Kiss.jpg BORA OUVIR AIRO MEIDE!

Roger Waters deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Deus metal(2).jpg
Este artigo foi abençoado pelo DEUS METAL!

Vamos louvar o DEUS METAL!! \,,/.Ò.Ó.\,,/
HAIL! HAIL! HAIL AND KILL!

Cquote1.svg Você quis dizer: Blues Cquote1.svg
Google sobre Rock
Cquote1.svg Você quis dizer: Música decente Cquote1.svg
Google sobre Rock
Cquote1.svg Você quis dizer: Roque Cquote1.svg
Google sobre Rock
Cquote1.svg O melhor guitarrista é o Slash!!! Cquote2.svg
Poser sobre guitarristas
Cquote1.svg Rock you like a hurricane!! Cquote2.svg
Klaus Meine sobre Rock
Cquote1.svg Tá pra nascer maior punk que a Avril lavigne Cquote2.svg
Poser sobre Rock punk
Cquote1.svg Let´s Rock! Cquote2.svg
Duke Nukem sobre o Rock
Cquote1.svg Roque é aquele movimento do xadrez, não é??? Cquote2.svg
Nerd sobre Rock
Cquote1.svg Nah nah nah é o Diabo!! Cquote2.svg
Os Raimundos sobre o Rock
Cquote1.svg Rock é a única droga que não vicia Cquote2.svg
Eu e toda pessoa em sã consciência sobre Rock
Cquote1.svg Olha, ele tem uma arma! Cquote2.svg
John Lennon sobre o rock
Cquote1.svg O Rock errou e eu entrei nessa e me estrepei. Cquote2.svg
Lobão (falido) sobre o Rock
Cquote1.svg Tava mais bobo que banda de Rock... Cquote2.svg
Zé Cabaleiro sobre o Rock
Cquote1.svg Let's rock, let's rock, let's rock today... Cquote2.svg
Professor do escola de rock sobre seu toque estupidamente escroto
Cquote1.svg Não se faz Rock como antigamente... Cquote2.svg
Bob Dylan sobre o Rock
Cquote1.svg I Love Rock N' Roll Cquote2.svg
Joan Jett e The Blackhearts sobre Rock
Cquote1.svg Eu não entendi nada. Cquote2.svg
Seu Madruga sobre o Rock
Cquote1.svg Vocês dizem que rock é coisa minha. Porque não sabem o infern0 que é o pagode!!! . Cquote2.svg
Diabo sobre o Rock
Cquote1.svg Não, eu não uso drogas! Cquote2.svg
Juca Chaves sobre o Rock
Cquote1.svg Oh, Oh, Oh, arghsss, shunft...rof, rof, rof, uémmmm... Cquote2.svg
Axl Rose drogado e vomitando sobre o Rock
Cquote1.svg Vocês fazem a merda e a gente tem que limpar! Cquote2.svg
Capitão Nascimento sobre o Rock
Cquote1.svg É ruuim heim ! Cquote2.svg
Fernanda Abreu sobre o Rock
Cquote1.svg Me inclua fora dessa! Cquote2.svg
Deus ao Kiss sobre o Rock
Cquote1.svg KoEh Le$k!!! DiBoB $tRonDaAaaA a VeRaAAaaAaA!!! Cquote2.svg
Playsson sobre Rock
Cquote1.svg A gente já vendeu mais de 10.000.000 de cópias neste país e os roqueiros?! Cquote2.svg
Zezé de Camargo, garagalhando sem parar sobre o sertanojento acima
Cquote1.svg Nos fazemos turnes mundiais, somos conhecidos internacionalmente, nossa música continua a ser famosa mesmo com o passar de décadas, e nosso público não compra CD's piratas Cquote2.svg
Roqueiro sobre o Rock
Cquote1.svg É lindo! Cquote2.svg
Caetano Veloso sobre o Rock
Cquote1.svg Sexo, Drogas e ROCK'N ROLL!! Cquote2.svg
Quarquer criança rockeira sobre sua vida
Cquote1.svg Roqueeeeee! Cquote2.svg
Sílvio Santos sobre o Rock
Cquote1.svg Roque, roque, roque, roque...! Cquote2.svg
Zé Barnabé, em sono profundo. sobre o Rock
Cquote1.svg O Diabo é o Pai do Rock! Cquote2.svg
Raul Seixas, roqueiro, bebum e maconheiro sobre o Rock
Cquote1.svg Emo não é Rock, emo é sertanejo com guitarra! Cquote2.svg
Roqueiro retardado sobre Emo
Cquote1.svg For Those about to rock WE SALUTE YOU!!!! Cquote2.svg
AC/DC saudando os fãns de rock.
Cquote1.svg Fear of the Daaaaaaaaaaaark!!! Cquote2.svg
Bruce Dickison sobre Rock
Cquote1.svg We will, we will ROCK you!!!! Cquote2.svg
Queen sobre Rock
Cquote1.svg You ROCK!!!! Cquote2.svg
Guitar Hero sobre Rock
Cquote1.svg It's been a long time since I Rock and Rolled! Cquote2.svg
Robert Plant sobre Rock
Cquote1.svg When I hear that Rock and Roll, it gets down to my soul... Cquote2.svg
Freddie Mercury sobre Rock
Cquote1.svg I gotta see a Rock and Roll doctor!! Cquote2.svg
Ozzy Osborne sobre Rock
Cquote1.svg Paper!! You lose!! Cquote2.svg
Jan-Ken-Po sobre Rock
Cquote1.svg I wanna rock and roll all night and party every day!! Cquote2.svg
Kiss sobre Rock
Cquote1.svg I Wanna Rock! Cquote2.svg
Twisted Sister sobre Rock
Cquote1.svg pananam pananam panananananam!! Cquote2.svg
Tema musical sobre Rock
Cquote1.svg E do lado esquerdo o Campeão mundial Rock Balboa!!! Cquote2.svg
Narrador de boxe sobre Rock

