Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sítios com Fósseis de Hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e Arredores

(Redirecionado de Sítios com fósseis de hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores)
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Os Sítios com fósseis de hominídeos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores é um complexo arqueológico de grutas sul-africanos aonde arqueólogos barbudos passam os dias cavando buracos para achar ossadas de macacos.

LocalizaçãoEditar

Os sítios de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores foram tombados pela UNESCO por serem incrivelmente as única escavações em todo o território africano que não visa nem carvão, nem petróleo e nem diamantes, e sim apenas ossos.

A localização dos conjuntos de cavernas de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai é na África do Sul a 2 Km das minas de diamantes. Até a pouco tempo eram escravos que escavavam no local, mas Mandela mandou que pagassem um salário para os coitados. Por coincidência apenas, os líderes das escavações (aqueles que não se sujam) são brancos e ricaços.

DescobertasEditar

 
Ilustração científica do homem que as escavações dos sítios puderam confirmar.

Em 1935, um tal de Robert Broom estava fugindo de um leão quando tropeçou e descobriu um complexo de cavernas de argila cheia de ossos de macacos. Curioso, ele chamou uma tropa de arqueólogos sem trabalho no Reino Unido para analisarem os ossos e constatarem que aqueles macacos tinham uma cultura e eram Adão e Eva da África. A partir de então vários cientistas de óculos vão aos sítios cavernosos de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e arredores para simular que estão fazendo alguma pesquisa à humanidade.

Entre as principais descobertas, está a de um fêmur datado de 4,5 milhões de anos que acredita-se ser aquele que aparece em 2001: Uma Odisséia no Espaço.

Vestígios de contas de luz, trazem também a dedução de que Prometeu deu fogo aos macacos locais. O nome dado aos hominídeos encontrados foi Africanopithecus bananus, apelidado de homenzinhos da boca-torta.

Há ainda uma hipótese que está sendo descartada de que aqueles hominídeos encontrados nos sítios são antepassados dos humanos.