Abrir menu principal

Desciclopédia β

Síndrome de Asperger

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/3/31/Batata_azul.png}}

Evo.jpg Este artigo sem imagens será nacionalizado!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Por favor considere adicionar novas imagens para deixá-lo mais interessante. Ou o Evo pode roubá-lo daqui!
Asclepius.png A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um para fazer seu check-up.

Cquote1.png Você quis dizer: Síndrome de Aspargos? Cquote2.png
Google sobre Síndrome de Asperger
Cquote1.png Você quis dizer: Síndrome de Down? Cquote2.png
Google sobre Síndrome de Asperger
Cquote1.png Experimente também: Hambúrguer de bunda Cquote2.png
Sugestão do Google para Síndrome de Asperger


NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Síndrome de Asperger.

A Síndrome de Asperger é um Transtorno do Espectro Autista que se tipifica por ser menos grave do que a dos ditos autistas clássicos, onde o portador não é um completo retardado mental, sendo muitas vezes inclusive considerado mais inteligente que a média das pessoas, sendo reconhecidos como típicos nerds machos opressores com sérios problemas de vida social e para cuidar de suas próprias vidas, por estarem o tempo todo ocupados com coisas inúteis como Tíbia e LoL.

Constam informações, ainda não confirmadas, que eles seriam considerados gênios para certas coisas que sejam afeitas a seu hiperfoco, sendo os mais potenciais matemática, engenharia, física, economia, música, relações internacionais ou qualquer outra coisa que seja do típico gosto nerd, como ser aficcionado em Star Wars, imitar o Spock do Star Trek ou editar na Desciclopédia por exemplo.

Há ainda documentações informando que tal síndrome se mostra um grande problema de saúde pública, justamente pelo fato de nunca ter sido levada a sério pela medicina, a ponto de ficar mais de meio século ignorada nas pesquisas, só sendo registrada na documentação do CID-10 no ano de 1994, sendo os seus portadores constantemente internados em hospícios pela falta de um diagnóstico adequado.

Índice

HistóriaEditar

A síndrome de Asperger têm uma história muito antiga e cheia de disputas. Em 1940 Hans Asperger começa a fazer o documentário sobre quatro crianças muito serelepes que a despeito de apresentarem certo grau de autismo, apresentavam também uma inteligência muito acima da média, sendo considerados uma raça a parte de pessoas superdotadas, com traços tipicamente nerds que as diferenciavam de outras crianças.

No entanto, com o desfecho da Segunda Guerra Mundial tais pesquisas foram prejudicadas e seus resultados ficaram presos ao lado oriental da Cortina de Ferro, o que fez com que os resultados ficassem desconhecidos até a queda do regime soviético e de regimes similares na Europa Oriental, o que permitiu que os pesquisadores norte-americanos tivessem acesso aos dados de tal pesquisa, aplicando a metodologia a um grupo mais amplo para daí poder comprovar a existência da síndrome em meio aos nerdões pesquisadores de lá, o que logo de início comprovou as suspeitas do conterrâneo de Hitler.

Depois disso, o transtorno foi colocado no Catalogo Internacional de Doenças e começou a ser diagnosticado principalmente entre as crianças, sendo demostrando um número de portadores bem maior entre o sexo masculino do que entre o feminino, o que foi considerado relativamente normal dado que via de regra os transtornos de caráter autístico são diagnosticados mais facilmente entre os homens do que entre mulheres.

Recentemente, a síndrome foi colocada dentro da série de transtornos do espectro autista, sendo que há rumores de que em breve a mesma será considerada um meio termo entre o TDAH e problemas mais sérios, tais como a esquizofrenia ou o autismo dito "clássico", no qual há um comprometimento bem mais severo das capacidades da pessoa, seja no sentido psicomotor, seja no sentido cognitivo.

CaracterísticasEditar

Há uma série de características peculiares que podem te permitir (ou não) reconhecer um nerd, ou melhor, um portador de tal transtorno, que se encontrado, pode ser alvo de chacotas e zoado até a eternidade por meio do famoso bullying, sendo que elas são as seguintes:

  1. Dificuldades de organização - O típico portador de tal transtorno costumeiramente tem problemas sérios com a organização de seu espaço e de sua vida cotidiana, podendo apresentar em seu espaço problemas sérios, tais como a mais completa falta de higiene e coisas espalhadas sem o menor senso pelo chão, coisas que só o nerd típico portador do transtorno é capaz de entender o que fica em que lugar dentro de tal quizumba... ou não! Constam informações que tal falta de organização, quando chega a extremos, pode causar no autista nerd um stress enorme pelo motivo citado a seguir.
  2. Memória de curto prazo fraca - O aspie típico consegue se lembrar muito bem daquilo que lhe é rotineiro ou lhe é uma lembrança relativamente distante, mas se esquece facilmente do que lhe sai da rotina ou seria uma lembrança relativamente recente, o que pode lhe causar sérios problemas, como ficar mais de meia hora procurando por algo que o mesmo não colocou algum badulaque qualquer no lugar que o mesmo rotineiramente coloca.
  3. Hiperfoco - Ele tende a ficar tão enfocado em seus assuntos prediletos, vistos como hobbies, por um tempo muito maior do que o das pessoas ditas Neurotípicas, o que pode causar sérios problemas, como o de esquecer da hora de comer ou de dormir, bem como de outras atividades que porventura estivessem em sua memória de curto prazo.
  4. Dificuldades com autoridade - Aspies podem achar que estão lidando de igual pra igual com outras pessoas, o que pode trazer enormes sobressaltos na hora de lidar com superiores hierárquicos ou com outras pessoas com as quais lidem no meio social. Tendem a ter enorme ojeriza a puxa-sacos e alpinistas sociais em geral, em especial por não terem como ponto forte a sociabilidade e a dissimulação.
  5. Dificuldades para delegar e pra trabalhos em grupo - Um aspie típico tende a agir na base do 8 ou 80, deixando a responsabilidade completamente nas costas alheias ou então assumindo toda a responsabilidade em suas próprias costas, o que ocasionalmente pode resultar em exaustão para o mesmo.
  6. Dificuldades no contato visual - Aspies no geral tem problemas sérios com a ansiedade, sendo comum que os mesmos não olhem nos olhos de outras pessoas.
  7. Dificuldades para entender relacionamentos sociais - O mesmo tem dificuldades para notar se uma pessoa está a fim dele e o porque da mesma ter algum interesse que seja nele, o tornando alvo predileto para o bullying dos colegas "neurotípicos". Além disso, não tem o menor tato, seja em relação aos relacionamentos com neurotípicos (que no geral tendem a ter posições mais emocionais), seja em relação aos relacionamentos com outros aspies (que tendem a retração quando intimidados).
  8. Dificuldades com barulho - O aspie típico terá problemas para se concentrar em ambientes barulhentos ou onde se tenha grande perturbação auditiva, tendendo a sair de perto de outras pessoas em momentos que tenha dificuldades pra se concentrar em alguma coisa, por mais merda que a mesma possa ser.
  9. Dificuldades com cheiros - Há informações de que aspies tendem a ser bastante sensíveis a cheiros, sendo que há casos de lanchonetes e restaurantes cujo cheiro pode ser o suficiente para que o mesmo tenha ânsia de vômito, especialmente quando o mesmo está emocionalmente afetado. Há casos mal relatados de pessoas com tal síndrome que não conseguem suportar sequer o cheiro de incenso que sua miguxa hiponga de humanas coloca no quarto.
  10. Dificuldades gustativas - O mesmo pode não suportar de jeito nenhum aquela Bavária clássica que um neurotípico bebe sem reclamar e pode ter problemas com a digestão de certos alimentos, como a carne por exemplo. Além disso, há casos de celíacos, diabéticos e de intolerância a lactose por parte de tais pessoas.
  11. Transtornos Alimentares - Anorexia, Bulimia e Hiperfagia são problemas que um aspie tem enorme tendência a desenvolver, em especial quando o mesmo está abalado emocionalmente, havendo casos de nerds de quase 30 anos que morreram de fome ao menos supostamente por conta da morte da vovózinha que seria a única que os entenderia a ponto de lhes dar afeto.
  12. Ansiedade - Tal problema pode ser mórbido a ponto de paralisar a vida do aspie típico ou até mesmo fazer com que ele chegue ao ponto de apresentar sintomas da Síndrome do Pânico ou uma agressividade fora do normal. Isso torna o aspie um sério candidato a drogadição, com o uso de psicotrópicos que tendem a deixá-lo ainda pior, em muitos casos abreviando a sua expectativa de vida.
  13. Depressão - Como tende a ter uma vida relativamente isolada e a ter problemas de socialização, o mesmo tende a apresentar episódios recorrentes de Depressão, o que combinado ao fator acima faz com que muitos aspies possam ser diagnosticados erroneamente (ou não) como portadores de Transtorno Bipolar.