Uma típica banda de rock

Rock ou Rock'n'Roll para os mais íntimos, é uma das 4 prioridades que o ser humano precisa para viver. São elas, água, pornografia, mulher, carrões e por último por ser o mais importante, o rock.

O rock influenciou toda a história da humanidade, fez o homem conhecer forças ocultas e fez o ser humano evoluir, assim ele não escutava mais músicas Ghospel e Sertanejas, mas algo que realmente iria acrescentar algo para ele. Essas são algumas das importantes contribuições do rock! Por isso você, como ser humano e pessoa não surda que já ouviu isso, tem a obrigação de conhecer tudo sobre ele. Vamos lá! Em honra ao deus do metal!

Introdução ao rock

DO Pré-Cambriano ao Quaternário

 
Presidente da Associação Americana Maloqueira do Rock.

Um grupo de pessoas na idade da pedra, que não sabiam nada sobre música, num dia de fúria, pois não tinham conseguido caçar nenhum mamute e tiveram que comer cabeça de dinossauro, se revoltaram e inventaram um "novo som" que dispensa qualquer conhecimento sobre ritmo, melodia e harmonia. Estava inventado o Rock. Um barulho esquisito que alguns ainda insistem em chamar de música.

As primeiras gravações de rock segundo alguns roqueiros, ocorreram no estúdio Sun, de Sam Phillips, que por sinal já era muito ruim. Muitos argumentam que a primeira gravação de rock foi "Rocket 88", de Jackie Brenston, gravada no estúdio de Sam Phillips. Mas a verdade é que Jackie Brenston era negro, de modo que Phillips precisou esperar mais algum tempo para achar um branco que pudesse nomear o inventor do Rock. Apareceram Chuck Berry, Little Richard e Fats Domino, tudo negão. Sam disse: "o dia em que eu achar um branco com alma de negro, me tornarei um mito!". Então suas preces foram atendidas e surgiu Elvis Presley, um branco! Agora sim o Rock poderia ter um inventor oficial! Posteriormente trocaram "inventor do Rock" por "rei do Rock" para evitar as chateações da comunidade negra, que sempre quer ter crédito pelas coisas. Após este fato os negros criaram o lado negro da força, mas isso é para mais tarde...

Acharam genial a cópia de Elvis e resolveram copiar Elvis e conforme copiavam, conseguiam piorar cada vez mais o som do cara. Mas um fenômeno muito interessante acontecia, pois conforme o som ficava pior, mais lesados se uniam para curtir o novo som. Nenhum desses jovens possuíam o menor talento e nem tinham a menor noção do que era música. (mas fingiam ter) viraram escritores e saíram viajando e morrendo de fome pelo país, sendo chamados de Beatniks ou mendigos.

Ainda havia outro tipo de jovem que queria ser rebelde sem causa, e não sabiam dirigir seus carros sem bater, sem contar uma certa estrela de cinema e garota de programa nas horas vagas que mostrou a muitos desses garotos seu primeiro par de coxas e o triângulo, e mal sabia tomar umas aspirinas e já queria ser drogada como os rockeiros.

Marlyn Monroe então conheceu um presidente dos Estados Unidos e informou que o rock poderia ser usado para alienar os jovens dos países subdesenvolvidos, incitando-os a usar drogas e ouvi-las também, desprezando dessa forma a cultura local, como forma de rebeldia e cantando aquelas canções esquizofrênicas, mesmo sem entender patativas do que diziam. Dessa forma a Cia difundiu o rock pelos quatro cantos do mundo e deu fim a Marilyn Monroe para que ela não falasse nada sobre o plano maligno de eliminação das culturas de cada país e a massificação da garotada por meio do rock.

