Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sacri Monti do Piemonte e da Lombardia

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Uma das igrejinhas perdidas no mato.

Sacri Monti do Piemonte e da Lombardia é um local na Itália onde brotam capelinhas nos mais variados estilos arquitetõnicos, desde o manjado barroco até as versões high-tech com um Jesus pregado numa cruz interativa e na versão minimalista e futurista também, com anjos vindo em naves espaciais.

LocalEditar

Essas capelas estão localizadas no mais profundo nada do norte italiano, em um local onde humano algum desejaria morar ou mesmo passar perto, nessa região que construíram capelas, provavelmente, para evangelizar os percevejos do local, afinal lá não há quem ou o quê para ser evangelizado e tocado pela palavra de Deus.

A região segundo a UNESCO é um local de beleza selvagem que se adequa perfeitamente ao estilo arquitetônico imposto pelas construções, coisa completamente correta, o matagal combina com as ruínas dando um toque de filme de terror ao local, parecendo que a qualquer hora saltará sobre o pobre turista um ser peludo resultado da intoxicação do solo e da água do local pelo excesso de molho bolonhesa.

 
Um belo e nada sugestivo vitral do local.

CapelasEditar

A UNESCO tombou o local como patrimônio porque as capelas seriam uma construção artística muito bela que propiciou o desenvolvimento do estilo no restante da Europa num momento círtico para o catolicismo, isso em palavras ainda mais bonitas e recheadas de palavras requintadas, tudo para justificar como meia dúzia de capelinhas frequentadas apenas por velhinhas semicaducas foi transformado em patrimônio da humanidade.

As capelas datam entre os séculos XV e XVII, quando a Europa estava passando por uma crise religiosa, nessa época o pessoal estava em dúvidas entre uma igreja sanguinária e repleta de amantes de garotinhos ou uma nova igreja que surgia pautada na teologia da prosperidade e com fins meramente mercenários, nessa guerrinha por território ambas foram construindo templos nos mais remotos lugares, daí surgem essas capelas perdidas na imensidão do nada.

Ver tambémEditar