Abrir menu principal

Desciclopédia β

Taquara (Rio Grande do Sul)

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Taquara em um dia ensolarado.

Taquara tá na cara que é um animal da África ou de algum lugar tão pobre quanto aquele! Alguns afirmam que isso é uma cidade famosa bosta que ninguém conhece ou se lembra porque morreu de overdose de colesterol em algum Xis da região, enfim, uma cidade do Rio Grande e também de onde tiram a erva mate para fazer o chimarrão.

Muitas pessoas visitam Taquara para poderem comprar um pouco de suas mercadorias de extrema qualidade. Alguns até mesmo dizem fazer parte da cidade após terem fumado bebido um chimarrão.

OrigemEditar

Após muita ventania, finalmente um grupo de desconhecidos que estupravam mulheres sem motivo e acompanhavam uns aos outros pararam em uma hospedaria para...ENFIAR O DEDO NO SEU CU! Se hospedar.

Cquote1.png Olá! Aqui é uma hospedaria? Cquote2.png
Viajante sobre a hospedaria
Cquote1.png Não! Aqui é um açougue, não tá vendo? Cquote2.png
Atendente sendo sarcástica

Após alguns segundos de vácuo por causa da piadinha sem-graça, os hóspedes se instalam em quartos. Como os quartos tinham um serviço de quarto em que podiam pedir um bom chimarrão, os viajantes decidiram ficar mais alguns dias por causa do serviço grátis.

Após 3 meses no hotel, decidem morar perto da hospedaria solitária.

Depois que alguns boatos falam que havia uma erva milagrosa que faz qualquer um ficar feliz e piradão, começam a vir mais gente para a hospedaria que aos poucos vira uma prefeitura.

Atualmente a hospedaria não é mais usada como prefeitura. Já que abriram um hospício que cuida do gerenciamento da cidade. Também que a família que cuidava da hospedaria se matou após o número de "viciados" aumentar. Porém, o chimarrão foi a maior herança deixada pela família e ao mesmo tempo, a maior maldição: o chimarrão fazia todos que bebiam e os filhos desses que beberam falar um sotaque estranho... Muitas pessoas identificam ele através de várias expressões, algumas faladas e listadas abaixo:

  • Mah ôme!
  • Bah Tchê!
  • Passa o chimarrrrão!
  • "Porrrrrra Tchê! que GRENAL de merrrrrda!"
  • "O GRENAL tá uma porrrra!"

E é assim que Taquara condenou todo Rio Grande do Sul viver junto a pseudo-argentinos de sotaque demente nacionalizados como brasileiros.

AtualmenteEditar

Hoje em dia, essa cidade continua a mesma merda de sempre. Tendo como uma cultura milenar de arrogância e mendigagem...

O comércio dessa região é muito desenvolvido para se entender, ele se baseia em três aspectos muito importantes (claro, sempre com as tradições da cidade: arrogância, falta de suprimentos, demência... e... a fila só vai...):

o prefeito desse município merda tem uma proposta ótima envolvendo essa área: colocar uma São João em cada esquina. Até no meu e no teu cu tem essa merda. Alguns cidadãos de Taquara e até a C.I.A tentam descobrir o propósito, eles têm uma Especulação do que ele está e querendo fazer e começando: drogar a região e fazer um império que fede a naftalina.

Essa parte é peculiar, a comida tradicional da cidade vem de eras de hereditarismo, trazendo o antigo "Chyz", para a atualidade, fazendo uma espécie de Hamburguer do tamanho de um cu de puta, misturado com alface e um monte de merda. Outra área ainda não muito explorada pelo comércio e arregaçada, é a famosa panqueca. Não tenho muito o que dizer, fica essa merda mesmo.

A cidade é considerada "ponto turístico do Rio Grande" mas ninguém aguenta ou tem saco para visitá-la ninguém a conhece, então deixam como está. Você pode localiza-lá assim: existe uma Galáxia, sua Mãe (aquela bolota que anda sobre a Terra e que tem gravidade própria), Terra, Brasil, Hill Grunge do Soul Rio Grande do Sul, mato, muito mato, mato, mato, a mesma quantidade de mato que tem embaixo de seu nariz, mato, mato, muito mato, mais mato, floresta Amazônica, Acre, Rússia, Céu, Mundo inferior, Inferno e finalmente taquara

Esse belissimo ponto turistico é mundialmente famoso pelos frequentes assaltos, por ser sede do multicampeão time do Galartos, do gigante Parque dos Trabalhadores (inaugurado pra sediar a primeira parada gay, sem sucesso) e pelas emblemáticas figuras municipais, tais como: Chiquinho Scarpa, Priguite, Bozo, Carau, Ladaia e Titique, Calypso e Chimbinha.

=Ver tambémEditar