A banda mais simbólica do rock é Led Zeppelin, tem cabelos longos, se droga, bebe ate morrer no próprio vomito, destroem os hotéis ate a polícia chegar, jogam televisões pelas janelas dos hotéis, tocam músicas de pelo menos 4 horas, tem estilo gay quando canta mas insiste que é somente simpatizante, fazem pactos com o diabo, transam com todas as groupies e são detestados pela Rolling Stones Magazine.

Mods e rockers não irão durar até o inverno!

 
Efeitos deletérios do punk rock

O rock chegou à pequena (e até então desconhecida) ilha da Inglaterra (até então ninguém sabia que era uma ilha), no final dos anos 50, onde os negros descobriram toda a verdade sobre cópias e cópias das cópias e, como vingança, esconderam pirulitos (uma droga proibida até hoje na Inglaterra) no bolso de um certo Keith Moon. Ele foi expulso de casa assim que seus pais, enquanto ele lia a Bíblia, revistavam seu grosso casaco de lã de toupeira. Ele começou a consumir chiclete (uma forma mais branda de pirulito) e a morar nas ruas. Sua única forma de sobrevivência era batucar em uns tambores estranhos que ele havia achado no lixo. Foi quando, em uma bela tarde, o jovem Keith Moon, resolveu visitar seu velho amigo Ringo Starr, descobriu o Rock e tudo aquilo que eu já falei.

Ringo, infelizmente, já participava de outra banda: The Beatles (ou os Besouros - animal curculinídeo que curte um cheiro de fezes) ou alguma coisa parecida. Mas apresentou outros garotos viciados em chiclete para Keith (Keith perguntou ?). Quando o jovem Pete Townshend (Tou shend música ruim) disse seu sobrenome, Keith falou "Who?" e este começou a ser o nome da banda. Os Mods, representados principalmente por aquela bandinha, Beatles, pelo recém-formado The Who e pela banda de uns garotos viciados em pirulito de morango, chamado Rolling Stones, além de, claro, toneladas de cópias destas bandas como The Kinks, Small Faces, YardBirds, Gerry and the Pacemakers, The Animals e por aí vai. Os Beatles (que ganharam esse apelido nas rodas de troca-troca no fundo da escola), por algum motivo, começaram a fazer mais sucesso do que até eles esperavam e foram tocar-nos EUA, enquanto as outras bandas morriam de fome na Inglaterra.

Mas os malvados negros não podiam deixar serem esquecidos tão facilmente, criaram os rockers, a cópia da cópia da cópia e os influenciaram a chutar até a morte os felizes mods. Mais tarde, algumas dessas famosas batalhas, viraram um filme chamado Laranja Mecânica, que é quase uma paródia da Branca de Neve com um pouquinho mais de sangue.

Os Beatles, cansados de apanhar, copiaram (uma coisa muito normal no Rock, pelo que se percebe) todas as ideias de outro jovem inglês que estava longe dessas lutas entre Mods e Rockers. Ele se chamava Syd Barrett.

Psicodelismo, hippies e outras drogas

Drogas, Drogas, Drogas. Uns universitários americanos com síndrome de vegetariano (alimento pra cabeça) ouviram o disco do Syd Barrett e a sua cópia feita pelos Beatles, olharam um para os outros e pensaram "Porque a gente não faz igual?" Assim surgiu o movimento hippie, que teve a sua capital em San Francisco (capital gay dos Estados Unidos), uma cidade que fica um pouco longe do Texas.

Os universitários começaram a se copiar mutuamente e resolverem que seria legal fumar maconha e usar LSD o dia todo enquanto dividiam suas namoradas, muitos hippies morreram por causa disso (Que Pena!!). No meio de tantas cópias houve uma situação inédita, bandas que eram originais (piores do que todas anteriores juntas)! O Pink Floyd do já citado Syd Barrett foi a banda que resolveu ser original primeiro, outras bandas que resolveram serem originais também são o The Doors, Jimi Hendrix Experience, Big Brother and the Holding Company, The Beatles e outras bandas que ninguém lembra como MC5, Mothers of Invention e Grateful Dead.

Os hippies marcaram por seu comportamento "mamãe, eu quero ser rebelde e mudar o mundo" (que mais tarde os Punks usariam novamente). Os que não morreram de overdose viraram advogados ou estão em estado vegetativo.

O rock vira punk

 
Roqueiro fazendo xixi

O punk (três acordes) parecia ser pela primeira vez um estilo original, mas mal sabiam as ingênuas mentes americanas, que os Ramones tinham copiado os Stooges, que por sua vez haviam copiado a atitude do Velvet Underground, que por sua vez havia copiado algumas bandas hippies do submundo de Nova York.

