Abrir menu principal

Desciclopédia β

The Naked And Famous

Este artigo é ridiculamente pequeno e imaturo.
Ajude esta porcaria a amadurecer!!
Indiemo.jpg Let's see any iranian film?

Este é um artigo INDIE!

Qualquer alusão à The Strokes não é mera coincidência.

Undersk.jpg
Haka.jpg KA MATE! KA MATE! KA ORA! KA ORA!!

Este artigo é neozelandês! Ele joga rugby, pula de bungee jumping, cuida de ovelhas e odeia que o confundam com a Austrália!

Se vandalizar, mandaremos os All Blacks atrás de você!


The Naked And Famous
AT.gosj4.jpg
nunca vi pelados tão vestidos...
Origem Casa do Caralho
País Nova Zelândia
Período 2008 - atualmente
Gênero(s) indie, eletrônica, música ruim
Gravadora(s) Gravadora Cometa
Integrante(s) Alisa Xa... Xa o quê?; Thom Poderes; Dave Beedle, o Bardo; Aaron Curto, Jesse Tronco
Ex-integrante(s) Deus sabe
Site oficial {{{site}}}


The Naked And Famous é uma banda da Oceania, daquele país perto da Austrália, formada há anos atrás por um casal de músicos que nunca se pegou — segundo eles.

Índice

HistóriaEditar

Alisa e Thom estudaram na mesma faculdade durante algum tempo, até que decidiram fugir do campus e começar a fazer música ruim, viajando pela América e lançando dois EPs - e nem me pergunte quais são os nomes. Já nessa época, os dois já se reuniam sob o nome de "os pelados e famosos", apesar de nunca terem sido vistos pelados — ou terem sido famosos. Aí Aaron Curto se interessou pelo trabalho dos dois desocupados e, mesmo fazendo faculdade de engenharia, decidiu investir na música do casal, pois se não levasse prejuízo ao menos ganhava uns 5 dólares neozelandeses.

Em 2009, os três lançaram um single chamado "Young Blood", que no Brasil é meramente chamado de "Jovem Fla" e que estreou em 1º lugar nas paradas da Nova Zelândia, ganhou alguns prêmios, entrou num trailer dum episódio da série Skins e gerou o que lá chamam de "fenômeno musical" e que no resto do mundo chamamos de "nem sei quem são". Após a importância da música, lançaram um disco chamado "Passivo eu, dando pra tu" e ganharam mais um bocado de grana — prova de que Aaron estava certo em investir nos pobres fracassados da naquela época dupla de três.

A atual formação da banda deve-se ao fato de que 2 pessoas e um engenheiro de som não fazem apresentações ao vivo nem aqui nem na Groenlândia, então acabou que a banda de apoio se tornou banda de verdade, fazendo uma grande e feliz suruba família.

DiscografiaEditar

(2010):

Passivo eu, dando pra tuEditar

  • Tudo isso
  • Sonhando
  • Ferrado
  • O tuts-tuts
  • Sol
  • Zóio
  • Jovem Fla
  • Não dá
  • Espanca
  • Chique de amante
  • Scott McCall
  • Os fins
  • Piranhas como você

(2013)

Em ondas de rolaEditar

  • A ficação
  • Tetas como as suas
  • Waltz
  • Ondas de rola
  • A merda
  • Cresci velho
  • Mina dourada
  • João do pé de feijão
  • O que queremos
  • Vamos levando
  • Indo bonitinho
  • Resenha dos crias