Abrir menu principal

Desciclopédia β

São Gonçalo do Amarante (Ceará)

Cquote1.png Onde??? Cquote2.png
Deus sobre São Gonçalo do Amarante
Cquote1.png Do jeitinho que eu gosto... Cquote2.png
Diabo sobre São Gonçalo do Amarante
Cquote1.png O Brasil é meu país, mas São Gonçalo é minha pátria! Cquote2.png
Major Lima, político local sobre São Gonçalo do Amarante

São Gonçalo do Amarante é um Município da Região Metropolitana de Fortaleza de origem desconhecida, sua localização é indeterminada já que a cidade não está ligada ao espaço-tempo contínuo, poucos são os que conhecem o lugar embora muitos já tenham passado pela cidade sem perceber.

Índice

HistóriaEditar

 
Praça com a estátua de São Gonçalo, que acredita-se ser sagrada, pois ninguém ousa se aproximar, o local está sempre deserto. Ao fundo, vê-se o brejo de Prejubaca.

Fundada em 30 de fevereiro de 1499 por um bando de portugueses bêbados que se perderam da esquadra de Pedro Alvares Cabral, o município já teve muitos nomes, entre eles Taba dos Anacés (em homenagem aos índios que habitavam a região), São Gonçalo, e Bucetaba Anacetaba, permanecendo finalmente com o nome do seu santo padroeiro, o padre português São Gonçalo, copiando uma cidade potiguar só para confundir as pessoas.

Atualmente o município tem aos poucos saído do anonimato devido ao seu rápido crescimento econômico inclusive assumindo o slogan uma bosta de cidade um porto de prosperidade.

EconomiaEditar

Sustenta-se graças ao Porto de Pecém que serve para receber os produtos que irão para Fortaleza (não para São Gançalo do Amarante), que de tão distante da cidade comporta-se como um mini-vilarejo próprio, ignorando completamente as pessoas que vivem na "capital" São Gonçalo. Com vocação para explorar quem realmente trabalha, o Parque Eólico de Taíba, também distante vários quilômetros da cidade, é explorado pela cidade.

PopulaçãoEditar

Com mais de 40.000 habitantes segundo o IBGE, quem chega em São Gonçalo do Amarante logo duvida desse número. As ruas são desertas, as praças são desertas, os estabelecimentos são desertos. O povo trabalhador estão todos nos distritos distantes de Taíba e Pecém.

DistritosEditar

O município é composto por seis distritos: São Gonçalo(sede), Taíba, Siupé, Pecém, Umarituba e Croatá.

  • Sede - O menor e mais tedioso dos distritos, composto basicamente pela praça da Igreja da Matriz e o Calçadão da Fossa Lagoa da Prejubaca em torno dos quais os nativos andam em sentido horário, depois em sentido anti-horário e quando cansam sentam-se em um banco qualquer pra fofocar. Só possuindo vida social quando a prefeitura resolve fazer uma festa.
  • Taíba - O distrito turístico, e também o mais conhecido. Embora grande parte da população cearense passe o carnaval em Taíba 99,998% desses turistas não sabem que Taíba se trata de um distrito de São Gonçalodo Amarante, que por sua vez nem conhecem, acreditando que Taíba trata-se de um outro município. Atualmente, sua participação na economia da cidade tem ido além do turismo com a criação do parque eólico da Taíba para geração extra de energia alternativa.
  • Pecém - O distrito industrial, devido a recente inauguração do complexo portuário do Pecém muitas empresas tem sido atraídas para a região, cujos os mesmos 98,998% da população cearense também acreditam se tratar de outro município.
  • Siupé - Uma cidade bem organizada, que faz parte de São Gonçalo do Amarante, muita querida por pessoas que gostam de descansar, relaxar e despistar a polícia de Fortaleza.
  • Croatá - Amontoado de casas e postos de gasolina batizada construídas à beira da estrada.
  • Umarituba - O mesmo da acima.