Abrir menu principal

Desciclopédia β

São Cristóvão (Sergipe)

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


São Cristóvão é a principal favela da Região Metropolitana de Aracaju, primeira capital Sergipe e quarta cidade do Brasil, tudo dados irrelevantes para tentar fazer essa cidade alguma coisa de importante. São Cristóvão é lembrada apenas por uma praça (as vezes nem isso) que por ser cheia de velhas fofoqueiras bem ao estilo brasileiro, foi considerada patrimônio mundial pela UNESCO.

HistóriaEditar

 
É esta praça que fizeram patrimônio mundial? Mas existem um monte iguais em qualquer cidade do Brasil.

A cidade foi fundada por Cristóvão Buarque em 1 de janeiro (data aleatória) de 1590 (outra data aleatória). E depois de mais de 400 anos, nunca conseguiu ser destaque de nada.

O único fato marcante em todos esses anos de história ocorreu só em 1637, quando a cidade foi pseudo-invadida por neerlandeses. Os portugueses em toda sua inteligência tentaram usar a velha tática russa de ao invés de lutarem, queimar os mantimentos para não serem pilhados. O problema é que os holandeses queimariam tudo de qualquer jeito e por isso agradeceram os portugueses por lhes pouparem o trabalho de bombardear a cidade, eles queriam é terreno para plantar maconha.

Como todos sabem, os holandeses foram todos deportados para o Suriname, e São Cristóvão transformada na capital da Capitania de Sergipe até inventarem Aracaju em algum dia e jogarem São Cristóvão no ostracismo.

EconomiaEditar

Sergipe é um estado pobre, então não espere nada de grandioso de qualquer cidade, inclusive São Cristóvão. Além das fábricas de doces, acredita-se que haja turismo por lá, mas quem em sã consciência vai ao Nordeste que não seja em busca de praia ou prostituição infantil? Coisas que não existem em São Cristóvão.

Praça de São FranciscoEditar

Do jeito que a UNESCO descreve até parece um lugar bonito, fenomenal e excepcional, mas na prática é apenas uma pracinha velha que pode ser encontrada igual em qualquer cidade do interior.

  • Igreja e Convento de Santa Cruz - O resultado da mais avançada arquitetura sacra lusitana onde construíram torres com bases de adobe (massinha de modelar misturada com argila) o que deixa a estrutura perto de desabar.
  • Santa Casa de Misericórdia - Arquitetado pelo jogador Deco, o que terminou dando um ar de Art Déco ao convento.