Abrir menu principal

Desciclopédia β

Teoria Psicanalítica da Debilidade Quântica

(Redirecionado de Teoria psicanalítica da debilidade quântica)
Cometinha.jpg Este é mais um artigo com pretensão pseudo-científica, portanto, seu autor é um desocupado mentiroso que não diz coisa com coisa.
Cruelquantum.gif Este artigo possui referências à Mecânica Quântica

Por isso, ele está absolutamente correto e completamente errado ao mesmo tempo.

O "cabeça" e introdutor absoluto da teoria.
Os maiores cérebros do mundo estão ai.

A Teoria Psicanalítica da Debilidade Quântica é uma metodologia adverbial anarco-catalítica estável sociologicamente por erosão radicalar quadrática de esfera homozigótica articulada perante matéria escura manipulável democraticamente por análise exponencial da virtù oprimida com base em interjeições hidrogenadas na obscuridade dúctil do ponto de acumulação socialista aplicado na ressonância do eu lírico do ego polarizado pelo senso comum degenerado por mitose classicista.

HistóriaEditar

Tudo começou quando eu nasci em 1995, quando cientistas encontraram o suposto Death Note transexuado de Albert Einstein numa poça deliciosa de suco de laranja em Sandopolis. O caderninho se intitulava A Teoria do Tudo e continha planos de Einstein de chocar partículas sub-atômicas umas contra as outras, gerando energia pra caralho, preconceitos sobre batata-doce, ideias para partituras com harpa durante o ato de cagar e, por fim, uma luta de classes. Por muitos anos, milhares cientistas percorreram o planeta pedindo esmola. Com a bizarra exceção de Miammar, apenas países europeus cederam a esmola. Alguns inclusive ofereceram carona (Itália), comida (Finlândia) e mulheres (Estônia). Após obterem a grana necessária pro projeto, eles ficaram na deles, ou seja, não saíram do abrigo até um dos tios descolados da IUPAC chamar o pessoal para um churrasco rotineiro em algum castelo na Romênia.

FórmulaEditar