Vida sexualEditar

Geralmente, os portadores atravessam a adolescência sem perder a virgindade, já que para eles zerar um jogo e assistir aos documentários da Discovery Channel são experiências muito mais excitantes que sexo. Como foi dito antes, a doença parece uma piada de mau gosto pelo ponto de vista masculino, pois os sintomas os impedem de fazer sexo. Neurotípicas (mulheres normais) muitas vezes dizem que gostavam de namorar um Aspie, mas se conhecessem um provavelmente fugiriam logo. Geração tumblr tem destas coisas.

Sintomas da síndrome que provam o que eu disse antesEditar

Comportamentos de gente chata aspies Sua descrição Frescuras femininas que os antagonizam
Dificuldade de expressar e entender emoções I. Não olham nos olhos, não entendem o amor (quem entende?), não sabem se as mina tão manjando as pica deles... Mulheres adoram demonstrações de sentimentos DELES, como ELE dizer   Eu te amo   e ELE pedir em namoro pra ELA mudar o comportamento DO NADA.
Dificuldade em aceitar certas regras I. Não aceitam que os impostos sejam abusivos, que as mulheres estejam sempre certas, que seja crime matar um filho da puta ou pensar feito um robô. Primeiro: quem aceita toda essa merda ganha dinheiro, que é o que mulher gosta. Segundo e MAIS IMPORTANTE: a mulher está "sempre" certa e quem não gosta MORRE!
Dificuldade de se adaptar a mudanças. Vivem uma rotina e a seguem A RISCA. Qualquer um que se apaixona sabe que rotinas BROXAM.
Facilidade com exatas   Professores de humanas são mais bonitos Mulheres preferem ciências humanas.
Facilidade em lidar com a razão. Além de serem bons em matemática (razão = divisão), lidam com as coisas de forma não emocional, sendo bons para resolver problemas da melhor forma possível, ao contrário do que a Wikipédia mostra. "Mulher" + "não-emocional" = explosão nuclear.
Dificuldade de expressar e entender emoções III. Não sabem o quanto podem magoar as pessoas, nem consolar alguém deprê. Homem que não sabe consolar mulheres com baixa autoestima NÃO conquista ninguém, morre deprê.
Alta fluência verbal. Falam "Folksvaguen", "Ongstrâm", "Uót", "Djule", "Reikiavique" e outras coisas que as pessoas falam errado, só que certo. Neurotípicos consideram isso coisa de gente metida e mulher odeia isso, exceto se ele tiver dinheiro.
Indiferença diante de outros humanos. Apesar de poder ser o receio já citado, bem no fundo, aspies consideram os neurotípicos seres patéticos. Mulheres gostam de atenção e ficam desgraçadas da vida quando não recebem.
Dificuldade em aceitar certas regras II Aliando-se com a indiferença, aspies não se importam com o que as pessoas pensam deles, por isso, pouco se fodem para modinhas e padrões (ironicamente). Você(s) sabe(m) pra quem são destinadas as revistas de moda, não é?
 
Sheldon Cooper, o menos famoso ser com essa doença... BAZINGA!

A pior coisa que se pode desejar a um inimigo é que ele seja portador da síndrome de Asperger. Não há nada mais terrível do que viver isolado, incompreendido pela sociedade, mantendo hábitos repetitivos e sem-graça.

Alguns dos sintomas dessa doença são:

  1. Dificuldade para arranjar amigos
  2. Dificuldade para arranjar namorada
  3. Tendência à virgindade eterna (devido ao sintoma acima)
  4. Dificuldade para se comportar
  5. Dificuldade para mudar
  6. Mania de querer imitar os outros.
  7. Dificuldade para cagar

Gente como Albert Einstein, Isaac Newton e Bill Gates tiveram a sorte grande de nascer com Síndrome de Asperger. Não é a toa que eles são um bando de cientistas malucos que em nada contribuiram para a ciência.

Pessoas que provavelmente têm Síndrome de Asperger, além das citadas acimaEditar

  • Chaves (porque você acha que ele faz um monte de merda e depois diz que foi sem querer querendo?)
  • Tiririca (porque teve a idéia maluca de se candidatar)
  • Satoshi Tajiri (pois não se sabe de onde ele tira tanta imaginação para criar pokémons)
  • O personagem Sheldon Cooper, do seriado "The Big Bang Theory", apresenta fortes traços da Síndrome de Asperger, pois ele é capaz de passar um fim de semana inteiro assistindo à sextologia "Star Wars" sem parar para tomar banho ou mesmo comer.
  • Temperance Brennan não entende sarcasmo, é muito racional e inteligente
  • Tio Bill
  • Messias
  • Inspetor Bugiganga
Síndromes, autismos, retardos mentais e outras frescuras patológicas da humanidade