Abrir menu principal

Desciclopédia β

Tejina-senpai

Viva a violência!!!
Porrada e muito sangue
Tejina-senpai é algo relacionado a Seinen

Este artigo tem a ver com animes/mangás muito sanguinários, onde os personagens enfrentam um mundo cruel e preconceituoso, desmembram seus inimigos ou vivem fodendo umas gostosas!
Kyo Kusanagiamaldiçoou abençoou esse artigo.

Tejina-senpai (Tejina sem Pai)
手品先輩
Tejina senpai cover.jpg
Capa do volume do mangá, onde a senpai faz o truque de fazer o pau desaparecer
Gênero comédia/ecchi
Mangá
Autor Azu
Divulgação Kudança
Onde sai Playboy de Otaku
Primeira publicação 29 de fevereiro de 2016
N° de volumes 6
Anime
Dirigido por Fuma aki Usui
Estúdio Linda Films
Onde passa Tokyo XXX
Primeira exibição 2 de julho de 2019
N° de episódios 12 (de 12 minutos)
Filmes -
OVAs -

Tejina-senpai é um anime spin-off de Dagashi Kashi que conta a história de Hotaru Shidare depois que esta larga sua obsessão por doces para começar a ter obsessão por truques de mágica. É definido como um "anime de comédia", então o que você pode esperar são altíssimas doses de vergonha alheia, porque o humor japonês é baseado apenas nesse aspecto, e a protagonista enfrentar situações ridículas é a única coisa que vai recorrentemente acontecer, sempre com leves doses de ecchi aqui e acolá para manter os punheteiros assistindo o anime. Não dá para dizer que tem mágica, então estamos falando de algo 99% ecchi, 1% enredo e 0% de mágicas.

Enquanto animes como Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo! mesclam enredo com fanservice, aos poucos surgem animes como Shokugeki no Soma que se focam mais no fanservice do que no enredo, até que animes como Kill la Kill fazem do fanservice o enredo. Mas Tejina-senpai revolucionou tudo isso porque abandonou qualquer ideia de haver qualquer enredo e se focou exclusivamente em ter apenas fanservice, com ecchi e piadas sem graça do início ao fim.

EnredoEditar

 
Sem pai procurando um pau para satisfazer sua ansiedade.

O anime não possui um enredo, fato que fica bem explícito quando percebemos que os 12 episódios não passam dos 12 minutos de duração (incluindo os mais de 2 minutos é de música) porque não tem muito o que contar além da rotina de uma menina com gravíssimos problemas psicológicos. O enredo é algo desnecessário, a intenção é apenas fazer piadas de cunho sexual envolvendo os peitos da protagonista e outras piadas que abusam da vergonha alheia da protagonista ser uma completa inocente.

O anime é basicamente sobre uma garota sem amigos e sem vida social cujo autismo em estado avançado já deteriorou seu cérebro para um estado irreversível de retardo mental que a impossibilitou permanentemente de conviver em sociedade. Graças à sua irmã, que é uma professora, a menina sem nome (identidade preservada) foi aceita numa escola, onde recebe tratamento especial graças à sua condição mental, sendo ela deixada sozinha fazendo o que quiser sem que ninguém a incomode, no caso, ela abriu um clube de mágica, porque ela sonha um dia ser como o David Copperfield, mas faz só merda.

Eventualmente, a menina sem nome (e sem pai, por isso só é chamada assim) conhece um garoto que passa a chamar de "assistente" (a quem torna-se completamente dependente). A enorme dificuldade de socializar da menina não a permite ver o menino como um ser humano, enquanto o rapaz, por sua vez, decide ficar para poder abusar da ingenuidade da nova colega, assim sempre pode vê-la se amarrar em poses eróticas, ficar de quatro, enfiar coisas embaixo da saia, molhar a roupa e vestir roupas de vagabunda enquanto tenta (e falha) fazer seus truques de mágica.

PersonagensEditar

 
Mais um truque de mágica bem sucedido. O de conseguir fazer uma bengala crescer.
Senpai
Claramente é a Hotaru Shidare de Dagashi Kashi, não revela seu nome porque quer manter a identidade secreta, é uma menina sem pai (por isso todos a chamam apenas assim), a ausência de uma figura paterna esta que a influenciou negativamente, transformando-a numa garota complexada e altamente carente que busca distrair-se de sua solidão fazendo mágicas o dia inteiro. É uma obcecada que tenta fazer mágica com tudo e por isso optou por um estilo de vida conhecido como "assexualidade", porque ela guarda tanta porcaria dentro da calcinha que se ela se excitar vai melar tudo o que ela guarda ali. Os remédios controlados para evitar menstruação também explicam o seu estado mental perturbado. Apesar de ser fanática em mágica ela erra todos os truques porque sofre de glossofobia, um distúrbio psicológico que causa vômitos sempre que alguém vai falar em público. Apesar dela ser uma desastrada, ainda é uma menina num anime, então é uma gostosa altamente ingênua que embora seja facilmente abusável vai conseguir terminar o anime ainda virgem.
Assistente
Um pobre coitado que em situação normal seria o mais derrotado da escola, mas conheceu a sem pai e agora se sente um pouco mais normal. Por falta de amigos, precisou se contentar em conviver com a menina maluca e assisti-la diariamente errar todas mágicas possíveis. Não chega a ser um personagem masculino retardado como em 90% dos animes ecchi por aí, porque ele pelo menos já encostou nos peitos da sem pai por vontade própria (tá certo que foi só um dedinho indicador), mas também quando conseguiu hipnotizá-la só pediu coisas ótimas, então apesar da sua cara de bestão, pode-se dizer que tem sua masculinidade aprovada.
Irmã
A explicação do porque a escola aceitou a sem pai como aluna, alguém com explícito problema mental. A sem pai é a irmã mais nova de uma das professoras do colégio. A irmã sabe muito bem do grave problema psicológico da sem pai, por isso a trata como uma criança, inclusive contratando dois estudantes (Saki e Masashi) para serem amigos da irmã mais nova.
Madara
Cientista mirim que gosta de ciência e odeia mágica, ironicamente é a única que sabe fazer mágica em todo anime. Como é a única pessoa inteligente de toda série, é portanto também a única que percebe todas as insinuações sexuais que constantemente ocorrem, por isso se mantém o mais afastada possível do clube da mágica.
Saki
Vadia absolutamente pervertida cujo grande fetiche é transar com garotos obesos e suados, de preferência em relações incestuosas. Para nutrir esse seu fetiche doentio ela invade o quarto do irmão obeso todos os dias para cheirar suas cuecas usadas, bem como esfregar no corpo lenços de papel com sêmen velho das masturbações do irmão. Ela é especialista em fazer esculturas de balão e apesar de ser peituda os seus seios pesam menos que os da sem pai.
Masashi
Irmão da Saki, um garoto obeso e tetudo que não tem problemas com sua aparência porque ele sabe que tem uma irmã pervertida que pode comer a hora que quiser, o que ele não faz porque ele tem alguma decência e sabe que incesto é abominável.