Abrir menu principal

Desciclopédia β

São João do Sabugi

São João do Sabugi é uma roça perdida no isolado sertão potiguar, mas se pertencesse à Paraíba não faria a mínima diferença o abandono.

Índice

HistóriaEditar

Descoberta pelos grandes mineradores europeus, na época do Jurassic Park, e sua chefia comandante, a senhora Ana Joaquina, que teve dó de todos os índios que por lá estavam e decidiu doar um tijolo para a construção da Igreja Latinamérica Distribuidora de Lugares no Céu, à época regida pelo Pastor Silas Macedo. A independência do município se deu em 1948, mas seu mapeamento apenas em 2008 com a chegada da internet na região.

GeografiaEditar

 
Panorama de São João do Sabugi com a Cordilheira do Mocorongo ao fundo.

Localizado no norte da Paraíba, é uma cidade potiguar atípica, pois tem nela uma montanha chamada de Mulungu (que no idioma cariri significa "Mocorongo"). É só uma montanha, é baixinha por sinal, que os habitantes locais insistem em chamar de "serra", isso quando não chamam de "cordilheira". Faz divisa, também, com uma pequena comunidade chamada Ipueira, que possui 0.3 hab/Km².

ClimaEditar

Por ficar muito próximo de Caicó e Patos, na verdade bem no meio do caminho entre essas duas megalópoles (para os padrões sabugienses), a cidade tem uma temperatura média de 57ºC na sombra.

EconomiaEditar

São João do Sabugi detém de cerca de 96,5% dos açaís do Brasil, todos concentrados na praça da cidade, considerada a Times Square brasileira. Devido a grande atratibilidade de seus pontos turísticos, foi instalado o "Careca", uma franquia muito famosa de alimentos fast food.

PolíticaEditar

Um cenário bastante diversificado de dois currais eleitorais, seus habitantes se dividem entre Araras e Bacurais, vermelho e verde, respectivamente. Ambas ficam disputando o grande império das causas perdidas, que a sede fica localizada na pedra do cemitério, com uma entrada secreta.

Recentemente, surgiu uma nova força que tentou buscar o domínio sobre as terras de dona Ana Joaquina, que é guerreira prima de Lampião, neta de Padim Padi Çiço, mas que não conseguiu tomar o poder dessa mulher guerreira.

PopulaçãoEditar

O município possui, conforme o chutômetro do IBGE, cerca de 6.000 habitantes, onde esses tem o prazer de se dedicar, em tempo integral, em cuidar da vida dos outros. Porém, no mês de Junho, essa população triplica, ficando cada vez mais difícil fazer algo escondido.

TurismoEditar

No carnaval, os turistas em São João do Sabugi não existem, somente aqueles que se perderam no caminho para Caicó. Mas a Festa de Junho é bem famosa, sendo o segundo maior São João do Sertão, perdendo apenas para Campina Grande, é neste período do ano em que as pessoas que moram nas cidades limítrofes inventam desculpas para visitar a cidade, afinal nos outros meses do ano não se tem nada de diferente. É nesse mês que também chega o Parque Lima, um parque de diversões que possui uma roda gigante, um escorrega, uma cama elástica e as famosas patinhas. É o período onde os pais gastam todas as suas economias anuais com seus filhos.