O Punk começou a fazer muito sucesso em Nova York depois da inauguração do CBGB, um bar que tinha o mesmo cheiro do banheiro, onde tocaram pela primeira vez os Ramones, Television e outras bandas que eram parecidas ou totalmente diferentes destas duas aliás o mal cheiro vinha da própria música tocada no bar.

Um esperto empresário inglês, o espião da rainha Malcolm McLaren, foi sorrateiramente no CBGB e conseguiu um contrato com o New York Dolls. Quando entendeu o Punk americano que era tocado no CBGB, pegou a primeira canoa para Londres e convenceu uns garotos que viviam roubando coisas na sex shop da sua mulher a fazer uma banda.

O vocalista, Johnny Rotten, não curtia essa coisa toda de tomar banho e tinha uma camisa escrita 'I hate Pink Floyd'. "Era esse tipo de coisa que eu queria", pensou o jovem empresário. Ele tentou ensinar os garotos a tocarem, mas como não conseguiram nada ele achou ótimo, já que este é um dos requisitos básicos do verdadeiro Rock.

A banda se chamou Sex Pistols (uma brincadeira muito comum na Inglaterra, que quase sempre acaba com alguém com uma bala alojada no ânus). Como sempre, a cópia foi copiada e centenas de bandas de Punk apareceram em Londres naquele verão, que foi chamado de 'verão do óc(d)io', que revelou outras bandas como o The Clash.

Foi lançado o primeiro single, que era uma grande música revolucionária que iria mudar o mundo que vendeu muito bem nas lojas melhores especializadas perto da sua casa. Chamava-se 'God Save The Queen' e era um tipo de homenagem a rainha, quer tinha patrocinado a infância rebelde dos garotos.

Os Ramones acharam esperto não reclamar, mas na primeira oportunidade urinaram na bebida de Johnny, depois quebraram o pau com o cara dizendo que a bebida lhes pertencia.

O baixista do Pistols, Glen Matlock, resolveu ir caçar gansos e outro vagabundo chamado Sid Vicious (que sabia tocar menos ainda) foi chamado para tocar. Ele acabou matando a namorada, Nancy Spungen, e tendo uma overdose três dias depois. O que nós aprendemos com isso? Nunca namore um punk.

O pós-punk, centenas de variações do heavy metal e mais drogas

 
Típica comida de um rockeiro.

O heavy metal é filho do hard rock, que é a maior glória conquistada por este estilo, e trazido a Terra pelo Black Sabbath, Led Zeppelin e Deep Purple e outras homossexualidades normais. Quem não gostava nem dos berros e da falta de musicalidade do Punk e nem das músicas de meia hora do progressivo, resolveu aprofundar (leia-se: copiar) o estilo mais pesado e rápido que as bandas já citadas tinham feito, como por exemplo Blue Öyster Cult, Judas Priest, Motörhead e Iron Maiden. A partir disso surgiram estilos infinitos, que cultuam desde o diabo ao gnomo mágico da floresta encantada (não, isso não estava tentando ser um piada). Ninguém mais sabe hoje o que é heavy metal e se ele algum dia existiu. Apenas Ozzy 'O morto vivo' Osbourne.

Ainda existiam pessoas chatas, que diziam que o Punk tinha morrido e criaram o pós-punk, cheio de efeitos, sintetizadores e baterias eletrônicas. Bandas como The Police, Duran Duran, The B-52's e Depeche Mode conseguiram o feito de dar mais sono que o Progressivo. Hoje são cultuados como cools pelos indies e emos do mundo todo, mesmo todo mundo sabendo que é uma bela de uma bosta.

Grunge

 
Nirvana compondo true metal na garagem de casa

Quando os roqueiros sobreviventes atingiram 15 anos sem banho, resolveram continuar sem tomar banho e continuar apenas usando drogas. Mas, como já estavam cansados pra tocarem músicas tão rápidas, foi criado o grunge, uma fusão de barulho com barulho e distorção no 10 para o vocalista poder desafinar enquanto injeta, cheira e fede ao mesmo tempo. Mas esses não duraram muito, morrendo logo depois do primeiro show.

O grunge parecia muito original, mas na verdade era a cópia da cópia, copiando a cópia que copiou a cópia. Ninguém percebeu devido ao barulho, apenas parecia algo novo, ou algo totalmente nostálgico a muitos que se lembravam de sua infância, quando tocou algum instrumento (ou qualquer coisa que faça um barulho irritante) e sua infantil intenção foi apenas irritar com bastante barulho.

Daí apareceu mais um que conseguiu ficar famoso fazendo barulho, desafinando, injetando, cheirando e fedendo (tudo ao mesmo tempo), o Kurt Cobain, do Nirvana, que abriu as portas para muitos outros grandes músicos do barulho sem propósito. Porém alguns, como Layne Staley, do Alice in Chains, e o próprio Kurt, morreram após completar 20 anos sem banho. Os que não quiseram morrer decidiram "trair o movimento", tornando-se assim gente. Exemplos incluem Eddie Vedder do Pearl Jam, Dado Dolabella, Chris Cornell e os amigos destes.

