Abrir menu principal

Desciclopédia β

Seychelles sells seashells
Sell Fish
Conchas Seychelles
Bandeira das Seychelles
Brasão de Armas das Seychelles
Bandeira Brasão
Lema: Seychelles sells seashells by the seashore
Hino nacional: Pirata do índico

Localização de Conchas Seychelles

Capital Victoria
Cidade mais populosa O grupo de grãos de areia boiando a bombordo
Língua inglês, francês e chinês
Religião oficial Creem em Poseidon
Governo Democracia e Agora?
 - Cara mais importante faxineiro James Michael
Heróis Nacionais Vasco da Gama e Palmeiras (não são os times de futebol)
Área  
 - Total 115 grãos de areia km² 
 - Água (%) 99
Analfabetismo Não se Sabe 
População Números Insignificantes 
PIB per Capita Não é necessário saber 
IDH Não Divulgado 
Moeda Conchas marítimas
Fuso horário de +5 a +12
Clima daquelas ilhas que parecem o paraíso, mas chove todo santo dia e meio-dia é um calor do cão
Website governamental www.marucujabranco.com


Cquote1.png Você quis dizer: Michelle? Cquote2.png
Google sobre Seychelles
Cquote1.png Seychelles sells seashells by the seashore Cquote2.png
Oscar Wilde sobre seleção de Seychelles

Seychelles são grãos de areia levados pelo mar que com o tempo adquiriram habitantes humanos, conhecidos como chechelentos Seychellentos, que não encontraram lugar melhor para viver.

Índice

HistóriaEditar

ColonizaçãoEditar

As Seychelles nunca foram habitadas por qualquer tribo.

O país foi descoberto por Vasco da Gama, mas como ele não queria a posse dessas terrículas, disputou pedra-papel-tesoura com os franceses e ingleses para ver quem dava o azar de ter que governar as ilhotas. Os franceses ficaram encarregados daquelas ilhas.

Como urubus que abocanham carniça, os chineses e indianos colonizaram as ilhas na cara dura, e a Inglaterra lógico, nem se importou.

IndependênciaEditar

 
Seychelles é o único país do mundo onde os cocos tem formato de bundinha.

Em 1976 o país conquista sua independência porque não havia mais ninguém lá para dominar o país. Os poucos árabes que ali haviam perderam a direção para onde estava Meca, e por isso se jogaram no oceano onde nadaram até a Arábia.

No século XX, quando a cultura da boa imagem era presentear países com a independência política, mas ferra-los para continuarem em dependência econômica, os ingleses fazem a boa-vizinhança e libertam Seychelles, que desde então desamparada não sabe o que fazer, sendo um país mais sem noção e sem utilidade alguma no mundo atual...

Fatos recentesEditar

Recentemente nada acontece em Seychelles, os hotéis de 20 estrelas sugam todos recursos que deveriam ser utilizados para a própria população.

Em 2009 Seychelles começa a servir de refúgio para piratas somalis que são caçados pelos americanos. Como os Estados Unidos não sabem onde ficam Seychelles, as ilhas se mostraram um refúgio perfeito.

GeografiaEditar

Seychelles é um país que reúne todas ilhotas imprestáveis do Oceano Índico sob um mesmo governo. Todas as ilhas não passam de 20 m² de área, caso contrário ela automaticamente se torna posse francesa ou inglesa. Em outras palavras, a Europa fica com o filé e o resto é resto.

SubdivisõesEditar


EconomiaEditar