Abrir menu principal

Desciclopédia β

Segundo Sol

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: O retorno de Carminha Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Segundo Sol
Cquote1.png Você quis dizer: Bahia global Cquote2.png
Google sobre Segundo Sol
Cquote1.png Experimente também: Luzia do Bairro Cquote2.png
Sugestão do Google para Segundo Sol
Cquote1.png Experimente também: La Casa de Papel + Sense8 Cquote2.png
Sugestão do Google para Segundo Sol
Cquote1.png Fuuuusão! AHHHH! Cquote2.png
Avenida Brasil sobre Segundo Sol
Cquote1.png Fuuuusão! AHHHH! Cquote2.png
Tieta sobre Segundo Sol
Cquote1.png Fuuuusão! AHHHH! Cquote2.png
Tropicaliente sobre Segundo Sol
Cquote1.png Marisqueira dos infernos! Cquote2.png
Karola sobre qualquer coisa Luzia
Cquote1.png Você é um merda! Cquote2.png
Roberval sobre Edgar
Cquote1.png Rosa Murcha Cquote2.png
Karola sobre Rosa
Cquote1.png Laureta sabe tudo! Eu sei das coisas, meu amor! Cquote2.png
Laureta sobre se achar
Cquote1.png Cura gay de novo não, João Emanuel Carneiro! Cquote2.png
Telespectador irritado sobre o provável romance entre Ionan e Maura
Cquote1.png Minha música foi alterada só pra essa abertura? Cquote2.png
Cássia Eller sobre abertura da novela
Cquote1.png Que menininha mais chata Cquote2.png
Telespectador sobre Manu
Cquote1.png Onde estão os negros dessa joça?! Cquote2.png
Negão sobre se sentir pouco representado na novela
Cquote1.png Toda novela das nove tem cabaré agora é!? Cquote2.png
Tua mãe sobre novela das nove
Cquote1.png Eu tenho medo. Cquote2.png
Regina Duarte Roger Chinelinho Flores sobre toda novela que a ex dele tá no elenco Segundo Sol
Cquote1.png Carminha Laureta no poder, Garantia de Prazer! Cquote2.png
Última fala da Carminha vilã Laureta antes de virar deputada

NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Segundo Sol.

Segundo Sol é uma novela ambientada na Bahia, que ficou no lugar de O Outro Lado do Paraíso e conseguiu ser mais sem noção que a anterior (se é que isso é realmente possível). Esta novela é cheia de inconsistências e furos no seu roteiro, pois o autor João Emanuel Carneiro tava com muita preguiça (pegando a energia dos baianos) quando escreveu a mesma. A novela mais parece uma mistura da sua Avenida Brasil com Tieta (também na Bahia, só que essa foi no interior do estado), Maria do Bairro (a mocinha só sofre, novidade!?) e Tropicaliente (também foi numa metrópole nordestina, nesse caso em Fortaleza, só que foi mais coerente na história que essa da Bahia).

Índice

EnredoEditar

Um cantor baiano falido e fodido chamado Beto Falcão gravou uma música de nome "Axé Pelô" em 1996, e virou aqueles cantores de um sucesso só, igual aos caras da Macarena, pois isso nos anos 90 era bem comum. Ele se casou com uma perua de nome Karola, que pegava carona no "sucesso" dele (???), e ela não passa de uma ex-quenga do cabaré de Laureta, que é na verdade Carminha de volta com documentos trocados e fugida de Nina, Jorginho, Tufão & cia.. A cafetina tem vários negócios escusos, até com traficantes, e é irmã de Karola, ajudando a pôr a moça na vida e também a tirar da mesma e dar um golpe em Beto e sua família (não a sua anta, a dele).