Foi a última vez que se viu o rock vivo. Após o declínio, cinco anos depois, novas crianças desocupadas surgiram, tomando banho cinco vezes ao dia, mas de lágrimas: os chamados emos.

Modinhas adolescentes que fazem o rock

São chamados de indies, emos e qualquer outro nome idiota que você leia na Capricho ou veja na Globo. Na teoria da conspiração dos rockeiros, são seres criados em laboratório pela Igreja Católica em conjunto com a Igreja Universal. Rockeiro adora parecer perseguido. Mas deu errado, pois eles se rebelaram e resolveram cortar os pulsos mas não morrer, e chorar/beber café para ser cool, e fingir que fumam para tirar fotos. A Igreja se arrependeu de tê-los criado, mas foi em vão, pois eles se multiplicaram rapidamente toda vez que choravam ou eram "cool". Eles cortam o cabelo em casa com gilete para serem diferentes, mas seus cabelos ficam escandalosos e cheios de pontas duplas além de uma franja meio/totalmente atípica. Tentaram dominar o mundo várias vezes e são contagiosos e por isso evite ficar muito próximo de certos grupos estranhos a sua natureza. Coisa de rockeiro.

Os antigos fãs do rock e os fãs que ouvem rock de qualidade ficaram totalmente fodidos com esses novos viadinhos do caralho seres. Eles não conseguem afinar a voz, as guitarras, nem qualquer outra merda que eles finjam tocar, pois na verdade são todos emos e viados que merecem morrer apenas por estarem vivos. Exemplos:nxzero,fresno,stike,entre outros.

 
Mooonster of Rock.
 
Um viadinho poser tentando tocar algo

Manual prático de como ser 'A' banda do verão

 
Rock Mágico (de Oz).

Pegue alguns garotos, de preferência um com altas chances de enlouquecer para ser o vocalista, um corcunda viciado em jogos/PC para ser guitarrista, um depressivo crônico com psicose aguda para ser baixista e um cara que goste de explodir coisas, para ser seu baterista.

Para começar arrume uma garagem espaçosa, pode ser a do baixista, ele nunca faz nada para a banda mesmo. Ensaie acordes fáceis, se você quiser ser cool, coloque algum instrumento exótico. Escolha suas referências musicais (lamento, mas misturar Who com Simple Plan é uma péssima ideia) e se você cansado demais para pensar, copie quase tudo deles. Só mude um pouco os acordes para não ganhar de brinde um grande processo por plágio.

Grave um disco e peça para colocar o máximo de efeitos que o estúdio conseguir. Nunca deixe sua voz ou os instrumentos serem ouvidos direitos no disco, senão sua farsa será descoberta. Espere você virar a próxima moda do verão e invente um rótulo que pareça bonito aos seus ouvidos.

Os roqueiros

 Ver artigo principal: Rockeiro

A revolta comum aos roqueiros na verdade já foi explicada pelo psicanalista Sigmond Freud. O roqueiro pode usar cabelo comprido, piercing no umbigo e brincos sem a galera dizer que o cara é homossexual, pois ouve um som bruto e desconexo que ainda lembra os tempos da idade da pedra.

 
A Editora Escala cometendo o comum engano de confundir rock com pagode/samba

Na verdade é apenas um disfarce. Os roqueiros são comprovadamente Reprimidos. A preferência pela cor preta, não tem nada a ver com as trevas. Eles preferem essa cor simplesmente por ela esconder a sujeira por mais tempo, se bem que para o cheiro ainda não descobriram solução. Já cogitaram até começar a tomar banho, mas aí o roqueiro é automaticamente desfiliado do clube. Os roqueiros se revoltam e ficam altamente agressivos quando ouvem alguma música (rock não é música, é barulho), mesmo porque geralmente seus ouvidos são altamente sensíveis ao menor sinal de harmonia, ritmo e melodia afetando os neurônios (que sobraram do efeito nocivo das drogas) Como não são chegados à democracia, podem se manifestar por meio da violência, principalmente se a pessoa for nordestina ou de cor negra.

Odeiam qualquer manifestação na língua portuguesa, motivo pelo qual não consideram rock, música produzidas por artistas ou bandas como Lulu Santos, Raul Seixas, Titãs ou Legião Urbana. Primeiramente porque entendem que as letras são feitas na língua que eles falam, mas mesmo assim não conseguem entender e já que é para não entender nada, melhor as bandas 'internacionais'.

