Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sharivan

R2-d2-man.jpg Este artigo se refere a assuntos espaciais

Cuidado com asteroides perdidos por aí.

Plagayusdhd.jpg
Sharivan e Lili mandando você tomar no cu.

Sharivan, o Guardião do Espaço é um tokusatsu que chegou a ser exibido no Brasil durante os anos 90 e pasme, não foi na Manchete! Aliás, foi justamente em uma tentativa de competir com as séries japonesas da emissora falida que outros canais decidiram ir atrás das poucas que ainda não faziam parte do seu catálogo. No caso de Sharivan, inicialmente passou no programa TV Criança da Band, depois foi surrupiado pela Record e colocado no programa rival Tarde Criança, veja como eram criativos os nomes das atrações televisivas infantis de antigamente.

Antes mesmo de ter sua própria série, Sharivan já apareceu no último episódio de Gyaban, seu antecessor e precursor de toda a franquia Metal Hero. Depois que Takeshi Ichijoji, o Gyaban, é promovido a capitão, o jovem Den Iga é o escolhido para substitui-lo no posto de detetive espacial, adotando o nome de guerra Sharivan e aquela armadura bizarra que o deixa parecendo um robô. Logo em sua primeira aparição, em que supostamente deveria ajudar Gyaban, Sharivan consegue a proeza de ser ferido mortalmente por um monstro tosco. Ele então é enviado à estrela Bird, onde recebe tratamento médico e ainda é treinado para ser o substituto de Gyaban, que por sua vez, torna-se seu mentor. Assim como Gyaban tinha Mimi, Sharivan também tem sua puta de estimação assistente particular gostosa, chamada Lili, um primor em criatividade esses nomes.

Os principais inimigos de Sharivan são os vilões alienígenas da sociedade secreta Mad, liderada pelo bicho feio Maoh Psycho, um rei preguiçoso que não levanta a bunda de seu trono e deixa todo o trabalho sujo para seus capangas. É auxiliado estrategicamente por sua amante baranga Dra. Porter, que na verdade torce para que Maoh vá logo para a Casa do Caralho e ela possa assumir o comando definitivo. A gente passa a série inteira se perguntando porque raios ninguém vai lá e o mata logo, já que ele passa o tempo inteiro apenas sentado falando bosta, até que no final é revelado que ele na verdade é um demônio imortal com dupla personalidade que pode assumir a forma humana de Saikioh, um careca com roupa de pagodeiro que tem fetiche por voyeurismo e fica observando Sharivan em seus momentos íntimos para se masturbar depois.

Além do seriado, a Toei uns vinte anos depois produziu também um filme intitulado Next Generation Sharivan, que é praticamente a mesma história podre condensada em uma hora, mas Den Iga é renomeado para Kai Hyuga e Lili é renomeada para Sisi. Foi uma tentativa frustrada de lucrar em cima dos fãs saudosistas babacas, sendo que a série nunca teve fã nenhum.

VídeosEditar