Como tudo na vida passa, o sucesso passou e Beto cantou pra meia dúzia de gatos pingados e cheirados num trio elétrico em 1999. Sua família, mais fodida que ele, tava dura de grana e decidiu pegar os direitos autorais da Macarena versão axé pra pagar as contas e não perder o bar e a casa que tinham. Pra isso, Beto resolveu pegar um voo pra Aracaju, mas como bom baiano que é, perdeu o voo por ter dormido demais no ponto. O avião cai, e todos no Brasil (no Brasil só não, na Bahia!) pensam que ele morreu, gerando comoção nacional, mas na verdade o vagabundo tava era moscando em casa depois que perdeu o voo. Aliado de Karola e Laureta, Remy, seu irmão mau-caráter, sempre quis se dar bem em toda a carreira do irmão, por isso que ele nunca ganhava um centavo, e torrava o dinheiro do irmão em orgias. Assim que ficaram sabendo que Beto não morreu, tentaram dar um golpe no cara, obrigando o mesmo a manter uma farsa e se esconder na ilha de Boiporã, localizada entre Cairu e Trancoso, onde eles iam lucrar com os direitos autorais da música enquanto os fãs matavam e morriam por ele (sacanagem, né?!), e Beto adotou a alcunha de Miguel pra esquecer daquele fuzuê todo e começar nova vida na ilha.

O que Beto não imaginava era que iria se apaixonar pela mulher que alugou uma casa pra ele, a cata-mariscos Luzia, que mais parece uma Maria do Bairro versão brasileira Herbert Richers, que tinha dois filhos chamados Ícaro e Manuela, uma irmã fogosa chamada Cacau e um marido alcoólatra que batia nela e roubava comida de tão pobre que era. Os dois viveram muito felizes até a chegada da perua Karola na ilha e sua turma, que irada de ciúmes, resolve ferrar com a vida dela, contando seu lance com Beto, roubando o bebê que os dois fizeram sem que ela soubesse de nada e armando pro marido violento dela voltar e tentar matar os dois, que por sinal foi morto acidente, e a diaba usou isso a seu favor. Luzia foi em cana e fugiu do país pra não ser morta a mando das vilãs e assumiu a identidade de DJ Ariella, indo pra Islândia com o gringo Groa. Já Cacau vai parar numa casa de família e transa com os irmãos Athayde, Edgar e Roberval. Ambos são filhos da empregada Zefa, que tinha que ser negra né, coisa mais clichê, e Roberval por ser o negão foi rejeitado pelo pai, mas é mais esperto que o irmão e seu bem na vida ao contrário dele que casou com uma pobre falida. Severo Athayde é o retrato da corrupção, daqueles que roubam e não sabem de nada, sabendo! Sem condições de criar os dois catarrentos juntos, Cacau sai de casa com Ícaro e deixa Manu lá. Os dois nutrem ódio por pensarem que Luzia matou seu pai e é mentirosa. Já Roberval nutre ódio pela família Athayde por ter sido rejeitado como filho da mesma e resolve se vingar de todos lá, conhecendo Laureta, que dá um golpe numa velha maracujá de gaveta e pega toda a grana que Laureta roubou, picando sua mula pra África pra trabalhar com diamantes.

18 anos se passam, chegamos em 2018. Valentim, o filho da marisqueira, foi criado por Beto e Karola e desaprova a farsa da família, e Karola deita e nada no dinheiro de Axé Pelô como se fosse o Tio Patinhas (queria eu ter essa grana sem trabalhar), e usa essa grana pra sustentar os luxos do vagabundo Remy e os seus próprios. Luzia volta como Ariella pro Brasil atrás de reaver o amor dos filhos e de Miguel. Ícaro acaba se prostituindo no cabaré de Laureta e conhece Rosa, uma menina que queria dar uma vida melhor a sua família, mas ela acaba só dando mesmo (risos). Rosa é daquelas raparigas que rodam a baiana e põe Laureta em seu devido lugar. Manu vira uma viciada em MD e se envolve com traficantes. Roberval volta por causa de Cacau, que abriu um restaurante, e pra se vingar. E o resto, se quiser saber, assista à novela, sua besta quadrada!

