Abrir menu principal

Desciclopédia β

São Marcos (Rio Grande do Sul)

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Padroeiro de São Marcos, o santo dos goleiros reservas.

São Marcos (Rio Grande do Sul) é uma cidade que foi bairro distrito de Caxias do Sul. São Marcos é uma cidade que se emancipou, pode até dizer que está crescendo mas o prefeito é sempre o mesmo e o prefeito posterior vai ser o vice do anterior. É assim que funciona por lá. O município tem coisas que os outros nos seus arredores não tem como prédios com mais de dois andares e uma locadora.

HistóriaEditar

São Marcos foi fundada por dois padres que torciam para o Palmeiras e que veneravam um santo que se chamava São Marcos que venceu a copa do mundo de 2002 sozinho, justamente motivo para venerá-lo. Outro que eles veneravam era Marcos Assunção que se assemelhava ao Kid Bengala mas por ser meio malicioso para os padres não quiseram fazer uma igreja com ele como padroeiro.

Pela cidade ser perto de Caxias do Sul, a periferia e tudo que eles não gostavam foram para São Marcos, quer dizer, Caxias do Sul ficava alternando se os mendigos iam para um distrito e se os bandidos iam para outro... E Caxias tentava cuidar muito de suas "crias", os distritos no caso.

Até que então houve uma onda de emancipação e então surge São Marcos que agora tem alguns privilégios como um número elevado de clubes para a terceira idade, duas locadoras e prédios com mais andares, além de playboys que agora são exclusivos da cidade, eles também conseguiram escolher o nome de seu padroeiro para a cidade.

Foi uma coisa boa não?

ColonizadoresEditar

Entre os colonizadores, que hoje refletem o que a população é atualmente, estão italianos, portugueses, poloneses, ex-escravos e aventureiros.

Atualmente, os italianos são os predominantes, geralmente pobres que gastam a vida que resta-lhes fazendo churrasco, achando que são gaúchos mesmo e tomando chimarrão, negando as origens. Depois vem os portugueses que praticamente nem tem mais no município mas que geralmente nem sabem que são descendentes de portugueses.

Após isso temos os poloneses, mais conhecidos como os atuais "paus-no-cu" e que são educadinhos e ficam pedindo por favor o tempo todo. Se há um polonês que não seja assim na cidade ele é de fora mesmo. Após isso temos os ex-escravos que voltaram a ser escravos, só que do tédio e de fábricas que são igualmente tediosas e os aventureiros.

Que convenhamos... Devem ter procurado no lugar errado aventura. Aliás acho que isso foi boato da prefeitura mesmo pra deixar a história menos tediosa, como a cidade.

TurismoEditar

O maior ponto turístico é um monte calcário que é símbolo de fé pelos São-marquenses... Legal esse símbolo de fé... Só isso de atração mesmo? Além deste..tem também o...o...éé... outro ponto turístico muito conhecido pelos 6seus habitantes é .......ééé é que me escapoliu...