Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sedna (antigo Planeta X) é uma planeta mais que anão, localizado a 10 trilhões de quilômetros da Terra o que faz de sua existência na verdade um mito.

Índice

DescobertaEditar

 
Sedna conforme imagens divulgadas pela sonda Voyager 2.

A descoberta do Sedna foi anunciada em novembro de 2003 pelo Institute Galactus of Tecnology Ringling Brothers na Califórnia.

Por estar extremamente distante, os astrônomos não chegaram a consenso se Sedna é um planeta, um planeta anão, um asteroide ou uma bola de baseball. Sabe-se apenas se tratar do planeta natal do Pequeno Príncipe.

A possível presença de carvão faz do Sedna um dos astros mais observados pelo Projeto Espacial Chinês, que estuda a possibilidade de utilizar o pequeno planeta como alternativa para resolver o problema de super-população do país.

Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Sedna.

NomenclaturaEditar

Inicialmente Sedna era chamado pelos maias de Planeta X, e no dia que ele se alinhar com Plutão, Netuno, a Terra e o Buraco Negro Hiper-Maciço no Centro da Via Láctea o mundo vai acabar.

O nome Sedna é uma homenagem a uma deusa qualquer dos esquimós, da qual os astrônomos estavam muito animados em ver seus seios proeminentes.

OrigensEditar

Por ser um planeta longe, escuro, pequeno e escroto, quase nada se sabe sobre sua origem, todavia há certas teorias sobre o surgimento do planeta:

Teoria OtakuEditar

Quando Goku aprendeu a voar por si só, abandonado a sua pequena nuvem flutuante a esmo no espaço, esta nuvem, eventualmente, afastou-se da Terra e do Sol através da gravidade de Júpiter. Quando chegou a estar além de Plutão, e sua gravidade fez a nuvem contrair-se num corpo esférico compacto, agora conhecido como "Sedna". Afastando-se gradualmente a partir do chão até ser afastado do Sol, onde a sua gravidade é menos influente, deste modo, a nuvem começou a contrair feliz e compactada para formar um corpo esférico, é agora conhecido como Sedna. (TORIYAMA, Akira, Dragon Ball 23 VB12, 2000)

Teoria da Bola de PapelEditar

 
Concepção artística do Sedna.

Sedna foi criado por um estudante de engenharia que estava cursando a disciplina de Cálculo 3 na faculdade e estava resolvendo um problema matemático de Integrais Múltiplas com raiz quadrada, e falhou miseravelmente consecutivas vezes, foi então que em sua raiva astronômica amassou seus cálculos fail chutando-os para além do alcance da gravidade terrestre, indo parar na borda do sistema solar. (IRMÃO, Grande, 1984, 1984)

Teoria da Patada AtômicaEditar

Certa vez Roberto Rivellino estava jogando uma pelada (Fluminense X Flamengo), quando a bola sobrou limpa para ele arriscar um chute de fora da área, todavia ele encheu a barrinha do quadrado até o final e isolou a bola para além da órbita de Netuno (BURRO, Dunga, Cala Boca Galvão, 2010).

Teoria George LucasEditar

Sedna foi criado por George Lucas para a gravação de Star Wars na década de 70. Um pedaço do Deserto do Saara foi retirado e lançado no espaço para ser filmado como se fosse Yavin 4. Todavia, problemas nos cálculos do lançamento do pequeno planeta fizeram Sedna afastar-se demais da Terra, orbitando onde atualmente se encontra.

CaracterísticasEditar

 
A excêntrica órbita de Sedna, em branco.

Sedna possui um diâmetro equatorial de 20 centímetros e uma densidade de 45 kg/m³, a sua cor depende da cor do vidro do telescópio utilizado para observação, o Telescópio espacial Splitzer por exemplo vê o Sedna em vermelho já que suas lentes são vermelhas. A sua mais alta montanha possui 1 centímetro e sua depressão mais profunda possui meia polegada de profundidade e cerca de 3 centímetros de comprimento, o Grand Canyon do Sedna.

ÓrbitaEditar

Pensava-se que o asteroide Apophis extinguiria a vida na Terra, mas hoje todos sabem que o Sedna será o responsável por isso.

1 dia sedniano equivalem a 1 dia sediniano LOL. Completa uma volta no Sol a cada 12 mil anos! Possui uma órbita extremamente oval, possuindo um afélio de 975 UA, ou seja, Sedna não gosta do Sol e tenta fugir do sistema solar a cada nova órbita.

Objetos do disco disperso
2004 XR190 · 2007 OR10 · 2006 QH181 · Éris · 2010 EK139 · 2007 UK126 · 2005 QU182 · Sedna
v d e h
Sistema solar
Estrela: Sol
Planetas: Mercúrio | Vênus | Terra | Marte | Júpiter | Saturno | Urano | Netuno
Planetas anões: Ceres | Plutão | Haumea | Makemake | Éris
Asteroides: Vesta | Palas | Hígia
Satélites naturais: Terrestre | Marcianos | Jovianos | Saturninos | Uranianos | Netunianos | Plutonianos | Haumeanos | Eridiano
Anéis planetários: Jovianos | Saturninos | Uranianos | Netunianos
Cinturões: Near-Earth object | Cinturão de asteroides | Cinturão de Kuiper | Disco disperso | Nuvem de Oort
Transnetunianos: 90482 Orco | 38628 Huya | 28978 Íxion | 20000 Varuna | 50000 Quaoar | 2002 AW197 | 2002 TC302 | Sedna
Objetos do sistema solar por ordem de tamanho
Objetos espaciais que podem porrar com a Terra