Suave Veneno

Rede-GROBO.png PLIM! PLIM! Este artigo é uma coisa da Rede Globo de Manipulação! Esta página pode estar mencionando alguma novela clichê que sua mãe gosta, algum pseudo-ator rouaneteiro ou algum comunista de boteco que se diz jornalista. Para mais coisas relacionadas ao Projaquistão, clique aqui.
O elenco desta bagaça.

Cquote1.svg Você quis dizer: Suado Moreno Cquote2.svg
Google sobre Suave Veneno
Cquote1.svg Você quis dizer: Sovaco Fedendo Cquote2.svg
Google sobre Suave Veneno
Cquote1.svg Você quis dizer: O Sétimo Guardião Cquote2.svg
Google sobre Suave Veneno
Cquote1.svg 'Vivo encantado de amor/Inebriado em você...' Cquote2.svg
Nana Caymmi, anunciando mais um capítulo de Suave Veneno.
Cquote1.svg A advogadazinha cor de jambo... Cquote2.svg
Maria Regina, se referindo carinhosamente a Clarissa.
Cquote1.svg Ai, abalou Bangu! Cquote2.svg
Edilberta, dando pinta como sempre.

Mais uma novela de Aguinaldo Silva, (tinha que ser, tiiiinha que seeer!) Suave Veneno durou fucking 8 meses no ar, de 18 de janeiro a setembro de 1999, bem pertinho do bug do milênio que iria apagar toda a humanidade e zerar os computadores, só que não. Foi a única novela de Aguinaldo que flopou, mas em 2018 veio O Sétimo Flopão repetir o feito.

EnredoEditar

Mais um novelão das 8 com todos os clichês dramáticos e de suspense que se tem direito. Valdomiro Cerqueira é um humilde trabalhador do povo que atoprelou Inês, que perdeu a memória após o acidente. Valdomiro, devendo até a cueca cagada à moça sozinha e sem passado, sem lenço e sem documento, a leva para morar com ele até que sua situação se restabeleça. A família dele a recebe friamente e com desconfiança: a mulher Eleonor e as 3 filhas: Maria Regina, a grande vilã da bagaça, Maria Antônia e Márcia Eduarda.

O que todos temiam acaba acontecendo: o envolvimento entre Valdomiro e Inês, provocando a separação dele e Eleonor e a fúria de Maria Regina, que vê Inês como uma intrusa e uma ameaça à fortuna da família — claro, afinal ela não quis o par de chifres. Maria Regina bate de frente com o pai, em uma luta acirrada pelo poder na Marmoreal, a empresa especializada em mármore que eles têm.

Entretanto, o amor (ou seria sexo mesmo?) por Inês custa caro a Valdomiro, caro para caralho. Tudo fazia parte de um plano de vingança arquitetado pela advogadazinha cor de jambo Clarisse Ribeiro, a filha bastarda que Valdomiro desconhecia. Inês desaparece e, com ela, valiosos diamantes. Por causa disso, Valdomiro perde a presidência da Marmoreal para a filha, Maria Regina (se fodeeeeeu, se fodeeeeeu, se fodeeeeeu...).

Ocorrem, então, dois fatos que desencadeiam uma reviravolta na história: Clarisse, de posse dos diamantes do pai, é assassinada misteriosamente e morre; e Valdomiro reencontra Inês, na pele de outra mulher, completamente diferente: Lavínia.

Mas nem só de dramalhão vive Suave Veneno: como toda boa novela das 8/9 que se preze, esta também teve seu núcleo come cu cômico, com o guru de mentirinha Uálber Cañedo (tipo um Walter Mercado globista) e seu assistente e namorado, Edilberta. Eles previram, por exemplo, que o mundo NÃO acabará na virada de 99 para 2000. Pelo menos nisso acertaram.