Como identificar um rockeiro

Características

Se for do metal

  • Cabeludo
  • Não toma banho nem faz barba
  • Odeia tudo, não gosta de nada
  • Só faz coisas de vândalos e escuta músicas onde só tem gritos na maioria de cantores com voz de viados

Se for do rock clássico

  • Tiozinho maluco que só uma canta música romântica e acha que é do rock só por que na banda tem guitarra

Velhos do hard rock

São aqueles caras que ficam na loja de discos com uma bandana, jaqueta de couro ou jeans com uma bandeira estilizada costurada ou um símbolo do tipo "Truck Monster", óculos (Depois de cheirarem tanta erva, gatinho e orégano os olhos foram pra puta que o pariu) e que anda em uma "clássica" que um dia foi uma moto de respeito. Em geral eles ficam falando dos velhos tempos, quando a música era música, etc... Eles são como ararinhas azuis, raros mas não serao extintos. Enquanto sua extinção não acontece ainda serão vistos os caras nas galerias comprando discos de Led Zeppelin, Deep Purple e Rolling Stones. Espancaram seus filhos quando descobriram o que era 'emo', mesmo os que não eram emos, para evitar que no futuro fossem. Mas no final, acabam sendo os mesmo drogados de sempre.

Cyber rockers e indies

 
Até o Van Damme lançou sua bandinha.

Aí esta a nova moda do rock. Pousar de alternativo doido maconheiro rebelde. Não que os outros tipos de roqueiros não sejam alternativos doidos maconheiros e rebeldes, mas desta vez o negócio extrapola. Eles fazem coisas sem sentido e se acham "os intelectuais do rock" mesmo sem fazer porra nenhuma. Uns preferem o lado viagem na maionese ouvido Bjork, Radiohead, e outras podreiras. Já outros preferem o lado eletrónico "cyber punk of hell" ouvindo Nine Inch Nails, Rammstein e outras bandas com nome de números tipo XB7-82.000. Super tr00.

Árvore genealógica do rock

Para entendê-la melhor, é preciso conhecer a família toda.

Rock psicodélico

O rock psicodélico é psicodelia pura brother. Tocado durante os anos 60, com muito LSD e maconha surgiu o famoso rock psicodélico, dando vida ao próprio lema "sexo, drogas e rock'n'roll". Algumas bandas se desacatam entre os mais chapados; Pink Floyd, Beatles, The Doors, Mutantes...

Vovô e vovó blues

Um casal velhinho de uns 80 anos, de pele escura, tendo os dois uma voz bem grave. Muito simpáticos e sorridentes, adoram dançar, ou "balançar o esqueleto", como preferem dizer. Já tiveram suas brigas com a Dona Música Clássica, e sempre foram amigos do senhor Jazz (especialmente a Sra. Blues), um outro velhinho, ex-acrobata de um circo local. Tiveram quatro filhos: rockabilly, rock pop, rock progressivo e hard rock.

Rockabilly

O irmão mais velho. Outro que é apaixonado por dançar. Antigamente, andou muito com o segundo mais velho, o rock pop. Adora topetes, calças boca-de-sino, óculos escuros coloridos, brilhantina e coisas bregas em geral. Fez muito sucesso com a mulherada na juventude, mas agora é um velho gordo de 60 e poucos anos.

Rock pop

Adora andar na moda, mas não tem uma opinião fixa. Já andou com todos os outros irmãos, menos com o progressivo. Sabe-se que ele ganha muito bem, e quem anda com ele também, e que ele é louco por dinheiro, se vende por qualquer coisa. Dizem que ele gosta de enganar as pessoas às vezes, dizendo que uma coisa é boa quando não é, mas não se sabe. Tem uns 60 e poucos anos.

Rock progressivo

Carinhosamente apelidado de prog, ele é um caso a parte. Correm boatos de que ele é filho de um caso da Sra. Blues com o Sr. Jazz, o que ficou ainda mais sério quando ele começou a fazer acrobacias. Muito exibicionista, adora mostrar as loucuras que consegue fazer, apesar de que, de vez em quando, as pessoas se irritam por que ele fica muito tempo fazendo, ou faz coisas chatas, só por que é difícil. Mas é um cara muito legal, quando para com o exibicionismo puro.

Hard rock

Meio revoltado, meio dançante. Quanto a esse, não restam dúvidas que veio dos Blues. Ele também AMA penduricalhos, bandanas, lenços, maquiagem, cabelos bufantes e vive fazendo poses meio homossexuais, mas não é gay. Um pouco esquentadinho também. Conta-se que na adolescência usou e abusou das drogas e era meio ninfomaníaco. Casou-se e teve quatro filhos: o pródigo heavy metal, hardcore, punk rock e o caçula grunge.