PersonagensEditar

  • Beto Falcão (Emílio Dantas): o cara de uma música só, topa entrar numa farsa pra todo mundo pensar que ele morreu sem querer, virou Miguel pra fugir e agora vai virar Marçal pra voltar a cantar (na verdade, nem precisou, já que o banana se entregou pra salvar Luzia mesmo, e a carreira dele renasceu das cinzas o que obviamente não surtiu nenhum efeito na história ou não).
  • Luzia Batista (Giovanna Antonelli): a Maria do Bairro versão 2018, voltou como DJ Ariella com um cabelo que é um plágio descarado da Riley de Sense8, que só depois de mil vezes acusada e ferida, vai se vingar.
  • Karola (Deborah Secco): perua chata, que só pensa em ferrar com a Luzia, parece até a Íris de Laços de Família, mas ao contrário daquela que era só carente, essa é má; a besta deu ouvidos à mamãe Laureta e acabou morrendo.
  • Remy (Vladimir Brichta): o irmão mau-caráter de Beto, amante de Karola, só quer levar vantagem e pode ser que morra ou não.
  • Laureta (rima com...) (Adriana Esteves): a nova Carminha, sem Tufão, Nina, Jorginho e Mãe Lucinda, tem um cabaré e acha que sabe tudo, até quando tua avó nasceu; como no Brasil tudo acaba em pizza, depois de fazer o diabo com todo mundo, acaba saindo da prisão e virando deputada.
  • Rosa (Letícia Colin): quenguinha que arrebata dois irmãos, Ícaro e Valentim, e deixa Karola nos nervos e Laureta P da vida.
  • Maura (Nanda Costa): irmã de Rosa com nome de tiazona, lésbica (ou quase isso) e policial, termina com Selma.
  • Ionan (Armando Babaioff): irmão policial de Beto que morre de medo da mulher e se envolve com Maura, faz trenzinho com as lésbicas e depois volta pra mesma mulher de antes.
  • Clóvis (Luis Lobianco): irmão bunda mole de Beto que acha que canta (só acha).
  • Dodô (José de Abreu): patriarca dos Falcão, velho sem-vergonha metido a moralista sem ser.
  • Naná (Arlete Salles): reencarnação da Carmosina e da Copélia, matriarca dos Falcão, tem dois homens pois não aceita a traição de Dodô.
  • Agenor (Roberto Bonfim): velho machista e retrógrado, pai de Rosa e Maura, expulsa Rosa de casa assim como Zé Esteves expulsou Tieta (coincidências ou não, ele também esteve nessa novela com o nome de Amintas), não sabe fazer porra nenhuma a não ser cantar de galo naquela casa, vai parar na rua da amargura depois de por fogo no restaurante (vai de novo...).
  • Selma (Carol Fazu): namorada de Maura, será corneada, mas como ela mesma corneou o marido quando descobriu que gostava de raspar Bombril, vai ser muito benfeito; ainda assim no fim das contas faz trenzinho com Ionan e Maura, mas descarta ele e fica só com ela.
  • Doralice (Roberta Rodrigues): mulher de Ionan, que depois de tanto bater no marido, terá motivos pra bater e... será corneada; conhecerá um francês pra levar ela até a Torre Eiffel, chérie... quase, pois depois ela botou o francês pra escanteio e voltou pro Ionan.
  • Ícaro (Chay Suede): filho rebelde de Luzia (ele também fez parte da banda)l.
  • Manu (Luisa Arraes): filha chata de Luzia com cabelo de Playmobil, viciada no leitinho do Michael Jackson e plágio descarado da Tóquio do La Casa de Papel.
  • Valentim (Danilo Mesquita): filho chato de Luzia e Beto, que pega Rosa e acha que Karola é sua mãe.
  • Severo (Odilon Wagner): velho esperto e corrupto.
  • Edgar (Caco Ciocler): filho bundão (e bota bundão nisso) do velho corrupto.
  • Roberval (Fabrício Boliveira): filho esperto, bem-sucedido e vingativo do velho corrupto, e também um dos poucos negros da novela.
  • Karen (Maria Luísa Mendonça): mulher de Edgar, não serve pra porra nenhuma a não ser reclamar da vida.
  • Zefa (Claudia di Moura): empregada traçada pelo velho corrupto e servil a ele, mas que rodou a baiana (literalmente) e deu lições de moral no velho.
  • Rochelle (Giovanna Lancelotti): mocinha chata e patricinha filha de Edgar, só vive no Instagram o dia todo, no final da novela descobre ter uma doença e fica entrevada numa cadeira de rodas, não conseguindo nem escovar os dentes sozinha, e isso acaba fazendo dela uma pessoa menos entojada.
  • Acácio (Danilo Ferreira): capoeirista que pega Manu, e um dos poucos negros da novela.
  • Galdino (Narcival Rubens): ex-torturador gay da época da ditadura (WTF??), capacho de Laureta que vai se bandear pro lado oposto, é morto por Laureta com uma injeção de ar no pé (sim, injeção de ar também pode matar; procura no Google).
  • Katiandrea (Camila Lucciola): quenguinha do cabaré de Lau.
  • Du Love (Ciro Sales): puto do cabaré de Lau, acaba morrendo por saber demais.
  • Cacau (Fabiula Nascimento): irmã fogosa de Luzia, que abre um restaurante depois de sair dos Athayde, deu pro Edgar enquanto namorava o Roberval na juventude, e ainda quis se achar a certa.
  • Groa (André Dias): gringo gay amigo de Luzia, que quer virar pai de santo.
  • Gorete (Thalita Carauta): puta de Dodô que se envolve com Clóvis.
  • Nestor (Francisco Cuoco): amor de Naná e farmacêutico, pai de Laureta, que é filha dele com uma louca varada.
  • Dulce (Renata Sorrah): a louca varada mãe de Laureta que pensa que galinha é bebê de colo, mora numa pocilga e acha que o Brasil ainda vive numa ditadura militar (era a Nazaré Tedesco disfarçada, mas dessa vez ela morreu de verdade, agora sabemos que Carminha Laureta era adotada, já que Nazaré era estéril, e sabemos o porquê de tanta maldade de Carminha Laureta).
  • Nice (Kelzy Ecard): mulher que vive na aba no marido machista, mãe de Maura e Rosa, e começa a trabalhar no restaurante de Cacau pra se livrar do traste do Agenor, e acaba conseguindo.