ElencoEditar

  • Valdomiro - José Vílquer, o dono da Marmoreal
  • Maria Regina - Letícia Spiller
  • Clarissa - Patrícia França, a advogadazinha cor de jambo que morreu no meio da novela
  • Inês/Lavínia - Glória Pires e Xícara
  • Maria Antônia - Vanessa Lóes
  • Márcia Eduarda - Luana Piovani, gostosa que manteve o IBOPE cada vez que aparecia em cena
  • Eleonor - Irene Revanche Ravache
  • Eliseu - Rodrigo Xerxes Santoro, macho de Eleonor, é um pintor que pinta como eu pinto, ou com a brocha
  • Uálber Cañedo - Diogo Vilela, o guru que previu o desastre que seria essa novela, e
  • Edilberta - Luiz Carlos Tourinho, seu namorado e assistente pessoal

Trilha sonoraEditar

NacionalEditar

Capa: a advogadazinha cor de jambo Clarisse

  1. Suave Veneno - Nana Caymmi (tema de abertura; embaixo você vê a letra completa, tá bom? Porque eu preciso continuar este artigo)
  2. Mais Feliz - Adriana Gafanhotto
  3. Pela Vida Inteira - Que Loucura!
  4. É o Amor - Bethânia
  5. Frisson - Banda Eva - participação do Grupo Ketama (quem?)
  6. Sozinho (aos vivos) - Caetano
  7. Horroroso Veneno - A Marrom e Djavan
  8. Canzone Per Te - Zizi Possi
  9. Bem Maior (Longer) - Roupa Nova
  10. Nascente - Flávio Venturini e Ed Gordo
  11. Firmamento (Wrong Girl to Play With) - Orlando Morais (colocada no CD só para encher linguiça, já que a Glória Pires estava na novela e os dois se pegavam na época)
  12. Xereca (sample: Superfreak/Rick James) - Claudinho e Buchecha
  13. Casa, Comida e Paixão - Elba
  14. Tu me Acostumbraste - Joanna

INTERNACIONALEditar

O CD internacional de Suave Veneno foi lançado em junho de 1999, a 3 meses de seu término. É a primeira trilha sonora das 8 com o fundo de estojo, aquela imagem atrás da contracapa, impresso. Veio com 14 faixas, diferentemente de outras trilhas sonoras internacionais na época, que foram parar nas lojas com 16, como a da novela contemporânea das 7, por exemplo, e as tramas exibidas no ano anterior. Os destaques vão para Cher com "Believe", Alanis Morissette com "That I Would Be Good", tema de Maria Regina, e as regravações de Mariah Carey para um sucesso de Diana Ross de 1976 e George Michael com Mary J. Blige regravando Stevie Wonder. O CD está maravilhoso mesmo!
Capa: Diogo Vilela como Úalber Cañedo

  1. (Theme From Mahogany) Do You Know Where You're Going To? - Mariah Carey 3:45
  2. Y ¿Si Fuera Ella? - Alejandro Sanz 5:20
  3. To Love You More - Céline Dion 5:27
  4. Believe - Cher 3:57
  5. Sailing - N'Sync 4:36
  6. Canto Della Terra (radio version) - Andrea Bocelli 4:00
  7. That I Would Be Good - Alanis Morissette 4:10
  8. You Get What You Give - New Radicals 4:56
  9. Big Big World - Emilia Rydberg 3:21
  10. As - George Michael featuring Mary J. Blige 4:40
  11. Una Historia de Amor (Loco Por Ti) - La Sociedad 3:42
  12. Everything I Do (I Do It For You) - Brandy 4:09
  13. Doo Wop (That Thing) - Lauryn Hill 3:57
  14. Yo Sé Que Es Mentira - Amaury Gutierrez 4:13

Tempo total: 60:12

AberturaEditar

Composição: Aldir Blanc

Vivo encantado de amor
Inebriado em você
Suave veneno
Que pode curar ou matar
Sem querer por querer
Essa paixão tão intensa
Também é meio doença
Sinto no ar que respiro
Os suspiros de amor com você

Suave veneno, você
Que soube impregnar
Até a luz de outros olhos
Que busquei nas noites
Pra me consolar
Se eu me curar desse amor
Não volto a te procurar
Minto que tudo mudou
Que eu pude me libertar

Apenas te peço um favor:
Não lance nos meus estes olhos de mar
Que eu desisto do adeus
Pra me envenenar