Punk rock

Filho do hard rock. Muito revoltado, e muito relaxado também. Tentou ser igual ao pai, mas não conseguiu e se frustrou, vindo daí sua revolta. É muito fraquinho, raquítico. Não se importa com nada, mas vive falando de igualdade, vive defendendo ideais comunistas. Bebe mais que carro a gasolina com o tanque furado. A casa dele é uma bagunça, principalmente a COZINHA, que é muito tosca, tudo meia-boca. Acha que um dia vai mudar a sociedade. O punk já teve uma fase mais melódica e emo, sendo chamado de new wave. Anos depois, amadureceu e viu tudo isso é uma merda, que nada no mundo presta, ficou mais dark, então começou a desafinar e desaprendeu a tocar o pouco que sabia, e acabou virou o pós-punk. Não parece mas já estar perto de fazer 40 anos (mas todos que o conhecem dizem que ele tem cara de 25 anos).

Hardcore

Era um menino meio maluco, vivia correndo pela casa, não parava de correr. É um pouco mais organizado na cozinha do que o pai, mas também é fraquinho. É surfista e skatista também. Quando está meio EMOtivo, passa o tempo todo reclamando da namorada que corneia ele todo dia. Teve um filho com a namorada, o emocore.

Grunge

Ele é meio tristonho, meio emotivo também. Vive reclamando da vida. Esse é o mais sujinho e fedido, o seu cabelo é escorrido e sebento. Já estar perto de fazer 30 anos (o que impressionou a família, que achava que ele ia se matar antes de fazer 25). Menino estranho, esse, mas é o que gosta das melhores músicas e pega as rockeiras mais bonitas e também é uns dos mais considerados da família, todos da família gostam dele a não ser ele mesmo, gosta de falar sobre sua vida as lembranças boas e ruins (geralmente ruins) de sua infância e adolescência pega o pouco dos estilos de seus irmãos o punk e o heavy metal mas com uma coisa mais suave.

Emocore

Esse é o adolescente mais depressivo e chorão, e se diz homossexual. Ele não herdou absolutamente nada de sua família, principalmente do vovô e da vovó blues. É magrelo e raquítico, e sempre apanha na escola e é o rejeitado da família, ninguém gosta dele, nem o próprio hardcore, é rejeitado principalmente pelo heavy metal e seus filhos. O único da família que fala um pouco com ele é o tio avô Rock Pop e o tio Grunge (afinal o emocore tenta se parecer um pouco com ele.).

Heavy metal

Irmão mais velho do punk rock e do grunge. Ele é muito forte e bem pesado. Bebe ainda mais que o punk. Gosta de falar de mitologia nórdica e ocultismo, mas é bem cabeça aberta, dá para falar com ele de tudo: política, amor, humor, da vida... Reza a lenda que ele tem pacto com o diabo, mas isso é mentira. Adora roupas de couro e spikes. Dizem que ele é o que o punk sempre quis ser. Tem uma voz grave, mas quando grita fica um pouco agudo. Tem fama de malvado, mas não é... Só quando está de mau-humor. Quando está de bom humor pode ser o cara mais engraçado do mundo. Gosta de cabelos compridos e de exibir os músculos às vezes. Não gosta muito de ir à Igreja. Acho que é daí que vem sua fama de anticristo... ainda mais quando ele começa a tirar sarro da cara dos sacristões, e eles levam a sério! Gosta de andar de motocicleta, e é mecânico. Tem uma Harley Davidson. Teve vários filhos: thrash, melódico, prog metal, death, black, white, doom, gothic, viking, que são muito unidos (com exceção do black e do white, que nunca se entenderam) e vivem fazendo trabalhos em cooperação.

Thrash

 
Um autêntico thrash metal

Mais ágil que o pai, trabalha de ajudante de pedreiro, sendo mais forte. Um pouco violento de vez em quando, mas também é muito engraçado quando quer. Quando era pequeno engoliu uma escova de cabelo e desde então sua voz nunca mais foi a mesma.

Melódico

Costumava frequentar a casa da Sra. Música Clássica quando era menor. É ator de teatro, fascinado por J.R.R. Tolkien e coisas medievais. É muito feliz, especialmente quando fala. Tanto que seu maior problema é que ele costuma se empolgar, e, por ter uma voz aguda, fica irritante escutá-lo. Adora coisas muito enfeitadas. Quer dar um presente pra ele? Compre um livro de fantasia com uma capa de veludo e com um marca-páginas bem grande, com gravuras da pintura barroca, bem detalhados.

Prog metal

Costumava andar com o tio Prog, e aprendeu muitas manobras e acrobacias, e espera ser artista de circo também, mas não consegue fazer tudo por que é mais gordo, mais pesado, e tem o mesmo problema com exibicionismo.

