Abrir menu principal

Desciclopédia β

Virtualgame.jpg Samurai Shodown é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Doom guy mata mais 20 cacodemons.


Samurai Xodó
SamuraiShodownTitulo.png
Pequena tela de título básica
Gênero Porradinha
Desenvolvedor SNK
Publicador SNK
Plataforma de origem PC
Primeiro lançamento Samurai Shodown 1 (1993)
Último lançamento Samurai Shodown: Edge of Destiny (2008)

Cquote1.png Você quis dizer: Street Fighter com espadas Cquote2.png
Google sobre Samurai Shodown
Cquote1.png Peguei o Errado ! Cquote2.png
Pivetinhos de Fliperama sobre Ter escolhido Galford, no Lugar do Hanzo
Cquote1.png Pega o cabeludo! Cquote2.png
Pivetinhos de Fliperama sobre Haohmaru
Cquote1.png Pega o que parece o Blanka! Cquote2.png
Pivetinhos de Fliperama sobre Gen-An
Cquote1.png Que merda é essa de sangue verde? Cquote2.png
Você sobre Versão americana do jogo
Cquote1.png Para de bater no controle, vai estragar caralho! Cquote2.png
Dono do boteco sobre pivetinhos marreteando o controle
Cquote1.png Eu não sou parente daquele cara do Fatal Fury. Cquote2.png
Jubei Yagyu sobre aquele cara do Fatal Fury

Samurai Shodown (conhecido pelos manos da época como Samurai Shadow) é um jogo velho pra cacete da SNK, daqueles que ela fazia de dúzia na época. É tipo o Street Fighter, mas em vez dos carinha saírem no braço, eles vão na peixeira mesmo.

Índice

SistemaEditar

Nada mais simples, escolha um carinha e passe a faca nos outros. Tem aquela Barrinha de POW que enche quando você toma porrada, fazendo o personagem ficar todo vermelho sem nenhum motivo aparente, daí cada facada vai uma lasca da energia do adversário. De vez em quando, os personagens decidem disputar força com as espada, daí você é obrigado a marretear os botões igual louco pra não perder sua espada e virar um verme insolente. Tem uns botões de chute também, mas ninguém usa.

HistóriaEditar

O poderoso demônio Amakusa acorda de seu sono de beleza de 100 anos para chutar alguns traseiros. Daí aparece uma pá de nego sabe-se lá daonde e decide desafiar o coisa-ruim.

  •   Raúúúúúúúmaru: O personagem principal da bagaça, é um andarilho piagandaia que ganha a vida saindo por aí batendo nos outros. Lógico, ele decidiu que ia acabar com o demônio pra ganhar uns trocados.
  •   Tatibaná Uquió: O segundo principal, é um cara com o pé na cova que tá fugindo de um monte de mulher que engravidou dele pra ganhar pensão. Espera derrotar o demônio pra pagar todas elas.
  •   Ratúri Ranzó: Possui as duas qualificações dos seres mais fodas do universo: é ninja e se chama Hattori Hanzo. Como ele é foda, ele VAI matar o demônio.
  •   Garfórodo: O Hanzo pintado de azul e com cabelo loiro, demonstrando a preguiça dos programadores da época. Até os golpes são iguais. Quanto a história, é só um playboyzinho de merda metido a herói.
  •   Chiánuí Guein-Uán: Um baixinho corcunda verde com uma garra maior que ele. Ele acha que é um demônio e por isso acha que pode matar o outro demônio.
  •   Charlótó: Uma francesa valentona que acha que se acabar com o demônio vai arrumar um homem pra tirar ela da seca. Em vez de passar a faca, ela prefere furar os adversários com aquele espeto de churrasco.
  •   Iaiú Jubé: O único samurai de verdade do jogo, ele é caolho e usa duas espadas pra garantir que não vai errar o alvo. Como todo bom samurai, o patrão mandou ele ir lá matar o demônio e ele foi, como todo bom lacaio.
  •   Uááááááán-Fúúúú: Uma baixinho gordo com uma espada curva que consegue rancar metade da energia com um golpe só. Decidiu que ia conquistar o mundo, mas primeiro adivinha, ele decidiu ir matar o demônio.
  •   Ásscuêica: Um ninja gordão gigante e grotesco que senta e peida nos adversários, além de usar uma corrente como arma. A única coisa que ele faz da vida é comer, então decidiu matar o demônio pra conseguir mais comida.
  •   Nacúruru: O típico personagem bonitinho, fofinho, meigo e nojento que os japoneses adoram e que por isso seremos obrigados a aguentar em todas as versões dessa bagaça. Pra variar, quer acabar com as forças do mal.
  •   Táun Táun: Um dos personagens mais incompreensíveis que existe. Um índio com uma máscara Asteca cujo cenário é um templo Inca, mas que fica no meio da Amazônia. Quer matar o demônio pra pegar sua bola de cristal de volta, antes que alguém perceba que ela sumiu.
  •   Senrió Quiochiró: Um dançarino com uma lança. Quer matar o demônio para sabe-se lá o quê. Deve ser só pra se exibir...
  •   Amácuza Chiró Toquizada: O tal demônio, que todo mundo sempre acha que é uma mulher (talvez porque ele pareça uma bruxa e dê aqueles gritinhos afeminados quando toma porrada). Quer detonar tudo, dominar o mundo e ser adorado, pra variar.

Frases de Duplo SentidoEditar

Samurai Shodown também é famoso entre os jogadores veteranos pelas frases de duplo sentido, que os personagens gritam em alguns momentos. Aí vão algumas das mais interessantes:

Cham Cham (quando perde a luta): ME TACA NO CU ATÉ ARDÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ...

Ganjuro (quando perde a luta): ESSA PORRADA, GURI, NO CU DÓI!!!

Mizuki (quando manda o cachorro): CARÁÁLHO!

Caffeine (quando toma uma espadada mais forte): UI, É NO CUZIM QUE DÓI...

Chacina GaleriaEditar

v d e h