Abrir menu principal

Desciclopédia β

Virtualgame.jpg Super Meat Boy é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Marisa Kirisame lhe lança mais um Master Spark em Touhou 4


Super Menino de Carne
Super Meat Boy.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Meat Games
Publicador Meat Games
Ano 2010
Gênero Simulador de esfregar carne no chão
Plataformas Xbox 360 apesar de parecer algo para NES
Avaliação É um jogo indie, então é imune a críticas (10/10)
Idade para jogar Proibido para quem tem estômago fraco

Super Meat Boy é um jogo de simulação de cubo de carne, considerado pela crítica especializada como de teor "extremamente nojento". Foi desenvolvido num fundo de quintal qualquer e só porque não possui muitos bugs como era de se esperar foi considerado o melhor jogo de todos os tempos, sendo este jogo considerado o auge da "modinha indie" que dominou os videogames de 2009 a 2011.

Sabe-se que para reduzir custos foi escolhido criar um gráfico mais cartunesco para disfarçar a baixa qualidade, e o protagonista é meramente um ridículo pedaço de quadrado vermelho.

EnredoEditar

O jogo conta a história de Meat Boy, um pedaço de cubo de carne crua de filé mignon para estrogonofe que é apaixonado por uma cubo de presunto. Ambos, por não gostarem de usar camisinha, são abortistas e ficam fazendo campanha no Facebook com baboseiras do tipo "meu corpo, minhas regras", e exatamente por isso o Dr. Feto (um feto abortado) odeia ambos e quer que o Meat Boy morra, mas para tal ele sequestra a Presuntinho e ameaça o jogo inteiro fatiá-la para que sinta como é bom ser espetado até a morte como ela quer fazer com todos fetos do mundo. O pequeno Dr. Feto possui consigo um controle remoto mágico que ele aperta botão para acionar serras, fechar grades, dar descargas e muitas outras inutilidades.

Meat Boy então começa sua aventura por diversas fases para resgatar a Princesa Peach a sua amada Cubinha de Presunto. Ao longo de sua jornada se depara com vários obstáculos criados pelo Dr. Feto, tal qual o primeiro chefe, que é um coágulo de sangue gigante e ambulante produzido a partir do aborto de várias pessoas ao redor do mundo.

O segundo chefe é uma carne podre que foi deixada não apenas fora da geladeira mas também apodrecendo num banheiro, para adquirir uma aparência realmente repugnante de cubo de carne estragado. Porém o que ele faz é te convidar para uma corrida através de um cenários repleto de lâminas.

Um próximo chefe é um capeta gigante e imbecil de carne quadrada onde basta desviar de seus golpes que ele próprio se mata porque está mergulhado numa Incrível Bandeja Coletora de Gordura que é tão quente quanto o George Foreman Grill, então em algum momento ele se assa.

O penúltimo chefe é um conjunto de meia-dúzia de fetos abortados gigantes que por já terem sido abortados se matam todos numa serra gigante que os fatia todos.

E por fim, o último chefe é o Dr. Feto em pessoa, que vai tentar te matar com tiro de .12, e no final ele é derrotado da mesma maneira ridícula como que o Super Mario sempre derrota Bowser, abrindo um buraco no chão para o Dr. Feto cair num buraco infinito e morrer de vez. Assim Super Meat Boy e Dona Presuntinho se reencontram e voltar a viver felizes para sempre, agora com o aborto legalizado.

JogabilidadeEditar

Super Merat Boy é um jogo de plataforma clássico, e portanto do início aso fim ele consiste em correr, saltar, pegar impulso em muros e saltar, correr, saltar, morrer, correr, saltar de novo, correr, pegar impulso em muros e saltar, correr, morrer, correr, saltar, morrer.

E os inimigos são apenas serras afiadas esperando para te fatiar.

RecepçãoEditar

 
Local provável de se encontrar o jogo, no açougue mais próximo, porque nas lojas nunca se viu um.

Por ser um jogo indie, Super Meat Boy é imune a críticas e deve ser elogiado e adorado por todo mundo e receber notas altíssimas por toda crítica especializada, por mais que seja apenas um jogo comum, repetitivo, sem graça, de péssimos gráficos, sem enredo e rápido de se zerar. Se este jogo fosse da Capcom, Electronic Arts, Ubisoft ou similares, ele com toda certeza estaria levando notas abaixo de 4/10 da crítica, mas como foi um jogo criado num fundo de garagem, aí é o melhor jogo de todos os tempos embora seja a mesma coisa do início ao fim no qual não há a mínima graça de re-jogar essa porcaria.