Abrir menu principal

Desciclopédia β

São José Esporte Clube

São José Esporte Clube
São José EC.png
Brasão
Hino "São José rumo a 5ª"
Nome Oficial São José sem Esporte e Clube
Origem link={{{3}}} São Paulo - São José dos Campos
Apelidos
Torcedores Nem os moradores locais torcem pra isso
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote Pombo
Torcedor Ilustre Não tem
Estádio Não tem
Capacidade 0
Sede Não tem
Presidente O prefeito da cidade que acumula função
Coisas do Time
Treinador Não tem
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Todos
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Ninguém
Patrocinador Não tem
Time
Material Esportivo Tia Francisca... há 47 anos costurando pro time
Liga Campeonato Paulista
Divisão 4
Títulos Nenhum
Ranking Nacional -1
Uniformes



São José Esporte Clube, popularmente conhecido em sua região como "Galinha do Vale", é um ex-time de futebol ainda em atividade que se acha profissional, sediado na cidade de São José dos Campos (capital da prostituição de travestis) no Vale do Paraíba aquele típico time paulista que teve seus 15 minutos de fama, em seu caso foi em 1990 quando jogou a Série A do Brasileirão, para obviamente apenas rebaixar e nunca mais retornar (São Caetano, Paulista, Santo André, Inter de Limeira, Guaratinguetá são exemplos de times similares que subiram para a série A só pra encher o saco, rebaixar e serem esquecidos).

Possui também um time de futebol feminino que só não pode ser chamado de "bem sucedido" porque futebol feminino é algo que ninguém se importa e ninguém paga ingresso para assistir, então tanto faz.

Índice

História

Primeira fundação

O timeco do São José diz ter sido fundado em 1933, mas na verdade tinha outro nome, outras cores, outro mascote (uma formiga, afinal todo mundo pisava e desprezava) e outro símbolo. Tratava-se do "Esporte Clube São José", que desde cedo manteve-se firme na sua tradição de ser um time ruim e desprezível, conquistando quase nada além daqueles campeonatinhos toscos de interior que ninguém nem sabe que existe.

Segunda fundação

A real origem do clube ocorre em 1976, ano em que a diretoria ficou devendo centenas de dólares para os cafetões da cidade devido ao consumo excessivo de putas e consequente compra de apenas jogadores ruins e toscos. A equipe então se viu obrigada a mudar de nome no cartória para assim fugir das dívidas, assumindo a cor azul-bebê e amarelo-gema-de-ovo (por sempre amarelarem e nunca ganharam nada na vida, sempre chegam no quase e nunca vencem, o maior motivo de orgulho da galinhada), um volante de navio de escudo e agora o nome "São José Esporte Clube", dando assim um puta de um calote nos seus credores. O mascote adotado pelo nome time foi um pombo, uma ave nojenta e desprezível, mascote esse que normalmente é confundido por uma galinha devido aos seus torcedores normalmente imitarem uma galinha nos jogos do Estádio da Prefeitura (porque time amador não tem estádio).

São a vergonha da região do Vale do Paraíba, podemos dizer que o menor time da região, menor até que o Manthiqueira de Guaratinguetá, time das vacas. Já em seu retorno, na final que podia ter algo a acrescentar pro time em 1979 foram derrotados pro time que consideram rival, o Taubaté, que sempre está duas divisões acima no campeonato estadual.

A memorável temporada de 1989

Todo time medíocre do interior de São Paulo acontece de ir "bem" em pelo menos algum ano de sua história. Veja, até o Paulista de Jundiaí tem sua Copa do Brasil, o São Caetano tem sua final de Libertadores, enfim. Pois bem, o São José jamais teve qualquer ano brilhante, o mais perto disso foi o 1989, mas ser vice do Pualistão não deveria ser considerado grandes coisas, até o Audax já foi vice desse torneiozinho rural.

Mas se ser vice pro São Paulo no estadual já não é grandes coisas, imagine ser vice para Bragantino na Série B? Pois foi isso o que aconteceu. Nem dá pra levar a sério essa campanha se você enfrenta é Catuense na semifinal.

Série A de 1990

A sua participação numa Série A não poderia ter sido mais vergonhosa. Num campeonato com 20 times terminou na lastimável 19º colocação. Até tentou escapar do rebaixamento apelando para o tapetão, tentando fazer o Vitória da Bahia perder 5 pontos o que salvaria o São José. Mas o regulamento do Brasileirão da época previa virada de mesa apenas para times considerados tradicionais e grandes, então os 5 pontos foram devolvidos ao Vitória e o São José merecidamente rebaixado para nunca mais voltar.

Falência não decretada

Após 1990 o time rebaixou em tudo que era possível e atualmente o time galináceo amarga presença na última divisão do campeonato paulista, sendo derrotado por times como A.D Manthiqueira e Real Cubatense e só não sendo mais rebaixado do que já é, pois já estão no fundo do poço, conseguiram chegar na divisão que sempre sonharam (de novo) graças ao ídolo da torcida Robertinho da Padaria.

A torcida que nunca foi grande, aproveitou a queda do time para voltarem a torcer para seus verdadeiros times, aqueles da capital como São Paulo e Corinthians, e hoje mal saem do sofá para irem ao Estádio da Prefeitura Martins Pereira. Por isso o São José é atualmente a segunda potência da cidade, atrás do São José dos Campos Futebol Clube, o glorioso Tigre do Vale.

Títulos