Abrir menu principal

Desciclopédia β

The King of Fighters XII

Virtualgame.jpg The King of Fighters XII é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um noob zera mais um jogo usando cheat.


Têquinqui Décimo Segundo
The King of Fighters XII cover.png

Capa do jogo, trazendo Ash Crimson comandando a era dos viadinhos na série

Informações
Desenvolvedor SNK
Publicador SNK
Ano 2009
Gênero Lutaria
Plataformas PlayStation 3
Avaliação A mesma nota de sempre
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Aff, cadê a Mai? Que lixo! Cquote2.png
Nerd punheteiro sobre mais uma ausência da Mai Shiranui no game

The King of Fighters XII, nome oficial do The King of Fighters 2009 ou The King of Fighters XIII: Versão Beta (Demo) é mais um jogo sem sentido da série The King of Fighters, lançado às pressas pela SNK em 2009 como um grande caça-níqueis para ganhar dinheiro em cima dos fãs mais abestados, é um jogo que nem precisava ter existido, porque é um The King of Fighters XI piorado em todos os sentidos, não havendo sentido em se adquirir essa versão. Apesar de ser lançado para o PlayStation 3, os gráficos, sons e jogabilidades continuam idênticos ao The King of Fighters '94 do Atari.

Índice

DesenvolvimentoEditar

Após 10 anos lançando KOFs anualmente como se fosse FIFA, a SNK acabou rapidamente e inevitavelmente plagiando todos os outros jogos de luta possíveis, não sobrando muito o que fazer de novo que justificasse um novo lançado. Mas já haviam se passado 4 anos do último The King of Fighters XI e nada ainda, então a ideia genial da empresa foi pegar o KOF XI, piorá-lo propositadamente (ou seja, removendo metade dos personagens, deixando só uns personagens sem graça, deixando a jogabilidade cagada, cobrando altos preços, entregando pouquíssimas músicas, quase nenhum cenário, personagens mal dublados, etc) para então melhorar um jogo horroroso para então lançar um The King of Fighters XIII que fosse sua versão melhorada que na verdade seria idêntico ao The King of Fighters XI. Assim surgia o jogo mais odiado da série, o KOF XII.

A placa Atomiswave foi aposentada e substituída pela Taito Type X2, obrigando os desenvolvedores a redesenharem todos os personagens. Obviamente daria uma fadiga da porra redesenhar 50 personagens, então fizeram 20 personagens e se deram por satisfeito.

JogabilidadeEditar

 
Com todo o visual completamente reformulado, agora o Iori se parece mais com Pablo Vittar.

Este jogo decidiu voltar às origens, deixando tudo simplificado, mas ninguém lembra que as origens da série eram com jogos tão truncados, lentos, mal feitos e tediosos. Os noobs que ao longo da série só apanhavam agora foram convidados a fazerem combos lindíssimos apertando dois ou no máximo três botões, trazendo os primeiros combos automáticos para a série, irritando os nerds viciados. O jogo em si é só um eterno looping de time attack sem boss. Enfim, uma bosta.

A jogabilidade baseada no Tactical Shit System foi removida, e foi adotado o aclamado Critical Counter System, mas ninguém viu diferença nenhuma, continua a mesma bosta.

EnredoEditar

Usando a mesma lógica vista em The King of Fighters' 98 e The King of Fighters' 2002, este jogo não tem qualquer história, só aquela mesma porrada de sempre. Após Ash ter roubado toda maquiagem da Chizuru em 2003, depois de ter comido o Ioro em 2005, todo mundo estava esperando pela conclusão da porra dessa história, mas a SNK simplesmente ignorou tudo e lançou um jogo sem história.

Como não tem história, não tem equipes também, os personagens estão meramente divididas de acordo com os seus respectivos triângulos amorosos, como por exemplo Terry que gosta da Blue Mary que gosta só do cachorro. Andy que foge da Mai Shiranui que dá para todos os outros. Ninguém que gosta do Joe Higashi que gosta do Tizoc; Sie Kensou que escravoceta gado da Athena Asamiya que só gosta do Chin, e assim por diante.

PersonagensEditar

  • Ash Crimson - Emo que embora seja o protagonista ninguém escolhe nos contras, porque é mediano e porque causa muito constrangimento.
  • Duo Lon - Fã de Linkin Park que foi expulso do clube dos emos por Ash, e agora rebola através do mundo querendo vingança.
  • Shen Woo - Steve Fox disfarçado.
  • Kyo Kusanagi - A combinação do Lion Fitzgerald Kennedy (Leon Scott Kennedy) e o Ryu (Ken). Constantemente clonado, existem ainda o Kyo-1, Kyo-2, Kyo-Gay, Black Kyo, Female Kyo, Kusanagi e K'.
  • Benimaru Nikaido - Viadinho clássico da série, luta usando movimentos de lambada.
  • Goro Daimon - Um gordo que acha que é o E. Honda.
  • Iori Yagami - Insano com o capeta no corpo, com uma grave implicância com os modelitos do Kyo.
  • Athena Asamiya - Usando sua vigésima segunda tipo de roupa diferente na série The King of Fighters, e aparentemente ainda mais nova e mais loli, mesmo que os anos se passem! Uma nota de satisfação pela gostosura colocada nela, diferente das outras versões nesta especificamente ela passou a usar os mesmos anabolizantes da Chun-Li, ficando com umas coxonas de cavala.
  • Sie Kensou - Pivete que tem o sonho de comer a Athena, já está há 20 anos sendo gado dessa garota.
  • Chin Gentsai - Bêbado e mendigo que comeu a Mai Shiranui e não pagou!
  • Terry Bogard - O cara que recuperou o seu boné de entregador de pizza e que usa os ataques que desafiam as leis da lógica da física.
  • Andy Bogard - O lutador mais corno de todos os tempos (namorado da Mai Shiranui) simplesmente regressa mesmo estando fora da saga do Ash.
  • Joe Higashi - O cara que ataca com os suvacos.
  • Kim Kaphwan - O único coreano que honra o tae-kwon-do no jogo, mantém a sua cruzada eterna contra o mal.
  • Raiden - Mané Gordão da WWE do Primeiro Fatal Fury da SNK que ressurgiu misteriosamente. Deixaram a Mai SHiranui de fora mas trouxeram esse obeso. Deve ser coisa do público norte-americano ter enfiado esse personagem ali.
  • Ryo Sakazaki - Ninguém sabe porque ele ainda está ali, se a SNK removeu os personagens ruins desse jogo.
  • Robert Garcia - Clone do Steven Seagal e do Andy Garcia...
  • Ralf e Clark - Os dois irmãos foram reformulados, entraram na academia do Kléber Bambam e viraram dois bombados.
  • Leona Heidern - Ex-Instrutora do Bope e do grande Cap. Nascimento aos 18 anos.
  • Elisabeth Branctorche (Franziska von Karma) - Uma dominatrix sádica com claras tendências bissexuais que tenta trazer o Ash para o Lado Azul da Força.