Abrir menu principal

Desciclopédia β

Super Mario Maker

Super Mario Maker é um jogo de level-design tedioso pra cacete criado pela Nintendo, sendo talvez o único jogo junto com Bayonetta 2 que tenha se ouvido falar que é para Wii U, um console que ninguém nem sabe que existe, pois até sua mãe sabe o que é um "preistêcho" mas com certeza jamais ouvir falar de "Uíu" que para ela certamente é só barulho de ambulância. Quando ao jogo Super Mario Maker, o jogo representa o ápice da preguiça, falta de criatividade, improdutividade mental, declínio e bancarrota da Nintendo que em 2015 desistiu de tudo incluindo claro ter feito algo de bom para a sua principal franquia, lançando este lamentável jogo.

Catmario Oficial
Super Mario Maker cover.png
Informações
Desenvolvedor Não-entendo
Publicador Não-entendo
Ano 2015
Gênero plataforma
Plataformas Nintendo Uí You
Avaliação Não se sabe
Idade para jogar +18 anos

O jogo é uma continuação direta do estrondoso sucesso que foi o Catmario, um jogo criado internamente na Nintendo mas que depois foi vazado e havia sido criado inteiramente com as ferramentas depois disponibilizadas no Super Mario Maker.

Produção e recepçãoEditar

Após as acachapantes críticas que a Nintendo recebeu com os seus jogos anteriores de Mario para Wii U, tanto o New Super Mario Bros. U quanto o Super Mario 3D World que foram considerados repetitivos, sem graça, sem sal, chatos, tediosos, curtos e todos adjetivos possíveis para definir jogos entediantes e massificados. Numa das reuniões da empresa sobre esta crise, o chefão Satoru Iwata deu um clássico piti no qual proferiu a sua famosa frase até hoje lembrada "filhas da puta! Para com essa porra aí! Mermão, porra eu não sou nenhum babaca, não! Esse bando de badernista! Tudo uns gamers criado a leite com pera, a ovomaltino, a pão com mortadela, eu como programador respeitado tenho que aguentar esses filhos da puta desses gamer que só sabem jogar COD e GTA, mas não aguentam nem 10 minutos de porrada comigo, morô? Se reclamam tanto de Mario, que façam algo melhor então!", o stress foi tão grande que naquela tarde ele passou mal e faleceu. Os estagiários que estavam presentes nesse momento épico ficaram pensando naquela frase, quando tiveram a magnífica ideia de colocá-la em prática, até mesmo como forma de homenagem póstuma ao seu falecido ídolo, criando um jogo onde os próprios jogadores criariam as suas próprias fases, desafiando-os a fazer melhor, já que reclamam tanto da Nintendo.

O jogo foi um sucesso, sendo adquirido por todas as 6 pessoas em todo o mundo que possuem um Nintendo Wii U, embora destes jogadores nenhum tivesse paciência de criar mais do que uma fase, e menos ainda de jogar uma ou duas fases bugadas criadas por algum outro jogador aleatório.

Surpreendentemente e estranhamente, o Super Mario Maker recebeu ótimas avaliações da crítica especializada, mesmo ninguém tendo jogado ele, e até indicações para ser melhor jogo do ano, afagos que a Nintendo recebeu apenas por dó mesmo.

JogabilidadeEditar

 
Uma emocionante fase inteiramente criada por algum jogador de Mario Maker.

Super Mario Maker consiste basicamente em construir fases e compartilhá-las com amigos (caso tenha amigos). Para tal o jogador monta suas plataformas, posiciona obstáculos e inimigos, enfim, perde horas de sua vida criando algo que será jogado só por si próprio e talvez mais uma meia-dúzia de pessoas, ou menos. Sendo então este jogo classificado como "nintendo worker simulator", pois trasmite fielmente a sensação de ser um empregado da Nintendo, que se dedica hora no projeto de uma fase para ninguém jogar aquilo depois.

Posteriormente os bonequinhos Amiibo foram introduzidos ao jogo, como uma tentativa fracassada de gerar atratividade, mas ninguém vai querer comprar aqueles bonequinhos caríssimos se vale mais a pena comprar um McLanche feliz e o que vem nele.