Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ronald Koeman


Cquote1.png Você quis dizer: Matt Damon? Cquote2.png
Google sobre Ronald Koeman
Cquote1.png Meu protegido! Cquote2.png
Cruijff sobre Ronald Koeman.
Cquote1.png Copiou meu estilo, falo mesmo! Cquote2.png
Daniel Passarella sobre Ronald Koeman.
Cquote1.png Coé, man! Cquote2.png
Carioca sobre Ronald Koeman.

Ronald Coé Mano
RonaldMcKoeman.jpg
Nacionalidade Bandeira dos Países Baixos Países Baixos
Altura 1,81 m
Peso Ahhh... Não sei!
Clubes Matt Groening, A Jato e Barceloser
Estilo de Jogo Fazer gols de falta e passes longos
Gols De falta ou de fora da área

Ronald McKoeman é ex-futebolista holandês, que hoje em dia é treinador da Seleção Neerlandesa de Futebol. Zagueiro de brilho ofuscante, foi o precursor de nomes como Chicão, David Luiz e Alex: um zagueiro que apesar de não ser grande coisa na defesa disfarçava fazendo gols de falta e longa distância. Considerado um dos defensores da história dos Países Baixos também, olha só a "grande" competição que ele tem: De Jong, Mathijsen, Bouhlarouz, Ooijer..., Koeman fez história no Ajax, PSV e Barcelona, onde integrou um dos times mais fodas dos anos 90 com Stoichkov, Romário,Michael Laudrup, Guardiola (sim, Pep Guardiola jogava bola. Ele era mais ou menos o Sergio Busquets original) e Cruijff como técnico.

Índice

HistóriaEditar

Na Terra da SalsinhaEditar

 
Koeman é detentor das famosas bochechas de buldogue velho

No início da carreira, Koeman jogava como volante, mas como não era bom o bastante pra posição, acabou tornando-se zagueiro, onde ele cometia menos erros e podia se safar mais (exatamente igual ao que o Mascherano fez no Barcelona durante anos). Começou jogando em clubes inexpressivos da Holanda, onde ele era o artilheiro e líder em assistências do time, tendo em vista a qualidade dos seus companheiros de equipe. Depois de muito tempo sendo o único jogador expressivo no time, ele finalmente teve a chance de brilhar num clube grande quando Cruijff, seu grande mentor e padrinho, lhe deu uma chance pra jogar no Ajax. Depois de muitas batalhas com o time do baixinho Romário, Koeman resolveu dar uma de Judas juntando-se ao clube rival e provou que a grama do vizinho é realmente mais verde ao ser tricampeão da Eredivisie e vencer a Copa dos Campeões da UEFA (o nome brega "Liga dos Campeões" ainda não existia).

Bar-Sem-LonaEditar

 
Koeman nos tempos do Catalunha FC

Kom-as-maos (piada bosta) estava destinado a ser simplesmente mais um ídolo nacional de grife quando mais uma vez nosso amigo Cruijff lhe dá oportunidade de subir na vida com uma vaga na zaga do BarceLOSER (tendo em vista os resultados da época, o time merecia essa alcunha mesmo). Lá Koeman caiu como uma luva junto com todos aqueles craques que eu falei ali no início do artigo e eu não vou repetir por pura preguiça, integrando o "Time dos Sonhos", conquistando vários títulos, inclusive uma Liga dos Campeões em 1992 com um gol seu de falta sobre a poderosa Sampdoria. O time tentou repetir o feito dois anos depois, mas como estavam todos velhos e gastos, e Romário preferia jogar futevôlei nas praias do Rio do que treinar, o time não era nem sombra do seu auge e levou 4-0 do Milan, numa temporada onde Koeman conseguiu a proeza de ser artilheiro do time na competição, pelos motivos que já mencionei antes.

Volta à HolandaEditar

Já velho e acabado, Komano (outro trocadilho ridículo) voltou pro seu país de origem, a terra dos moinhos, cafés de muamba, casamento gay e tamancos gigantes, a Itália (ERROU!) encerrando sua carreira no Feio Arroto.

Seleção HolandesaEditar

Koeman foi um dos líderes da renovação laranjinha dos anos 80, que se desprendeu da geração de Cruijj e aquele seu estilo de futebol a lá FIFA ridículo onde todo mundo pegava a bola e fazia o que quisesse, não tinha posição definida, uma putaria completa. Ele e seu irmão Erwin ganharam praticamente sozinhos a Euro 88 sobre os já decadentes soviéticos, sendo um dos responsáveis por expor as más condições da outrora poderosíssima União Soviética (isso os seus livros de história não mostram não é? Agora quando o assunto é Revolução Russa, vixe maria...).

Nas outras competições porem, a Laranja Mecânica enferrujou e não deu nem pro gasto, nem vale a pena contar aqui mentira, vale sim. Eu que não quero.

Como treinadorEditar

Rodou a Europa inteira ganhando títulos pelo Ajax, Sporting, Lampiões e Valencia. Hoje em dia comanda a seleção holandesa.

 
Ao ser anunciado no Benfica, Koeman lançou um lema para o clube baseado naquilo que iria enfrentar.