Abrir menu principal

Desciclopédia β

Rinoceronte Cacareco

Chewbacca.PNG ANIMAAAAAAAL!!!

Este artigo trata de algum animal, ou alguém que pareça um animal, ou alguém com nome de animal, ou alguma bosta que te faz se sentir um animal, ou ainda um ANIMAL. Licenciado pela WWF.

PoR-Death.gif Rinoceronte Cacareco já morreu!

E já previram...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno


Cacareco discursando para vários eleitores.

Cacareco era um rinoceronte negro (não, isso não é racismo, é que a espécie do animal era essa mesmo, porra), na realidade uma fêmea (e portanto, a mesma era sapatão, ou no caso dela especificamente, PATÃO), foi sem sombra de dúvidas o maior vereador da história de São Paulo (tal como o também saudoso Macaco Tião foi o maior prefeito do Rio de Janeiro - e por isso a cidade tá cheia de cocô, todos jogados pelo mau-humorado macaquinho). Não sabemos ainda entretanto como esse animal conseguia participar das sessões na câmara de vereadores da cidade, tamanho era seu corpanzil.

HistóriaEditar

Em 1959 o Brasil estava em mais uma eleição, dessa vez para prefeitos e vereadores do país todo (naquela época eleições eram quase todos os anos, tudo fora de ordem e ninguém sabia em que ano se elegia o quê - se hoje em dia, com tudo organizadinho não se sabe ainda né...). Em São Paulo, o povo estava de saco cheio de eleger sempre os integrantes da quadrilha do prefeito todo-poderoso Adhemar de Barros (também chamado de "Rouba, mas faz" - com ênfase no "rouba" e no caso do "faz", é "obrar", não "obras"...).

Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Rinoceronte Cacareco.

Com isso, um certo senhor chamado Itaboraí Martins, jornalista deselegante, inventou a candidatura do rinoceronte como forma de fazer um voto de protesto. Mas sem querer querendo esse candidato foi aceito e inscrito pra participar das eleições pelo PRONA. E não é que o garotinho de quase uma tonelada, pele espessa, visão deficiente, excelente olfato e audição, chifre no nariz e ameaçado de extinção conseguiu derrotar todo mundo! Ele foi o vereador mais eleito da história do Brasil com 100 mil votos, sendo respeitado até hoje. Segundo o extremamente sério comentarista Stanislaw Ponte Preta, alguns inclusive queriam colocar ele no lugar de Adhemar na prefeitura, ou mesmo no lugar do então presidente Juscelino Kubitschek.

Os projetos de lei de Cacareco na verdade se resumiram a ampliação das celas no zoológico e o lustramento dos seus chifres. Ele morreu no Rio de Janeiro, após ter sido expulso de Sampa com a alegação que ele estava chifrando os seus companheiros de câmara. Ironicamente, no zoológico que ele foi exilado, nasceria e viveria o infame Macaco Tião, futuro prefeito da Cidade Maravilhosa.

Ficha técnicaEditar

 
Vários votos para o grande vereador.

Ficha Técnica:

► Nome – “Cacareco”
► Sexo – fêmea
► Tamanho/Peso – 900 kg (segundo a “Folha da Manhã” de 16 de fevereiro de 1958)
► “Cútis” – Paquiderme (de pele espessa, grossa) negra
► Nome do pai – “Britador”
► Nome da mãe – “Terezinha”
► Irmã mais nova – “Patachoca” ou “Pata-Choca” (terceiro filhote de Teresinha e Britador, nasceu em 1959)
► Data de nascimento – Meados dos anos 50, talvez 1955?
► Local de nascimento – Rio de Janeiro (RJ) – Brasil
► Endereço principal – Jardim Zoológico do Rio de Janeiro
► Endereço temporário – Jardim Zoológico de São Paulo
► Filhos – Sem descendetes, pois não alcançou 10 anos de idade...?

Biografia e Currículo:

► Estilo de vida – “playboy
► Hobby – comer e dormir
► Lazer/Esporte – não fazer nada
► Viagens – duas (2), ida e volta de caminhão na “ponte-terrestre” entre RJ e SP
► Qualidades – carisma e simpatia
► Defeitos – mudez e não enxergar direito
► Companheiro – elefante-asiático, vizinho de cela
► Um sonho – a África...
► Um amor – rinoceronte-africano-negro macho, talvez uma “Cacareca
► Partido político – “PC – Partido Cacareco”
► Cabo eleitoral – Itaboraí (Itaborahy) Martins e seus colegas (jornalista do Estado de S. Paulo, na época)
► Slogans – “Cacareco para Vereador” e “Vereador por São Paulo”
► Cargo – Vereador
► Vagas – 45 cadeiras na Câmara Municipal de São Paulo
► Candidatos – 540
► Número de votos obtidos – entre 90 a 100 mil votos, aproximadamente
► Região eleitoral com maior número de votos – Osasco (ainda um bairro da cidade, na época; emancipado em 1962)
► Carreira – curta, porém considerada um fenômeno político

Ver tambémEditar

História do Brasil: República nem tão velha, nem tão nova (1946 - 1964)

Eventos, políticas e tendências que teu pai e tua mãe não acompanharam porque estavam curtindo sexo, drogas e rock´n roll

Construção de BrasíliaO Crime da Rua TonelerosA Volta do Pai dos PobresCinquenta anos em cincoPopulismoForças ocultas


Presidentes, políticos e outros nomes de praça
O Pai dos PobresJânio QuadrosJKDutraJoão GoulartCafé FilhoRinoceronte Cacareco