Abrir menu principal

Desciclopédia β

Setor Complementar de Indústria e Abastecimento

Setor Complementar de Indústria e Abastecimento é uma expansão do SIA, e tal qual, o SCIA apesar do nome não possui indústrias, mas apenas feiras e barracos.

Considerada a região administrativa mais irregular e fudida do Distrito Federal, o SCIA comporta a segunda maior invasão cheia de pobreza e doenças do DF, a Vila Estrtural, perdendo apenas para o Itapoã,

HistóriaEditar

Num dos caminhos de Ceilândia e Taguatinga para o Plano Piloto, é possível observar uma perigosa e sinistra favela, onde por instinto natural as pessoas passam com seus carros no mínimo a 100 km/h para evitar o mau-cheiro. Dados históricos mostram que aquele amontoado de barracos era um lixão do Guará na década de 60.

Em 1989 criaram o SCIA a partir das invasões que rodeiam o antigo lixão, o curioso é que seus limites territoriais ainda são incertos, o que gera o apelido de "Terra sem Lei" para o SCIA.

Oficialmente o SCIA é dividido em duas áreas, a Cidade Estrutural e a Cidade do Automóvel.

Cidade EstruturalEditar

 
O moderno esgoto da Estrutural.

Veja: Cidade Estrutural

Tudo começou em 1960, com o surgimento do primeiro aterro sanitário do DF, que por algum motivo foi inaugurado numa área nobre, muito melhor posicionada que Taguatinga, Núcleo Bandeirante e Gama, e rapidamente surgiu ali um acampamento da pior raça possível de catadores de lixo e então se tornou lar dos estupradores do Guará.

Com o passar dos anos foram realizadas várias tentativas de remover aquele bando de pobres dali, mas eles haviam desenvolvido um estreito laço de amor com o lixão, estavam quase que praticamente enraigados àquele cheiro pútrido que emana a cada chuva, e a cada pobre deportado para a Ceilândia, surgiam dois em seu lugar.

Embora a Cidade Estrutural fosse uma área totalmente inapropriada para moradia, por localizar-se sobre um lixão com o mais terrível tipo de dejeto, numa área de limbo administrativo, e próximo do Parque Nacional de Brasília uma importantíssima zona de preservação ambiental, o então ditador do Distrito Federal na época, Joaquim Roriz, fez o favor de ignorar esses pequenos detalhes e criar oficialmente a Vila Estrutural, enumerando os barracos de madeira.

Todo ano, órgãos governamentais que se preocupam com o meio-ambiente lembram que a Vila Estrutural está uma merda naquele local de suma importância para a manutenção do equilíbrio ambiental.

 
Entrada da cidade: Note a população trabalhando

O plano do governo então, foi largar aquele povo a própria sorte, sem asfalto, escolas, hospitais, polícia e bombeiros, sabotando barracos nas madrugadas queimando-os, e ver se assim forçam aquele bando de infeliz de se mudar para a Ceilândia ou Samambaia, mas eles não fazem isso, porque a Estrutural é muito mais perto dos semáforos da Asa Sul, a principal fonte de renda dos habitantes locais.

A fauna da Estrutural é muito rica, podendo encontrar nos barracos os mais variados tipos de ratos de todos tamanhos e cores, além de baratas, pulgas, carrapatos, moscas, barbeiros, escorpiões, ratazanas,tênias, lombrigas, lêndias e humanos.

A infra-estrutura invejável da cidade não conta com escoamento da água da chuva e do esgoto, sendo este praticado ao céu aberto. Os moradores cavam fossas próximas aos muros de suas casas, que denominam de privadas, porém, quando chove forte, essas fossas transbordam e os dejetos são frequentemente espalhados pelas ruas da cidade, onde o endereçamento é feito através da quantidade de cocô.

Apesar de ser um lugar miserável, que faz parecer o Inferno uma colônia de férias, a Estrutural localiza-se numa área nobre do DF.

Cidade do AutomóvelEditar

 
A Cidade do Automóvel oferece várias opções de compra de carros usados.

Considerado o maior núcleo de vendas de carros usados da América Latina, é o maior cartel do ramo automobilístico do mundo! A Cidade do Automóvel é o local ideal para você encontrar aquele seu MP3 que foi roubado no Setor Comercial Sul. Essa cidade foi criada para remover o pessoal que congestionava a W3 Norte, e criar um imenso feirão de automóveis. Nessa cidade você encontra qualquer carro ou peça, de qualquer ano ou estado de conservação, legal ou ilegal, roubado ou comprado. Com 15.000 lojas concessionárias, as oportunidades de negócios são infinitas, é quase a Feira do Paraguai de carros..

Nessa cidade é tudo muito setorizado, além da áreas das lojas de carros, há também o SCT (Setor de Cargas e Transportes), SMD (Setor de Muambas e Drogas) e o SAE (Setor de Assaltos e Estupros).

v d e h
BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL