Abrir menu principal

Desciclopédia β

Streptopelia

Rola
Uma Rola ao ar livre, realmente algo lindo de se mostrar para os seus filhos.
Uma Rola ao ar livre, realmente algo lindo de se mostrar para os seus filhos.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Classe: Voadores
Ordem: Adoradores de Buracos
Família: Ratos com asas
Gênero: Strepanapele
CorvoBailarino.gif Streptopelia é uma ave

Este artigo é sobre um bicho que voa, tem penas e asas (ou não).

Cuidado com o que faz por aqui, pois o Pica-Pau está vigiando!

Cquote1.png Era isto que estava tentando procurar, Mãe! Cquote2.png
Criança sobre Streptopelia
Cquote1.png Você quis dizer: Streptopelia? Cquote2.png
Google sobre Rola
Cquote1.png Vende criação de Rola-oriental? Cquote2.png
Filho da puta sobre Streptopelia
Cquote1.png Amo as Rolinhas Cquote2.png
Um Burro sobre Streptopelia
Cquote1.png Professora, o que as Rolas comem? Cquote2.png
Outro filho da puta sobre Streptopelia
Cquote1.png Criação de Rola aqui é comum! Todo mundo ama Cquote2.png
Santa Catarina sobre Streptopelia
Cquote1.png Rola aqui não tem em outro lugar! Cquote2.png
Xvideos sobre Streptopelia
Cquote1.png Rolas são Formigantes! Cquote2.png
Um Biólogo Inocente sobre Streptopelia
Cquote1.png Vai ter que servir... Cquote2.png
Peru (ave) sobre Streptopelia

Babel fish.gifTraduzindo: Roll - Ass
Babel Fish sobre Streptopelia

A Rola (Streptopelias Entrais Duross Saies Mollis) é um dos animais mais conhecidos do Hemisfério Sul, grande parte da população do Leste Sul-Americano usufrui de sua aparência e nome para fins de filha da putagem piadocas envolvendo o órgão sexual masculino, devido ao seu apelido nomeado e conhecido por cerca de 80% de filhos da puta brasileiros. Ao todo, a Rola é uma espécie gloriosa e formigante para alguns biólogos curiosos. Se engana quem pensa que é um bicho chato apenas servindo para piadas contra a evolução da espécie humana. serve também para zuar sua tia

Índice

CaracterísticasEditar

As Rolas do gênero Streptopelia são conhecidas como Grandes Rolas Selvagens, se destacando por suas cabeças grandes e pulsivas. Caracterizadas como aves de grande ou médio porte, é fácil distinguir-las quando vê um exemplar voando pelos ares. Perto da época de acasalamento, viram aves totalmente diferentes como conhecemos, se tornam extremamente territoriais, se alimentam basicamente de Vaginas Monstros Sementes e Grãos pela terra. Ao todo, não há grandes diferenças para cada espécie de Rolas. Porém a que mais se destaca é a Rola-gemedora. Essa porra existe As Streptopelias tem um comprimento de 25 a 35 cm. A plumagem é coberta por penas e pentelhos monstruosos perto de suas patas, algumas veias e uma plumagem (novamente) acinzentada. De qualquer meio, todas as Rolas do gênero Streptopelia vieram de um único antepassado, porém, arqueólogos estão em dúvida se o verdadeiro antepassado seria o Penisaurus Rex ou a Pomba Gira, já que as duas espécies já extintas tendem a ter um DNA com feições resumidas ou quase idênticas ao da Rola Mansa das cidades atuais. Realmente, uma dúvida cruel... Mas que pode ser resolvida com um simples teste de DNA do ratinho avanço na tecnologia nas próximas décadas.

 
Uma pequena rolinha sendo apalpada nas mãos de um herói.

Reprodução e MaternidadeEditar

De uma forma resumida para o bem do leitor, a reprodução das Rolas ocorre quando a penetração de forma opcional é cedida pela fêmea, mediante a rituais feito pelo macho (ou seja, o filho da puta da Rola tem que ser macumbeiro para acasalar). Após um período do ritual, o macho verifica o sexo da fêmea mais esperto que muitos homens e, então começam a se bicar, em sinal de foder para caralho amizade para, enfim, encerrar a etapa de sedução, depois a Rola Macho pousa encima da Rola Fêmea, para então começar a penetração e criar outras rolinhas para serem conhecidas e zombadas como órgãos sexuais masculinos continuarem com sua genética e parentesco. Sobre os cuidados maternos e paternos, é uma mistura do caralho grande confusão. O pai faz os ninhos para a fêmea botar os ovinhos, logo o Pai encuba e a Mãe que fica responsabilizada pela comida do Pai e dos filhos, típico de um casal. eu acho Depois de alguns longos meses, os filhos nascem, saudáveis e fofinhos! as vezes E então, dependendo das circunstâncias o macho ou a fêmea vai embora, literalmente, isso depende muito das circunstâncias mesmo, talvez a Rola macho já fez o trabalho dela ou também igualmente para a fêmea, de qualquer jeito, as Rolas são confiáveis em questões de maternidade, pode cuidar de uma que ela vai cuidar igualzinho com o filho dela. E então, a reprodução e a maternidade das Rolas é bonito ou não? provavelmente não.

Culturas RolaisEditar

Rolas já se aventuraram pelo mundo todo. menos o Acre Como já era de ser esperado, as Rolas fizeram fama por onde passaram, ainda mais quando vários países usufruem de seu sabor delicioso para iguarias totalmente diferente do que já vimos em qualquer outro lugar. E assim foi colocadas na cultura de praticamente todos os países do mundo. Então por que não criar iguarias, mitos, lendas ou estatuas? Aqui esta um resumo de algumas informações roludas penetradas na cultura de centenas de civilizações e alguns países pelo mundo a fora.

Mitos RolescosEditar

  • Kujirola: Esse mito vem do Japão, as lendas rolais são pequenas comparada a de alguns países vizinhos, tem seu maior forte estátuas, iguarias roludas são repudiadas pelo governo japonês, mitos e lendas não conseguem ser tão famosas, tendo realmente força em algumas tribos nas montanhas japonesas. Uma delas seria a do Kujirola. Reza a lenda que seria um item de sorte pura e defesa. Usado por muitos Ninjas antigamente, porém o item vem de uma parte do corpo essencial para as Rolas, causando uma quase extinção das Rolas no Japão, já que sem esta parte, simplesmente elas não conseguem viver. Porém o tempo passou e as Rolas conseguiram sobreviver em uma vila distante e secreta criada por elas nas montanhas japonesas. Até o século passar e esta lenda se "acalmar", e assim, as Rolas estão conseguindo viver de tempo em tempo na Vila, algumas se arriscam e vão embora, mas ainda sim a maioria vive ainda nas montanhas japonesas. Há uma estátua datada no ano 200 depois de Cristo que mostra uma Rola em seu ápice de vida, a estátua fica em Sakai, Japão.
  • Cabrero Rolludo: Essa agora vem do México. Antigamente, acreditava-se que nos arredores de algumas cidades rurais do mesmo, havia um ser metade homem-metade rola, tinha garras nos lugares dos dedos e um bico no lugar da boca e do nariz. O bicho logo foi apelidado pelos moradores locais de "Cabrero Rolludo", ele ama ser apalpado e acariciado por criancinhas. Cuida de algumas plantações e gosta de abóboras verdes. Não tem muitos registros de pessoas que realmente viram a criatura, mas tudo não passa de um mito... eu acho Esse mito esta gerando fama atualmente, finalmente, já que o mito nunca foi tão famoso quanto antes. Reza a lenda de quem conseguir matar a criatura, não só ira ganhar a arma sagrada que ele usa, um Vibrador da Hello Kitty chocalho meio diferente, mas como também sua jaqueta, a grande "Vestimienta das Rollas", endeusada por muitos mexicanos que buscam até hoje usar, o motivo, é que realmente, a jaqueta é estilosa e é um tipo de tendência que não sai muito da moda. Realmente, a pessoa tem que ser sortuda para pegar uma Rola dessas.
  • Rola Mágica: Rola com experiência, soberana em si, não é aquele tipo de lenda de "ser amedrontador que nunca aparece". Mas sim uma Rola que encontrou um meio de verdade e relaxamento puro. provavelmente ela encontrou um DVD sobre yôga Sabe de praticamente todas as perguntas do universo sempre apontando para a testa, ela fica encima de árvores, sempre se migra para várias regiões, para conseguir praticar seu yôga em paz e longe de paparazzis e de fotógrafos. Após ser perguntada com o que mais lhe surpreende no mundo, respondeu; "Milhares de pessoas querendo saber a mesma resposta de sempre". A de como sua mãe é tão gorda Isso em resposta a perguntas básicas como "Quem somos nós", "Para onde vamos", "Qual é o motivo de existirmos", Qual é o motivo do universo" etc e etc...
 
Prato tipico da China. Uma asinha de Rola.

Iguarias RoludasEditar

Diferente dos japoneses, praticamente todo o mundo não perdoaram as Rolas, a vinda dela para a Europa, Oceania, América do Sul, Norte e Central trouxe bons apetites para todos os moradores. Há varias iguarias rolêsas virada as Rolas, o mundo ama uma Rola, tanto faz se for cru, cuzido, temperado, salgado, molhado, podre, frito ou doce, eles comem! Já é quase uma obrigação um brasileiro comer uma Rola todo dia a tarde, o mensageiro desciclopediano trouxe as iguarias roludas mais digeridas, famosas e conhecidas do Mundo:

  • Rola almiscarada: Rola temperada usando duas gemas de ovos com um tempero especial específico para a ocasião, deixar na panela com fogão morno por 50 minutos, pimentão verde opcional.
  • Leite de Rola: Leite muito raro e cultivado com perfeição apenas pelos antigos chineses. Para o ápice de gostosura, é necessário uso de mãos humanas para o relaxamento da rola até a retirada do leite que vem morno. Um gosto intenso no começo e suave no final, poucos tem a experiência de provar um leite tão raro quanto este. Pode perguntar para qualquer um que experimentou, a pessoa quer de novo.
  • Buquê de Rolas: Receita feita na maioria das vezes por ocasiões amorosas, como um casamento ou uma lua de mel. Frite as asas da Rola e junte num saquinho (um balde do KFC por recomendação) após isso coloque um tempero picante, e voilá! Sua Rola esta pronta para ser digerida, aproveite cada pedaço antes do Ibama bater na sua porta.
  • Picalé de Rola: (Vem da China, o processo de se fazer o picalé é diferente do nosso, então não se assuste). Pegue a Rola (morta obviamente) não seu jegue faz a comida com o bicho vivo depois tire os ossos e a plumagem, e então deixe no freezer por 48 horas (dois dias), após o processo de congelamento, contrate um Ninja para fazer os cortes precisos na Rola, até virar pequenos cubinhos Roludos. Agora esmague até virar uma massa, e por fim coloque em uma borda para ficar do formato de um picalé. E pronto, pode chupar essa Rola deliciosa (Esta receita ganhou o selo da Agência de Saúde do Brasil como "iguaria segura").
  • Rola doce: O nome já diz tudo, é um Rola temperada em caramelo, como se fosse uma maçã do amor, porém troque a maçã e coloque o corpo de uma Rola, usada em eventos mais festivos, como o fim de ano na China.
  • Rola de Algodão: Iguaria mais famosa da China, é trocado a plumagem da Rola por uma massa cor-de-bixa ou Azul dependendo do gosto de quem compra. Sempre é uma ótima ideia comprar uma dessas rolas para os seus filhos em algum tipo de Buffet entedioso ou em uma festa de aniversário.
  • Rola Rei: A única iguaria de Rola vendida por restaurantes de 4 estrelas a cima, é colocada em um trono feito de alguns frutíferos que a Rola é acostumada a comer, se você tem um desejo de se sentir como uma Rola, peça este prato, ele ira realizar seu desejo.
  • Rola Cru: Feito na hora por famílias típicas do Alaska, para mostrar coragem e força para os parentes que estiverem na ocasião, ou você come. ou você é zoado eternamente por não ter coragem de comer uma rolinha, pode falar a verdade, amigo, você já comeu uma rolinha...
  • El-RolitaDiGuatemala: Prato típico da Guatemala. Uma Rola entupida de pimenta, quando eu falo entupido, é por que é entupido, tem pimenta até no cu A Rola em si é cozida, pode ficar tranquilo, porém só os verdadeiros guatemalenses conseguem comer esta Rola, é uma missão difícil para só uma boca, muitas vezes é preciso de 4 bocas só para terminar a cabeça, assim o ardor da pimenta fica distribuído nas 4 bocas, e não só em uma.
  • Rola: Essa é a iguaria mais tensa que há atualmente, mais tensa do que a Rola Cru, usada na maioria das vezes por tribos indígenas, é onde você caça a Rolinha e come, com plumagem, osso, órgãos e mais algumas tripas, aguenta o desafio?
  • McRoll-ass: Hambúrguer da famosa marca MacDonald que faliu mais de 40% de todas as bolsas da empresa. Consiste dos ingredientes (do começo ao final): gergelim, pão, saladinha, picles, cheddar, hambúrguer (feito com a Rola), ketchup, mostarda e pão. Atualmente não esta mais a venda por ser um fracasso total, imagina isso no Brasil...

-Eae Bro, bora comer uma Rola?

-Qualé, amigo, ta tirano?

-, o que eu disse?

-Rola é pau maluco

-Eta é verdade, deixa eu jogar esse hambúrguer no lixo...

Rolas Adentradas na Economia AtualEditar

As rolas ganharam popularidade antes mesmo de serem nomeadas e usadas como uma palavra de baixo calão na sociedade brasileira. Usadas na cultura e em algumas religiões, como as "Soberanas Roludas". Atualmente, no Brasil há uma vasta diversidade de produtos rolísticos a favor da estabilidade na economia, a favor não só dos humanos, mas das próprias rolinhas que estão por ai pelo mundo selvagem. Muitas lojas vendem produtos baseados em Rolas, com sua plumagem ou características, se destacando mais a cada ano e se adentrando mais profundamente na sociedade brasileira. Com tudo, a estimativa deste tipo de empreendedorismo é de subida daqui a algumas décadas, e que seja explorada por mais e mais empreendedores não só da América do Sul, mas sim todo mundo. Neste tipo de negócio, não é necessário items muito específicos na compra e venda, são totalmente diferenciados comparados a outros, a faixa etária de compradores é de 20 a 60 anos, bem vasta como pode ver. Agora as Rolas podem pulsar de alegria, já que na sociedade atual do Brasil, são respeitadas como seres livres e pulsantes pensantes. Logo pense duas vezes antes de usar a palavra "Rola" como algo de baixo calão para referir-se a um pênis de um amigo ou de algum conhecido seu filho da puta.

10 Informações que é preciso saber quando ficar perto de uma RolaEditar

  • : Nunca apalpe ela por mais de 10 segundos.
  • : Não relaxe sua mão após deixar ela em alguma parte do corpo da Rola.
  • : NUNCA olhe para outro lado que não seja a Rola.
  • : Faça movimentos bruscos.
  • : NÃO fique atrás de uma rola. Logo, um dia elas irão se vingar e ficar atrás de VOCÊ.
  • : Respire fundo e de uma aparência de relaxado, Rolas não gostam de pessoas nervosas.
  • : Olhar fixo, mesmo antes de se aproximar.
  • : SEMPRE consulte o guia das Rolas e sua Anatomia.
  • : NUNCA use o nome "Rola" para uma palavra de baixo calão se referindo a um pênis.
  • 10º: Rolas são invejosas e ciumentas, sempre chegue perto de um exemplar sem nada ou ninguém por perto.

Se uma dessas ordens forem quebradas ou mal-feitas pelo usuário, irá ter um grande risco de ser digerido pelos dois modos. Boa sorte, mas se quer mesmo ficar seguro o bastante de uma Rola, é só não ficar perto de uma.

Rolas Penetradas na HistóriaEditar

 
Rolas estão cada vez mais penetradas na economia.

Aqui vos contareis sobre algumas Rolas que fizeram a proeza de ficarem conhecidas na História, algumas ajudando o bem de descobrimentos ou de artefatos, e outras apenas atrapalhando, de qualquer modo, elas estão na História, e isso que importa;

Pedro II do Brasil curiosamente tinha um mini zoológico de animais não seu jegue é de alienígenas de estimação, mas o que lhe cativa mesmo era sua Rola, apelidada de "Pombal I",a mesma vivenciou grandes atos e aventuras junto com seu dono, mas o que lhe faz de diferente mesmo, era suas pinturas, foi ensinado por pintores renomados da Itália e da França a desenhar e pintar de forma realística, tendo sua pintura totalmente diferente de muitos outros artistas, ou até melhor que eles, isso você decide. As peças da Rola estão em vários museus renomados atualmente, um deles fica no Museu do Louvre, outro esta em Miami sendo leiloado com um preço mínimo de 4.500 de Dólares, equivalente a 1.000.000.000.000.000.000.000.000.000 de Reais, quanto dinheiro!

Quando Pabllo Vittar ganhou sua Rolinha de estimação no natal de 2017, ficou brava(o) e logo começou a rejeitar sua pequenina Rola, até um dia ser jogada pra fora, a Rola ficou tão brava, que começou a fazer algumas revoluções 'Rolais' perto da rua em que Pabllo morava, e então começar o que hoje em dia é chamado de Rolas a Solta, um evento forçado e não autorizado pelo governo feito por Rolas querendo justiça para aqueles que arrancavam elas de seu corpo, corpo por que era um vínculo forte, um laço entre o dono e o pet Rola. Durou 2 anos até seu fim em 2019, onde as Rolas conseguiram igualdade e justiça, agora as rolas são reconhecidas pelo Governo Brasileiro do Twitter como raça inteligente. E assim todas as Rolas conseguiram justiça, menos a de Pabllo Vittar, que continua escondida em algum lugar, já que Pabllo Vittar tem vergonha de mostrar ao mundo que tem uma Rola.

Achou que as pombas evoluíram de um parentesco próximo porém diferente das Rolas? Achou errado, otário! A Pomba é uma Rola, e eu posso provar não provar a rola, porra!. Tudo começou em fevereiro de 2013, quando uma Jovem Rola pousou no centro de Osasco... Pobre Rola. Devido a alta entoxicação de pipoca doce, hot-dogs e camarões murchos, todos vendidos diariamente, fez com que a Rola ficasse entoxicada, e então, passar para seus filhos, que nem nascidos estavam, mas sim encubando naturalmente, e assim, definitivamente, foi criado a Pomba, que com seu instinto de origem, isso é, voltar ao seu local de origem (Osasco) fez com que a cidade virasse padrões de luxo e popularidade de pombas. O famoso Shopping União também é um ótimo centro para as Pombas, mas nenhum shopping se compara, seguindo as opiniões das Pombas, ao Osasco Plaza Shopping e sem piadinhas de explosão, já ta chato, porra!.

Rolaldo, criador do Rolascimento, movimento cultural, histórico e artístico entre as Rolas, ocorrido em 2018, com a ajuda de ongues e pelo próprio Ibama, foi financiado o movimento Rolês, juntando novos pensadores, artistas, músicos e inventores roludos, ajudou no conhecimento da vida das Rolas e como elas se sentem na natureza selvagem, alguns famosas e renomadas Rolas saíram daquele cu movimento e estão por ai fazendo palestras ou livros de como é a vida de uma Rola, segundo pesquisas da USP, isto ajuda na "incrementação" das Rolas na sociedade atual, já que previne o risco de preconceito Rolês.

Imperador Roludo, teve seu império fundado em 300 a.C. Sonhava em criar uma civilização Rolesa quando jovem, após roubar o telefone da Dercy Gonçalves, conseguiu alguns contatos que lhe ajudariam na busca do grande e poderoso Palácio de Rola. O tempo emfim passou e seu sonho se realizou, um palácio gigantesco localizado onde é atualmente a Cidade de Pintópolis. Criou sua família e um Império junto de seus pais e irmãos, viveu por 3 anos e meio, até morrer por causa naturais. Depois colocaram um novo imperador, era para ser Von Rollie I, mas agora é "Lord Von Marquês das Rolas" o nome foi uma boa sacada, já que as "Rolas" estão no plural, simbolizando o apoio não só da realeza, mas sim da população em si, que se sentia traída e ignorada no antigo reinado do Rollie. O império da Rola endureceu por 37 anos até seu fim em 263 a.C. Por uma causa desconhecida atualmente.

Preconceito RolêsEditar

O que você pensa quando digo o nome próprio "Rola"? Dependendo do que você navega ou que escola frequenta, você pensa em um órgão sexual reprodutor masculino, certo? Este é o problema de todas as Rolas na sociedade e na natureza, serem confundidas por jovens e adultos com uma mente suja e totalmente errada, tanto tempo de evolução, adaptação de clima, ambiente, geografia, sobrevivência e gerações feitas por séculos, para você chamar a Rola com um duplo sentido, uma palavra de baixo calão para se referir a um pênis, realmente, que vergonha... Mas é como o velho ditado diz, "o bom de estar no fundo do posso é que a partir de agora você só sobe", seguindo este ditado, no começo de 2019 mais de 40 Ong's foram feitas com o mesmo intuito, quebrar o filho da puta que fala "Rola" para se referir a um pênis prevenir e repudiar atos sobre a palavra "Rola" no intuito de uma palavra de baixo calão, já que, pode concordar comigo, as Rolas são lindas, bonitas e sem dúvidas alguma, deslumbrantes. Rolas fazem o bem da sociedade, elas ajudam no balanceamento do Ecossistema que nem todo ser da terra e ainda por cima não tem superpopularidade, sabendo moderar na hora do acasalamento e também no cuidado Maternal e Paternal ou Paternal e Maternal, os dois são iguais... Com tudo mediante a tantos anos ao uso inadequado do nome próprio da Rola, vai ser uma disputa e tanto para extinguir o uso da forma de baixo calão. Rolas são mais do que uma palavra de baixo calão, Rolas tem vida, Rolasfazem o bem e sua parte no planeta terra todos os dias, e você, faz sua parte? Entre na causa; www.rolanaminhavida.ong ajude doando, ajude a prevenir atos de malfeitores da língua portuguesa referindo-se a pênis se você realmente tentou entrar neste site, parabéns, você merece o prêmio de jegue do ano.

 
Um espécimen de Rolão saindo de seu ninho a noite em busca de vítimas.

Tipos de Rolas (Streptopelia)Editar

  • Rola Rosada (Streptopelias Numn Gostaiss Di Vaginass): Rola bem diferente entre as outras, na maioria das vezes é excluída por outras espécies de Rolas, provavelmente já esta extinta devido sua falta de vontade (ou incapacidade, não se sabe ao certo) de se acasalar com fêmeas, quando esta no ninho, plumagem é rosa, e diz 'bonoro' em vez de Bolsonaro rejeita amor vindo do pai (paterno) devido a seus comentários Rochistas sobre a sociedade Rolista. Também é conhecido como Rola-de-peito-rosa. As fêmeas desta espécie agem como Rolas Machos, diferente do Macho, que age como uma Rola Fêmea.
  • Rola-miniatura ou Rolinha (Streptopelias Piquenis Di Maiss): Rola mais comum e mais vista em todo o mundo, conhecida pelo seu tamanho, sempre é zoada em grupos de Rolas por ser literalmente uma miniatura de Rola. É, não esta fácil nem para as Rolas...
  • Rola-carioca (Streptopelias Paxxas Tudox Malucox): Rola que causa a várzea em todo o grupo 'Rolês', uma Rola idiota que briga por motivos bananistícos banais, nunca diga "bolacha" na frente de um desses camaradas.
  • Rola-gemedora (Streptopelias Gemidons do zapis zapis): Sem comentários.
  • Rola-comum (Streptopelias Entrais Duross Saies Mollis): Obviamente, a Rola dita neste artigo, a eternizada "Rola", a usada para motivos mais banais ainda do que a Rola-carioca. Sim, esta é a original, a Rola.
  • Rola Come-come (Streptopelias Pacs Manis): Comilona, Adora se deliciar com frutinhas de guaraná, nativa na Amazônia, come até Você pedaços de madeira, sua fome é insaciável, essa rola faz um acasalamento em fileira, realmente um kid bengala comilão.
  • Rolão (Streptopelias Africanus): A maior de todas, sem escapatória, agressiva e totalmente territorial, não tente acariciar uma dessas, e mesmo após o aviso, acariciar, saiba que irá voltar para casa com cadeira de rodas.
  • Rola-rã (Streptopelias Kikantiss): A Rola mais estranha, prefere pular em vez de voar, ou melhor, quicar, só voa em perigo eminente, ama saltitar pelos arredores do Hemisfério Sul, de qualquer modo, ela quica literalmente, e isso é bizarro demais, pense, apenas pense...
  • Roll-a (Streptopelias Rollantis): Roll-a é nativa dos Estados Unidos e de Mônaco, devido a seu peso, não consegue voar por inteiro assim dizendo, mas sim planar, e então, o jeito mais fácil de fugir de um perigo ou predador, é rolar, rolando e rolando, poucas pessoas conseguem acompanhar esta Rolinha Roladeira quando começa a usar seu corpo a seu favor. Realmente, fascinante!

Existem mais espécies de Rolas, porém não quero encher este artigo, sem falar que é meio impossível catalogar todas aqui, mas pode ter certeza, existe bem mais do que isto, só foi um "aquecimento", para ver a diversidade das Rolas.

  Conheça também a versão oposta de Streptopelia no Mundo do Contra: