Abrir menu principal

Desciclopédia β

Spartan (personagem)

Av-6054.gif "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele toma frappé, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.


Paiz i amor ai biiiiiixu, paiz i amooooooor

Cquote1.png THIS IS... Paiz i amor bixu!! Cquote2.png
Leônidas sobre Spartan (personagem)
Cquote1.png Nova moda, fuma cabelooo!! Haha, má OI! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Spartan (personagem)
Cquote1.png É importante! Cquote2.png
Edmundo sobre Spartan (personagem)
Cquote1.png SPARTAAAAAAANNNN!! Cquote2.png
Castor sobre Spartan (personagem)
Cquote1.png Cuidado Spartan!! Cquote2.png
Arquimedes após fechar o portão de um templo, deixando Spartan de fora, mas com a companhia de 734 romanos

Spartan (personagem) é uma vida passada de Bob Marley que decidiu migrar para Esparta, pois acreditava que as flores de ópio floriam melhor naquela área. E, após suas seções de relaxamento, acreditando que era um coelho gigante, golpeou o campeão espartano daquele ano com uma marreta de polenta e matou-o, nisso, ele acabou recrutado para o exercito espartano e virou protagonista do Spartan Total Warrior (jogo).

Índice

Vozes do alémEditar

 
  AFASTE-SE SEU MONSTRO!!!  
Spartan encarando o gigante de bronze.

Após mais algumas sessões de relaxamento, começou a escutar a voz de Ares do nada, que ordenava que ele se movesse e defende-se Esparta contra os invasores Romanos. Inicialmente, Spartan se recusou a trabalhar para Ares, pois, isto feriria o código de sua cultura Hippie, o que mudou durante uma simples invasão romana à Esparta, onde só ele viu um gigante de bronze fudendo geral, ele teve que se mover e defender a cidade, e, com apoio de algumas catapultas foi capaz de derrubar o Gigante de ar bronze. Temendo novas ameaças, e louquinho pra poder ficar com aquela gostosa no final do jogo, Spartan decidiu obedecer às ordens de Ares e lutar bravamente contra o Império Romano.

Em busca da gostosaEditar

 
Spartan ao ver Eléctra

Quando a noite caiu, Spartan fez o ritual para poder ouvir à voz de Ares novamente, que, dessa vez o instruía de pegar seu amigo Castor e invadir o acampamento Romano. Spartan foi pra porrada, e invadiu o forte com um exército Romano inteiro dentro pra defender com apenas o apoio de Castor (isso é que é ser cabra ómi!!!), e né que deu certo? Com isso, Spartan recuperou as faquinhas de cortar pão de Athena, e, com suas habilidades adquiridas enquanto trabalhava de açougueiro local, às fez de uma excelente arma. E de quebra, os espartanos presos e obrigados a trabalhar em fábricas de mantecais industrializados foram soltos, e assim, podiam gritar que nem loucos varridos de alegria, e comemorar a nova vida de escravos militares espartanos. No meio daquele bando de louco, tinha uma delicinha, que de costas era muito sexy, Spartan se aproximou e foi passar aquela cantada infalível, quando observou-a de frente, e deu uma olhada nas duas espadas que ela segurava, e deu aquela desanimada. O problema, é que os romanos deram um AMBUSH!!! e quiseram arrancar o coro de Spartan, o prisioneiros libertados em uma linda homenagem de honra, coragem e fidelidade ao seu mestre, correram pra caralho e deixaram Spartan matando os romanos com uma balista-metralhadora-de-flecha-explosiva paga em 29 parcelinhas na Polishop, em pleno século III. De raiva, Spartan atacou de frente o quartel onde estava o general, Creyson, que também deu uma visitinha na Polishop tinha uma arma mística, um escudo dourado que transforma a tropa inimiga inteira em estátua abstratas. O problema é que Spartan era protagonista, e não podia morrer, nesse caso, ele despetreficava muito rapidamente, e isso levou a derrota de Crassos, e o escudo ficou com Spartan.

No desertoEditar

 
Spartan em mais uma de suas campanhas em Beowulflândia .
 
Eléctra cobrando pela proteção, uma pena que você não tem dinheiro MWAHAHAHAHAHA!.

Depois disso tudo, Spartan, Castor, Electra e o seu amigo pouco confíavel, Pólux, foram para o deserto do pé-de-pano fazer uma visita amigável aos Bárbaros da região, que eram todos comandados por Beowulf. Depois Spartan teve que fazer um monte de coisa: queimar barracos, matar bárbaros, abrir portas, acionar explosivos, matar bárbaros, queimar barracas, derrubar pilastas, subir e descer pontes, proteger escravos, matar gigantes, abrir baús, levar soldados pra lá e pra cá, botar fogo em tudo, e etc. Depois de tudo, pegou o martelo do Thor, enfiou em Beowulf e ficou com ele de presente.

A revolta contra seu mestreEditar

Em Spartan: Total Warrior, Spartan se cansou de obedecer Ares, então, depois de matar Sejanus, foi para Roma confrontar seu mestre, Ares, mais uma vez, engana Spartan fazendo-o matar Crassus e Sejanus e conseguindo a Medusas Chield's. Ares então mandou Beowulf e seus bárbaros confrontar Spartan, tudo deu errado e Beowulf morreu. Spartan chegou a roma:

  Spartan, como ousa desafiar seu mestre. Como castigo, lhe matarei e mandarei você para o submundo e ficará preso nos braços de Hades para toda a eternidade.  
Ares sobre Spartan

  NÃO!! De derrotarei e mostrarei a glória de Sparta e honrarei a memória de Rei Leônidas! THIS IS SPARTAAAAAA!!!!!!!  
Spartan sobre Ares

  Isso! Vamos prevalecer  
Castor sobre Spartan

  Vamos vingar Pólux arrancando as tripas de Ares  
Eléctra sobre Spartan

  Derrotaremos Ares juntos! Por Esparta!!  
Kratos sobre Spartan

Depois de tudo isso, Spartan vence Ares, descobre sua verdadeira identidade e come Eléctra até os ovão! e derrota o Império romano. E todos voltam felizes para Sparta (isso até Kratos destruir o mundo grego).