.