Os irmãos death e black

Figuraças. Sabe os irmãos caverna? São iguaizinhos. São tão parecidos, que só dá pra distinguir quando o black está de maquiagem, ou quando está mais enfeitado. Ninguém entende muito o que eles falam. Acredita-se que tenham uma linguagem própria. Mas sabe-se que quando o Black abre a boca é pra mandar Deus praquele lugar, e dizer que o Diabo é o senhor dele. Trabalha com confecção de velas. O death é meio estranho, trabalha de legista. Das vezes que se entendeu o que ele disse, ele só falava de como as pessoas morriam. Acho que o emprego dele o deixou meio neurótico. Gostam muito do thrash. O death costuma falar com o White às vezes, mas o black nem chega perto. São muito violentos e estouradinhos. O black é muito frio também, não tem pena de ninguém, e vive mutilando animais.

White

Indo na contra-mão do pai, é extremamente religioso. Detesta o black, mas consegue conversar com o death, e eles até trabalham juntos de vez em quando. Na Igreja do White, é claro. Seu único problema é que, para tentar parecer mais cristão, esquece que nasceu em uma família de peso, fazendo jejuns muito grandes e ficando muito leve.

Viking metal

Puxou o pai! e sempre anda junto com os irmãos death e black, extremamente religioso mas ele segue aos deuses nórdicos, não se dá muito bem com o White, vive bebendo hidromel e comendo churrasco, possui uma barba grande que se ajunta com o cabelo, entre todos da lista ele é o mais perigoso, vive andando com espadas e machados, quando entra numa briga ele entra em transe e sai batendo em todo mundo (e quebrando tudo também), mas muitas das vezes ele é bem calminho.

Doom e gothic

Outros muito parecidos. Só dá pra perceber a diferença por que o gothic é mais calminho e vive bem equipado com coisas eletrônicas, enquanto o Doom às vezes lembra o Death, em alguns traços. Vivem reclamando da vida, falando de como sofrem... De como a vida é um inferno... Parecem um pouco com o Grunge quando começam a falar, mas diga isso pra eles e veja o que sobra de você! O gothic gosta de coisas eletrônicas e trabalha consertando equipamentos e tem um timbre de voz ultra grave, mas só fala sussurrando. O doom trabalha de coveiro.

New metal

Existe um cara aí dizendo que pertence a essa família, mas todo mundo sabe que ele só quer ter o sobrenome Metal por dinheiro. Ele é tão porco que às vezes lembra o Punk, é mais desafinado que o Grunge, e só é pesadão, mas não se alimenta bem, vive de porcaria. Para se ter uma ideia, ele anda com um carinha muito chato chamado hip-hop.

Metalcore

É o irmão mais novo do hardcore Punk por parte de mãe e do death, black e thrash por parte do pai é primo do emocore, mas ele nega ser parente do emocore é uma espécie de emo revoltado, mas ao invés de ficar chorando pelos cantos, fica gritando feito louco débil mental, só sabe berrar, berra tanto que parece um porco morrendo esfaqueado. A sua família já pensou em abandoná-lo em um lixão por não deixar a família e seus vizinhos dormirem sossegados com sua voz irritante melancólica e com seus berros de demônios enfurecidos do inferno.

Coisas que quase ninguém sabe sobre o rock

  1. Os membros do Slipknot são fãs dos filmes do Jason.
  2. O Oasis começou a carreira no Saara.
  3. O número 13 dá azar, porque se tudo fosse diminuído por 13, o Blink 182 seria o Blink 169.
  4. O Tarzan e o George (rei da floresta) são fãs do Gorillaz.
  5. Se o Zeca Pagodinho virar roqueiro, mudará seu nome para Zeca Rockandrollzinho.

Ver também

Estilos Musicais

Arrocha | Axé | Axé sueco | Blues | Bossa Nova | Brega | Brostep | Bubblegum dance | Celtic punk | Country | Crossover thrash | Cumbia | Dance Music | Dark Psy | Deathcore | Deathstep | Disco | Dubstep | Emocore | Emogore | Eurobeat | Eurodance | Fado | Flashback | Forró | Forró russo | Frevo | Funk | Funk carioca | Full On | Glitch Hop | Gospel | Grindcore | Hardbass | Hardcore | Hip hop | House | Indie | Jazz | J-Rock | J-Pop | K-Pop | Kizomba | Kuduro | Lambada | Lambada escandinava | Lo-fi | Mallsoft | Mambo | Mangue Beat | Maracatu | Metal | Música celta | Música de elevador | Música clássica | Música industrial | Música pop | Música pimba | Música psicodélica | Moombahton | MPB | New age | Pagode | Pagode norueguês | Pagode japonês | Punk | Pop punk | Psy | Psytrance | Rap | R&B | Reggae | Reggae finlandês | Reggae nazista | Reggae penitenciário | Riddim Dubstep |Rock | Samba | Salsa | Satanejo | Sertanejo | Sertanejo romântico | Sertanejo universitário | Swingueira | Tango | Techno | Tecnobrega | Trance | Trap | Vaporwave