Abrir menu principal

Desciclopédia β

Tabule

Donramontaliban.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Se você confunfir árabes com persas, terá a casa varrida do mapa por um 747-400.

Churrasco.jpg Este é um artigo gastronômico.

Se precisar, melhore este artigo com a boa vontade do churrasco de pobre.


Cquote1.png Hoje estou de dieta, e não vou comer quibe, só tabule. Cquote2.png
Gordo sobre dietas da internet

Tabule (em inglês: "Tabullying", em árabe: uns símbolos loucos que não consegui digitar, pois meu teclado não é árabe) é umas folhas e umas verduras com um punhado de trigo pra fazer quibe, tudo batido naquele liquidificador divido em trinta e duas vezes nas Casas Bahia.

Índice

Como SurgiuEditar

 
É complicado achar um restaurante aberto depois das 15:00 da tarde para comer tabule.

Tabule é obviamente uma opção mais saudável, para aquelas pessoas que não querem dar ré no quibe diariamente, só aos finais de semana. Foi criado junto com a necessidade em que os nômades e comerciantes que rondavam pelos desertos árabes tinham de emagrecer, já que os camelos não aguentavam mais o peso de suas barrigas de esfirra e excesso de bagagem repleto de artigos esotéricos e barris de petróleo.

A alternativa encontrada pelo Instituto Árabe de Saúde Saudita (IASA - não confundir com a NASA árabe), foi diminuir a quantidade de calorias ingerida por seus mochileiros, para assim eles continuarem suas viagens quilometrais pelos desertos inóspitos em paz, sem desequilibrar a economia dos países árabes e os cenários de filmes famosos de Hollywood gravados por lá.

Apesar de sua fama, passando a ser vendido até no Habibs nos sabores "cilios do cozinheiro" e "pedaço de unha" - ganhando nota 9.5 pela Vigilância Sanitária -, o tabule sempre foi a ovelha negra na culinária árabe. Quem em sã consciência vai trocar aqueles deliciosos salgados gordurentos, oleosos e cancerígenos que fazem o leitor deste artigo babar, por uma salada farofenta com gosto de mato? Por esses e outros fatores, o tabule desperdiçado é sempre moído e usado como ingrediente para ração de camelo.

 
Como um tabule é normalmente servido na casa de sua avó: em uma bandeja de 1,99 fedida a pão mofado.

InfluênciaEditar

Quando foi criado, o tabule era feito com um pouco de pedra moída, no caso areia - era mais fácil pegar a areia do deserto, mas eles tinham medo de comer fezes de escaravelho, aliás é melhor se prevenir do que remediar. Junto com a areia, se juntava umas gramas do chão e um tomate cortado em cubinhos quadrados retangulares geométricos , que dá pra aprender assistindo Ana Maria Brega.

Com o tempo, os árabes perceberam que essa salada estava dando gastrite, e que alguma coisa estava errada nos ingredientes, então trocaram o tomate por cebola! Prontoooooo, agora sim deu tudo certo! Hoje em dia o tabule pode ser um daqueles complementos essenciais no almoço daquela mãe solteira que virou budista e quer passar a imagem de uma pessoa light e saudável de bem com a vida, quando na verdade é uma hippie maconheira do século 21.

ReceitaEditar

 
Uma bebida boa para acompanhar o tabule é a tequila, assim não desperdiça o limão da feira do mês.

Com esses passos, você pode fazer um tabule até com um bule de chá. E sim, essa piada ganhou o prêmio de pior piada desde o episódio do Zorra Total do sábado passado. Então preste atenção e feche essa aba do Facebook, vamos aprender a fazer um tabule:

Tabule Tabulento:

  • 1 cebola pra ficar com o bafo conquistador após a primeira garfada;
  • 1 folha de hortelã para tirar o bafo da cerveja;
  • Algumas colheres que trigo pra fazer quibe, o bastante que disfarce o gosto ruim dos ingredientes acima;
  • Limão à desgosto;
  • Uma cara bonita, para fingir que tudo está uma delicia (esse é o item mais difícil de conseguir).

Depois de tudo, se sobreviver ao teste, terá um lugar no céu árabe com 30 virgens de burca.

Ver TambémEditar