Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sailor and the Seven Ballz

Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.

Cquote1.png Você quis dizer: Um crossover estranho, meia-boca e +18?! Cquote2.png
Google sobre Sailor and the Seven Ballz
Cquote1.png Essa animação tá uma porra! Cquote2.png
Otakus punheteiros de hentais modernos sobre Sailor and the Seven Ballz
Cquote1.png Que belo filme! Cquote2.png
Pedofilo sobre Sailor and the Seven Ballz

Sailor and the Seven Ballz
セーラーと七つのボールズ
Sailor and the 7 Ballz.jpg
Capa deste clássico da animação japonesa.
Gênero Hentai e paródia pornô
Mangá
Autor Naoko Takeuchi e Akira Toriyama
Divulgação Deep Web
Onde sai Sex Shop
Primeira publicação 1900 e guaraná com rolha
N° de volumes 18 (Sailor Moon) + 42 (Dragon Ball)
Anime
Dirigido por Punheteiro Otaku
Estúdio MS Paint
Onde passa Bandeira do Japão Japão, Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Primeira exibição 2000
N° de episódios 0
Filmes 1, este aqui
OVAs 0

Sailor and The Seven Ballz é um filme animado de 2000 facilmente descrito como o maior colecionador de fetiches já criado. Este filme é oficialmente proibido em Suíça, Arábia Saudita e Polónia devido ao seu conteúdo obsceno.

Índice

EnredoEditar

O enredo consiste em Sailor Moon que convida muitos personagens importantes de animes e mangá para o seu casamento. A certa altura a festa fica quente e os vários personagens começam a divertir-se como porcos na lama e o namorado de Sailor Moon começa a masturbar-se com imagens de Minnie Mouse disponíveis em Playtoon. Enquanto isso, uma esfera do dragão começa a flutuar ao redor e se encaixa na vagina das meninas, fazendo-as crescer uma estranha protuberância. O filme termina com um mega-orgia, o espectador ingênuo que vai vomitar no banheiro por causa da animação de alta qualidade e da dublagem realizada por profissionais, e o FBI que entra em sua casa para prendê-lo por posse de pedopornografia.

ResenhasEditar

O filme fez com que todos concordassem, tanto entre os especialistas no campo quanto não. Aqui estão algumas críticas:

  Se este filme fosse o PIB brasileiro, eu daria-lhe um -7%.  
Michel Temer sobre Sailor and the Seven Ballz

  Fizemos mal em não bombardear os japoneses duas vezes.  
Bill Clinton sobre Sailor and the Seven Ballz

  É muito bom... como laxante.  
Jailson Mendes sobre Sailor and the Seven Ballz

SequelaEditar

Isso mesmo, há também uma sequela. Nada de anormal, apenas Goku e o Naruto que são estuprados por um grupo de alienigenas e participam de uma suruba com clones de personagens de vários animes e mangás. O todo comentado pelo narrador da Sessão Da Tarde.

CuriosidadeEditar

  • Houve propostas à ONU para banir internacionalmente o filme, feitas pelos próprios personagens, porque temiam que tal filme arruinasse sua reputação. A proposta não foi aprovada por causa do veto de Japão, cujo primeiro ministro havia sido pago o equivalente a 17.000 dolares pelos produtores do filme para impedir que a proposta de banir o filme tivesse sucesso.
  • Em 2000, o governo FHC decidiu tomar medidas drásticas e colocar uma taxa de 500 mil reais em cada cópia do filme vendido. O imposto foi abolido apenas um mês depois, porque no momento não carregava dinheiro, já que ninguém comprou o filme.


ÁlbumEditar