Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sítio d'Abadia

Cquote1.png Você quis dizer: Cemitério Cquote2.png
Google sobre Sítio d'Abadia
Cquote1.png Você quis dizer: Cidade Fantasma Cquote2.png
Google sobre Sítio d'Abadia
Cquote1.png Isto non ecziste Cquote2.png
Prade Quevedo sobre Sítio d'Abadia

Sítio d'Abadia, como o próprio nome diz, é um gigantesco sítio que assombra a GO-108. É conhecida por ser uma cidade inóspita, hospitaleira, hostil e insignificante.

Índice

HistóriaEditar

 
Os hospitaleiros urubus que protegem a entrada de Sítio d'Abadia dos forasteiros.

A origem do povoado se deu em 1800, quando uma viúva falida trouxe seus escravos sexuais do sertão da Bahia, se estabeleceu no meio do sertão de Goiás e deu início a um negócio de gado e lavoura.

Então os escravos robôs daquela senhora construíram uma igreja de palha onde podiam fazer suas macumbas, e milagrosamente foram aparecendo romeiros fracassados que se perderam no caminho para Trindade povoando o local. Em virtude da capela o povo foi efetuando doações de terra até que aquele povoado que antes era medíocre tornou-se um distrito do nada.

Conseguiu a independência de si mesmo em 1907, após uma animada partida de truco entre os fazendeiros dominantes.

EconomiaEditar

Soja, soja, agricultura, pecuária, soja e soja.

PopulaçãoEditar

Sítio d'Abadia possui 3.251 habitantes, menos gente do que o que cabe numa fazenda do Alcides Rodrigues.

50% desse número é constituído por velhas fofoqueiras especializadas na cozinha.

TurismoEditar

Em Sítio d'Abadia existe uma cachoeira que ninguém nunca viu, ninguém se importa, mas a Wikipédia diz que existe de verdade e é uma das maiores em volume de água do país. Quanta pretensão...

EducaçãoEditar

Escolas? Você falou em escolas? Em Sítio d'Abadia? MWAHAHAHAHAHA!