Abrir menu principal

Desciclopédia β

The King of Fighters '98

Virtualgame.jpg The King of Fighters '98 é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Um Creeper explode mais uma casa de um Noob


Têquinqui 98
The King of Fighters 98 cover.png

Capa da versão lançada para PlayStation 2

Informações
Desenvolvedor SNK
Publicador SNK
Ano 1998 (sério!?)
Gênero porradaria
Plataformas Arcades
Avaliação 10/10 para viciados/
4/10 para noobs
Idade para jogar 15 anos (nudez)

Cquote1.png Ledy... Go! Cquote2.png
Narradora de Têquincgui 98

The King of Fighters' 98, chamado no ocidente de The King of Fighters '98: The Slut Fest e no oriente de The King of Fighters '98: Faggots Never Ends, lançado tardiamente para Dreamcast como The King of Fighters: Dream Math 1999 e para PlayStatin 2 como The King of Fighters '98: This Is the Last é um jogo da SNK que tem mais variedade de títulos do que enredo, sendo um grande símbolo dos fliperamas dos anos 1990, época em que o importante era ter bastante personagens e títulos diferentes do que exatamente história.

Índice

DesenvolvimentoEditar

Os desenvolvedores da SNK, após 4 anos criando uma história que até uma criança de 13 anos faz melhor numa fanfic qualquer, incrivelmente já estavam sem ideia para algum enredo novo e nenhuma criatividade para criação de algum personagens novo, então ficou decidido que The King of Fighters '98 não teria história nenhuma, não inseriria nenhum personagem e não traria nenhuma melhoria (só correções de bugs). O resultado de tanta preguiça foi um dos melhores jogos da série porque agora todos os personagens "fodásticos" estavam ali para brigarem sem motivo algum, pois não tinha troféu, nem prêmio em dinheiro, nem nada e ainda estaria ali gente ressuscitada dos mortos como Rugal, Vice e Mature. Só não trouxeram por preguiça mesmo o Eiji, a Kasumi, o Geese, o Krauser e o Mr. Big.

JogabilidadeEditar

Neste jogo a SNK trouxe a correção dos bugs de The King of Fighters '94, a correção dos bugs de The King of Fighters '95, a correção dos bugs de The King of Fighters '96 e a correção dos bugs de The King of Fighters '97, resultando num jogo com bugs completamente novos de modo que agora os combos infinitos devem ser separadamente explorados com cada um dos personagens.

EnredoEditar

It all began in ninety-four / O Brasil ganhou a Copa de 1994
Kept on rollin' in ninety-five / A merda continuou em 1995
The pieces fell in place in ninety-six / Os hentais surgiram em 1996
And it came to the end in ninety-seven / E em 1997 finalmente tudo acabou
The book is on the table / Mas agora ele chega, e aqui vamos nós!
King of Fighters is here again! / Kyo e seus miguxos estão aqui de novo!
Nothing's gonna stop because it's nineteen ninety-eight! / Agora chega de historinhas porque é 1998

Essa abertura é o máximo de enredo que será encontrado nesse jogo e já explica ao jogador que não haverá história, que é um jogo de luta pelo mero fato de ser um jogo de luta, e nada mais.

O último chefe é o Rugal Bernstein sem camisa, e ele continua rasgando especiais e te prensando na parede para, claro, continuar torrando suas fichas.

PersonagensEditar

Como não há enredo para essa versão, os times não se dividem em países como na primeira versão e os nomes das equipes são mais abertas.

  • Time dos Chatões
  • Time dos Cornos
  • Time dos Pirralhos
  • Time do BOPE
    • Leona - Fica revelado nessa jogo que ela possui um certo crush pelo Chang, afinal sempre tem aqueles hentais das meninas sendo curradas por gordões, é um fetiche japonês isso.
    • Ralf e Clark - Ainda continuam na dupla sertaneja, atualmente escravocetas da Leona.
  • Time das Piranhas
    • Mai Shiranui - A puta paga de sempre.
    • King - Ainda continua trabalhando de garçom. Finalmente cortou o pinto e aumentou os peitos, deixando de ser homem após 4 anos.
    • Chizuru Kagura - Continua fazendo suas macumbas.
  • Time da Coreia
    • Kim Kaphwan - Nunca mais teve os testículos de volta desde 1996.
    • Choi Bounge - O gordão que luta com aquela bola de boliche.
    • Chang - O cosplay de Freedy Krueger.
  • Time do Iori e suas biscates
  • Time dos Retardados
    • Ryuji Yamazaki - Ainda continua sonhando um dia ser um chefão tipo Geese ou Rugal.
    • Blue Mary - Continua sendo a apelona das pegadas.
    • Billy Kane - Ainda não largou até hoje aquele cano vermelho.
  • Time Orochi
    • Chris - Continua sendo só um garoto genérico.
    • Shermie - Não fechou aquele decote até hoje.
    • Yashiro Nanakase - Continua sendo o apelão dos counters.
  • Time dos velhos
  • Time dos Ridículos
    • Heavy D! - Só uma cópia do Balrog.
    • Lucky Glauber - Enquanto caras legais como Eiji, Geese e Krauser ficaram de fora, trouxeram essa bosta de jogador de basquete.
    • Brian Battler - Continua um merda.
  • Personagens sem time
    • Shingo Yabuki - Cópia do Kyo.
    • Rugal normalzinho - Versão tosca e fraca do Rugal, trollagem da SNK disponibilizar as pessoas pegarem essa versão do Rugal só para apanharem igual burro na roça. Lento, golpes não pegam, tira pouco dano e não prensa ninguém na parede.
  • Chefe
    • Rugal sem camisa - Versão verdadeira do Rugal que o jogador não pode acessar e que está ali para trucidar com as fichas dos pivetes do fliperama sendo o último chefão no Arcade. Vem com os seus velhos golpes apelões de tela inteira e de prensar o jogador na parede.

RecepçãoEditar

The King of Fighters '98 é um dos jogos mais amados pelos fanboys de KOF por ser um jogo com menos história e mais jogo. Qualquer pivete de fliperama conhece o ditado "se quer história vá ler um livro, não jogar um jogo de luta" e a SNK ter ouvido o seus fãs, o seu próprio público, é o que torna o carinho em torno de KOF 98 algo tão notório.