Trilha sonoraEditar

NacionalEditar

Capa: Beto e Luzia
(repare na cara de safado do Beto enquanto ele soca o acarajé na perseguida de Luzia)
1. O Segundo Sol - BaianaSystem part. Cássia Eller (abridura)
3. Beleza Rara - Thiaguinho
4. Baianidade Nagô - Maria Gadu
5. O Mais Belo dos Belos/A Verdade do Ilê/O Charme da Liberdade - A Marrom
6. Por Amor - Zé Maria (não é o Tony Ramos em A Regra do Jogo e nem o viadinho da turma do Fudêncio)
7. Um Canto de Afoxé para o Bloco do Ilê - Caetano, Tom e Moreno Veloso part. de Zeca Veloso
8. Afogamento - Gilberto Gil part. Roberta Sá
9. O que Seria - Carlinhos Marrom
10. Você Passa, que desgraça Eu Acho Graça - Laila Garin e A Foda Roda
11. Beija-flor - Johnny Hooker
14. Axé Pelô - Emílio Dantas (ha!)

Vol. 2Editar

Capa: Karola e Remy, tramando mais uma das suas...
1. Suingue todas as Cores Swing All the Colors (Swing da Cor) - Ikoko
2. Preciso de Você - Sandy
4. Diga alguma coisa Say Something - Justin Timberlake e Chris Stapleton
5. Uma Questão de tempo A Matter of Time - Sharon Jones & The Dap-Kings
6. Dueto para duas vozes - Chico Buarque part. Clara Buarque
7. Me Abraça - Anavitória
8. Corações selvagens não podem ser partidos Wild Hearts Can't be Broken - P!nk
9. O Céu é uma Vizinhança The Sky is a Neighborhood - Foo Fighters
10. Reze Pray - Sam Smith
11. Ginga - Iza part. Rincon Sapiência
12. Sem Raízes No Roots - Alice Merton
13. Prerigo Peligro [Lagartijeando remix]- Gotan Project
15. Rega - Jammil

Vol. 3Editar

Capa: Beto Falcão tocando violão (rimou!)

