Abrir menu principal

Desciclopédia β

República Centro-Africana

African Play Center
Central African Republic (CAR)
Meio da África
Bandeira da República Centro-Africana
Brasão de Armas da República Centro-Africana
Bandeira Brasão
Lema: Não se mova senão lhe fudemos
Hino nacional: HIV song

Localização de Meio da África

Capital Bangui
Cidade mais populosa Altar da Mata
Língua Animal
Religião oficial Deus-Gorila
Governo Não Existe
 - Presidente Gorila Lambo
Heróis Nacionais Macaca Xita
Área  
 - Total 600.000 Km2 de zoofilia km² 
 - Água (%) 2
Analfabetismo 100 
População 3.000.000 de pessoas com Síndrome da Imudeficiência Adquirida 
PIB per Capita 23 
IDH 0,2 
Moeda Bambu
Fuso horário ??
Clima Selva, úmido e lotado de bichos
Website governamental ??


República Centro-Africana é o original nome com que batizaram o país que se situa no centro da África. O país se encontra numa escuridão absoluta, o fogo ainda não foi inventado no local.

Índice

HistóriaEditar

BantosEditar

O Reino Centro-Africano sempre foi governado pelos canibais-macumbeiros-zoófilos metade wookiees Wogbannangas, uma subtribo dos bantos sustentada por cérebro de macaco assado na fogueira.

A tribo de meio-wookiees selvagens passou a espalhar terror nas savanas africanas conquistando tribo após tribo, usando sua tática especial do montinho e estupros coletivos cometidos por gorilas que parecem ter saido de um site pornográfico furry.

Após a conquista de cada tribo, os Wogbannangas devoravam todo o capim da região até precisarem conquistar outra localidade.

O Reino Centro-Africano rivalizou ferrenhamente com o Imenso e Próspero Reino de Mali durante a história antiga da África (uma rivalidade clássica entre homens da floresta contra homens do deserto).

África Equatorial FrancesaEditar

Esse cenário desapareceu quando os europeus invadiram a África, mas quem seria idiota o suficiente para ocupar uma mata dessas sem porra nenhuma? Os franceses é claro, que criaram a África Equatorial Francesa. Com sua tecnologia bélica de pólvora os franceses subjulgaram todos os Wogbannangas, que hoje em dia se sustentam como atração de circo na Ucrânia.

IndependênciaEditar

 
Centro-africanos lutam pela independência em 1960.

A independência vem em 1960 quando oompa loombas num movimento nacionalista declaram a independência do país. Restava agora promover guerras civis para passar o tempo.

Fatos recentesEditar

Atualmente a República Centro-Africana é uma vasta espaçosidade de matas equatoriais com monumentos ao Deus-Sei-Lá-o-que esquecidas pelo resto do mundo e não acontece mais merda.

EconomiaEditar

O país é um dos mais pobres do mundo e sem nenhuma expectativa de melhora, os azarados que nascem no local não tem nada a fazer a não ser aguardar a morte.

A República Centro-Africana subexiste graças e exportações de pênis de zebra e papel-higiênico.

SubdivisõesEditar


SaúdeEditar

A República Centro-Africana se trata de uma droga de país cheirando a AIDS, incravada na selva africana. Dizem que ali foi o primeiro diagnóstico da doença no mundo, após analfabetos necessitados praticantes de zoofilia contrairem o vírus HIV do ânus de macacos.


África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Eswatini | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Galmudug | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia