Abrir menu principal

Desciclopédia β

Rota do Franquincenso

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


A Rota do Franquincenso foi uma importante rota do Omã de comércio de muambas na época medieval. Popularizada pelo Monty Python, esta rota era vital no transporte do precioso ópio chinês e piratarias taiwanesas através de vastas caravanas de árabes venusianos, os únicos acostumados ao calor extremo.

Após a criação da rota marítima feita por Vasco da Gama ninguém mais queria se matar no Omã para pegar as muambas chinesas e a rota foi desativada por um longo tempo.

RotaEditar

 
Acho que isso é franquincenso.

A rota atravessa os piores desertos da Árabia, estudados pelo geólogo Alhazred que sempre encontrou por ali os demônios dos quais escrevia. A Rota do Franquincenso atravessa no Omã o Deserto de Rub' al-Khali, o Deserto Punk e a Antártida.

As cidades que a Rota cruza são João Pessoa, Gerudo, Tatooine, Sétimo Círculo do Inferno e Mascate.

O FranquincensoEditar

O franquincenso (também chamado de olíbano ou Incenso do Francisco) é a matéria-prima do incenso que os franceses usavam para disfarçar o cheiro que anos sem tomar banhos lhes causava. Tamanha popularidade na França, rendeu o seu nome de franquincenso. Esta valiosa resina aromática também era importantíssima para disfarçar o cheiro de ópio e maconha nas muambas que vinham lá da China.

O franquincenso sempre foi muito utilizado na fabricação de perfumes e incensos que as mulheres fúteis da Europa sempre quiseram questão de ter, mas nunca souberam que aquilo vinha lá do cu de Omã.

Durante a história, a Rota do Franquincenso teve grandes participações. Foi lá que os Três Reis Magos compraram num camelô rolex, franquincenso e hortelã, presentes que deram ao menino Jesus.

Sabe-se também que o piromaníaco Nero queimou franquincenso de Omã durante 1 ano após a morte de uma de suas amantes que foi flagrada pela sua mulher.

CuriosidadesEditar

Na Arábia, a cômica expressão tupiniquim para sacanear os seringueiros "tirar leite do pau", é adaptada para "tirar leite do franquincenso".