Abrir menu principal

Desciclopédia β

Santiago de Compostela

Nota: Para o artigo do santo consulte Santiago Maior.


Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


A Cidade Antiga de Santiago de Compostela é uma cidade espanhola conhecida por ser o ponto de chegada de uma caminhada muito longa chamada Caminhos de Santiago, que é um percurso resultante de um projeto feito para reduzir a obesidade e o sedentarismo na população. A cidade não é muito grande, tendo apenas a catedral que serve como linha de chegada, uns prédios para encher linguiça e algumas ruínas para enfeitar.

HistóriaEditar

 
Foto de Santiago de Compostela, com um peregrino completando a caminhada.

Santiago de Compostela foi fundada pelos romanos para servir como ponto de chegada dos Caminhos de Santiago, criada pelo imperador romano para combater o sedentarismo na população. A história de Caminhos de Santiago acaba exatamente aqui, pois tirando isso nada mais aconteceu por lá. Mas os moradores perceberam que essa história é curta demais, então eles criaram uma outra versão da história, feita por fatos desinteressantes dos quais ninguém se lembra.

Mas como não existe uma outra história melhor, então será essa. Além da linha de chegada, existia em Santiago uma mansão pertencente a um político romano. Ele decidiu morar em Compostela porque esse lugar era muito longe do restante da civilização, e assim ele poderia fugir das acusações de corrupção feitas contra ele e aproveitar os bens desviados sem ser incomodado. Quando ele morreu, o lugar se tornou um grande cemitério.

Como Santiago ficava a uma boa distância de Roma, os romanos não sentiriam o cheiro podre dos corpos aprodrecidos. Mas a cidade mesmo só foi fundada quando alguns curiosos descobriram entre as pilhas de cadáveres o corpo de um apóstolo parente da Menina Pastora Louca. Ele foi descoberto quando um grupo de vagabundos fazia uma competição para ver quem aguentava mais tempo perto da pilha de cadáveres do cemitério.

Na época era a moda pagar pau admirar possíveis santos, e logo centenas de pessoas visitavam a região. Nesse período a cidade teve o seu maior crescimento, sendo o único fato interessante dessa história. Mas o fedor do corpo decomposto afugentou possíveis turistas, o que freiou o crescimento do turismo.

Mesmo assim, a grana obtida pelo turismo foi suficiente para que Santiago de Compostela construísse uma igreja (na Idade Média, obrigatoriamente todas as cidades deveriam ter igrejas). Hoje a cidade continua tendo como pricipal atividade ser a linha de chegada dos Caminhos de Santiago.