Abrir menu principal

Desciclopédia β

The Last Remnant

Virtualgame.jpg The Last Remnant é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um Minotauro mata um hoplita.

The Last Remnant é um rascunho de Final Fantasy desenvolvido por alguns estagiários da Square-Enix que para não ficarem muito desocupados foram designados a criar um JRPG genérico qualquer, o qual obviamente teve vendas satisfatórias no Japão, pois trazia em seu enredo vários elementos de fetiches hentai bizarros japoneses (como sexo com animais), mas fora do Japão foi um completo fiasco de vendas, por isso ninguém conhece e por isso nunca teve qualquer continuação. Jogá-lo é uma constante sensação de estar jogando algum tipo de spin-off barato de Final Fantasy.

O Último Remador
The Last Remnant.jpg

Só mais um RPG japonês

Informações
Desenvolvedor Square Enix
Publicador Square Enix
Ano 2008
Gênero Simulador de caos na tela
Plataformas Xbox 360
Avaliação 85%
Idade para jogar Livre

JogabilidadeEditar

O jogo consiste em você andar e conversar usando um personagem extremamente genérico e sem o menor carisma. Você perambula por aí, avançando numa história bem bizarra, e se tocar num bicho, será levado para uma tela de batalha onde sua paciência será testada em batalhas que levam literalmente horas.

 
Para os fãs de RPG japonês, The Last Remnant não decepciona, entupindo a tela com zilhões de informações das quais você realmente precisa de só uma outra.

As batalhas oferecem um falso dinamismo, pois na prática é só mais um bate-espera por turnos onde você move seus capangas, a máquina burramente move os capangas dela, a treta começa, e quem tiver level maior vence a porradaria, o que significa que você irá morrer muito. Mas o que realmente mata os jogadores (a paciência deles) é o fato de não haver a possibilidade de fugir desses combates, que são todos obrigatoriamente sempre lutados até o fim

Este sistema de batalha foi considerado pelos especialistas (nerds obesos) como sendo muito confuso beirando o impossível, injusto e frustrante, sendo portanto um RPG dedicado ao público mais nerd e desocupado que pode passar horas da vida desperdiçando nisso, morrendo e tentando de novo, com batalhas contra chefes que podem chegar a 30 minutos de duração, e depois ninguém sabe explicar o motivo do fiasco de vendas desse jogo.

Há ainda uma bizarra opção de capturar monstros, mas diferente de Pokémon onde você coloca monstros para brigar em rinhas, em The Last Remnant a crueldade é ainda maior pois a tara dos japoneses parece não ter limites, sendo então permitido ao jogador vender estes monstros no mercado de escravos ou mesmo esquartejá-los para vender suaspartes e órgãos no mercado negro.

HistóriaEditar

Estamos falando de um jogo produzido por estagiários da Square-Enix frustrados em não participar de um Final Fantasy, então a história de The Last Remnant é uma das coisas mais surtadas e repleta de japonesices que já se viu. O jogo ocorre num mundo fictício onde humanos convivem com criaturas bizarras destinadas a serem usadas em hentais bizarros, que são os Sovanis (nekomimi), os Qsitis (calangos Battletoads que não tomaram anabolizante) e os Yama (homens-peixe que devem feder que uma beleza).

O jogo contra a história do protagonista Rush Sykes, um pirralho genérico típico protagonista de coisas japonesas, que tem a sua irmã Irina com quem realiza ainda mais fetiches japoneses bizarros, dessa vez envolvendo incesto. Então um dia, um grupo de monstros sequestra essa irmã, o que nos leva a uma nova modalidade de fetiches japoneses, dessa vez bestialidade, zoofilia e estupro de garotinhas menores de idade, e Rush deve impedir que tal tragédia ocorra, e parte numa aventura para resgatar a irmã.

Durante sua saga, Rush descobre que tem o consigo uma piroca de plástico sagrada (chamada no jogo de Remnant) que concedem a seus usuários vários prestígios e renome político e até religioso, até hoje a história ainda não contou direito o porque. E assim, ao invés de usar esse grande poder a seu favor, Rush continua agindo feito um adolescente retardado e idealista, enquanto se fode para tentar zerar esta merda.

PersonagensEditar

O jogo possui mais de 100 personagens recrutáveis, nem pensar que vou escrever de todos. Abaixo pelo menos os principais que aparecem na contra-capa.

  • Tidus Rush Sykes - Protagonista do jogo, moleque genérico chato pra cacete que está sempre bom humor, sendo aquele tipo de retardado altruísta e de bom coração que acaba apenas fazedo merda.
  • Emma Honeywell - Apesar da cara de 25 anos, dizem que tem 41 anos, para assim servir para os fetiches de milf dos japoneses. Aliás, o jogo tem uma tara de invasão de privacidade que você sabe a idade de todos personagens.
  • Qsiti Pagus - Só o calango do time, que está ali pela cota de personagens bizarros que sempre tem em jogos de Final Fantasy (embora este jogo não seja nem spin-off de Final Fantasy).
  • Conqueror - O grande treteiro do jogo e antagonista, está constantemente chupando limão azedo, por isso está com a frequente cara amarrada. Tem como objetivo estuprar a irmã de Rush, então é obrigação do jogador deter este pedófilo maldito.