  1. O Canto Da Cidade - Daniela Mercury
  2. Prefixo De Verão - Teresa Cristina
  3. Milla - Netinho
  4. Beautiful Lie - Republica
  5. Take Me Out - Pierce Brothers
  6. De Hombre A Hombre - Gotan Project
  7. Faraó Divindade Do Egito/Citação: Natureza Egípcia - Margareth Menezes
  8. Aquele Frevo Axé - Gal Costa
  9. Honra Ao Rei - Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz
  10. Cozido Da Patroa - Solange Almeida (lixo que emporcalha o CD)
  11. Chame Gente - Armandinho E Trio Elétrico, Dodô E Osmar - Participações especiais: Caetano Veloso e Moraes Moreira
  12. Porto De Abraçar - Emílio Dantas

Vol. 4Editar

Capa: Ícaro, Manuela e Valentim

  1. O Mundo é um Moinho - Cartola
  2. Sangue Latino - Secos & Molhados

(só tem duas músicas, por isso não foi lançado...)

Falhas da novelaEditar

Poucos atores negros num estado onde cerca de 80% da população é negra (na boa, Salvador praticamente virou Florianópolis nessa novela), reaproveitamento de cenários da novela anterior (vide julgamento de Luzia e hospital que Luzia e Beto ficaram internados na primeira fase da novela), um homem visto no barco de Beto também na primeira fase que era na verdade o cameraman (podia ser o transportador pra dar segurança, aí fica ok), uso de secretária eletrônica pra mandar mensagens (em tempos de whatsapp e redes sociais isso não cola, né) e o desconhecimento da internet e falta de tino por boa parte da população da novela (visto que "tirar dreadlocks" não faz Beto Falcão invisível e a maquiagem e a máscara de Ariella não cobrem nem o rímel que ela usa nos sets, fora que ela só toca uma única batida nas playlists que faz).

Fim/El Fin/The EndEditar

Karola desistiu de tentar boazinha e quis seguir os passos da mãe, onde as duas roubaram o bebê de Ícaro e Rosa fantasiadas de palhaços de circo e dando coronhadas em Luzia e Remy. Luzia grita por socorro enquanto todo mundo se acabava nas ruas com o axé de Beto Falcão no pré-carnaval. Porém, Roberval, esperto como é, segue Severo até Itaparica e descobre o esconderijo das vilãs... Laureta surta pouco antes da polícia e da trupe chegar. Nesse surto ameaça atirar em Ícaro e Valentim, mas Karola é quem paga com a vida pra salvar o último. Todos recuperam o bebê. Anos depois, Remy assume o bordel de Lau e comanda aquela zona, enquanto que Laureta sai da prisão com discurso feminista e vira deputada (qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência). O tal trisal formado por Ionan, Maura e Selma se desfaz por vontade dele (ficam só as duas agora), que volta pra Doralice, que dispensou o gringo. Nice vive feliz da vida com o namorado Vicente e as filhas, enquanto Agenor, agora divorciado, piora da diabetes e é cuidado por uma enfermeira que não quer nem saber dele e ainda o traí (benfeito). Mas sabe-se lá quantos gatinhos JEC cheirou pra fazer Rosa não terminar com Ícaro e voltar pra Valentim... Falando no Ícaro, ele volta pra Boiiporã e termina com uma marisqueira igual a mãe. A família Falcão vive feliz da vida agora que Beto Falcão virou mesmo muso do axé nacional... Essa cena seria mais linda se não fosse por outro final sem pé nem cabeça mostrando o bundão de Clóvis com a atuleimada de Gorete querendo dar golpe no povo (como se eles tivessem capacidade intelectual pra isso)... Nessa brincadeira os dois acabam em alto mar perdidos... Cena mais besta só a da doida que casa "com ela mesma" em A Força do Querer.