Abrir menu principal

Desciclopédia β

Rodovia Anhanguera

Roaddog.gif Alright, hold on tight, I'm a highway star!

Este artigo é sobre uma rodovia, uma estrada, uma rua, uma trilha, uma viela, uma quebrada um caminho qualquer ou um simples triozinho de merda.

Atenção! Este artigo pode te levar para um mal caminho!

Cquote1.png Você quis dizer: SP-330 Cquote2.png
Google sobre Rodovia Anhanguera

Rodovia Anhanguera é uma Rodovia cujo nome é Anhanguera.

Índice

HistóriaEditar

 
Rodovia Anhanguera na região da divisão entre São Paulo e Peru

Em 1720, acessar Ribeirão Preto de carro saindo de São Paulo era uma merda porcaria, pois o mato era muito alto e afogava os carros que tentavam trafegar por lá. O Brasil era (e ainda é) muito pobre naquela época, e ainda não tinham inventado o asfalto também. Então José Peixoto, uma pessoa de pensamentos geniais, decidiu que era a hora de organizar um mutirão de pessoas que atravessassem esse caminho a pé 24 horas por dia, e com uma parceria com a Igreja Católica prometeu indulgências as todos que o fizessem.

Após alguns dias, o mato esmagado e vencido pelas pisadas dos fieis virou uma trilha de terra endurecida. Peixoto, então, suspendeu a peregrinação. E estava feita a estrada de terra ligando São Paulo a Ribeirão, mas como Ribeirão Preto é era uma cidade mal desenvolvida na época, as pessoas resolveram ir um pouco mais longe em busca de comida, até Uberaba, até então conhecida como farinha podre. Infelizmente eles se enganaram pois lá não havia nenhuma farinha, nem farinha podre e todos morreram de fome e foram para a puta que o pariu o céu. Mas com isso, felizmente eles estenderam a estrada até o final do estado e um pouquinho mais.

O InicioEditar

Inicia-se num bairro de São Paulo, mas ninguém sabe que é uma rodovia lá já que é só mais uma das rotas de escape inuteis do congestionamento paulistano.

O Fim, Trágico FimEditar

Após mais de 500Km de sofrimento em pedágios, mas numa pista exemplar sem sofrimentos para você termina aqui na bela cidade de Igarapava, passa por uma tal de Usina Junqueira, sente cheiros de vinhaça e passa para o lado mineiro. Você todo felizinho pensa que não vai mas pagar pedagio e vai ficar numa boa, sem radar, você acelera a 200 Km/h quando inesperadamente esbarra num buraco na estrada bate a cabeça no teto, perde a consciência, bate o carro e morre. Bem feito! E obrigado por fazer parte das nossas estatísticas.

ConcessõesEditar

 
Exemplo cruzamento da Anhanguera com a Bandeirantes, Washington Luís e Dom Pedro
  • AutoBan: Aquela empresa que os donos foram presos na operação lava-jato lembra?? Cobram o valor do pedágio que querem, sobem o valor do pedágio a hora que bem entendem, constroem pedágios aonde dá uma grana mesmo fora da lei e assinam na midia como bonzinhos...#SQN
  • Intervias: a parte do meio da Anhanguera, é uma concessão que não domina nada praticamente, tanto que você só vê uma ou duas plaquinha escrito Intervias. É só pra ligar as vias mesmo;
  • Autovias: é a melhor parte da rodovia pois aqui é como na Holanda, a via se movimenta sozinha, não precisa de você nem do seu carro e o pedagio é caro para isso;
  • Vianorte: já mais próximo da nordeste do estado (região que recebe grande migração de nordestinos), o pedagio mais caro, porém com menor frequência. Dá pra ir de Ituverava a São Joaquim de graça (isso se conseguir pegar carona, caso contrario você paga o combustível).

Cidades que ela cruza e todo mundo se importaEditar

Cidades que ela cruza e pouca gente se importaEditar

 

Cidades que ela cruza e ninguém se importaEditar