Abrir menu principal

Desciclopédia β

The Piper at the Gates of Dawn

Lego-beatles-abbey-road.jpg Este artigo se trata de um álbum

E com certeza tem uma cópia pirata no camelô da esquina.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Cquote1.png Vamos fumar e cantar! Cquote2.png
Syd Barret sobre The Piper at the Gates of Dawn

Esse seria o primeiro álbum da capa, desenhado por Cidão Barreto. Mas a gravadora EMI não era tão idiota de autorizar algo tão infantil.

The Piper at the Gates of Dawn ou O puteiro fica aberto até o amanhecer foi o primeiro e mais cafona álbum lançado pela banda Freud Rosa, com Cidão Barreto no comando. O disco foi lançado na época em que Cidão ainda vivia na terra, e não na lua. As músicas saíram com poucas inspirações, como eles não tinha muito o que falar e queriam ser diferentes de Elvis e Beatles, então resolveram compor suas letras sobre assuntos variados do dia a dia, como bicicletas, as mães dos integrantes, as amantes deles, gnomos, maconha, cheiramento de gatinhos, entre outras coisas.

O álbum no começo foi algo muito sem noção e atraiu uma legião de drogados aos shows, que achavam bonito as músicas estranhas que falavam sobre assuntos que nunca ninguém imaginou que poderia virar música.

Algumas letras pareciam até marchinha de carnaval. Felizmente Infelizmente, mesmo lembrando marchinhas de carnaval, as músicas não fizeram sucesso no Brasil e Silvio Santos continuou sem concorrentes músicais para suas maravilhosas marchinhas.

Além do Pink Floyd, no estúdio ao lado os Beatles e o Frank Zappa também estavam gravando seus trabalhos, o que contribuiu para um maior fornecimento de LSD e gatinhos no estúdio.

IntegrantesEditar

  • Cidão Barreto, O Maconheiro - Responsável pelas músicas estranhas do álbum, segundo os integrantes, ele compôs todas as músicas drogado.
  • Rogério Águas - Ficou só observando até onde ia a loucura do Cidão, porque mais tarde iria meter o pé na bunda do mesmo. Ah, sim! Ele também fumava durante as criações das músicas
  • Nico Manso - Outro drogado, não escrevia música nenhuma, enquanto seus parceiros de banda faziam isso ele ficava assistindo Fórmula 1. Sim, ele também fumava!
  • Ricardo Scerto - Tentou se intrometer nas criações das músicas, mas estava muito alucinado e drogado pra isso.
 
Não sei nem o que dizer sobre essa cena! Os integrantes da banda comemorando o lançamento do primeiro álbum. Pode ter certeza: Com essa dancinha aí eles estão drogados!
 
A capa do álbum feita por um desciclopediano altamente treinando do Paint

As desgraças que você poderá encontrar nesse disco As MúsicasEditar

  • Astronãomia

Criada por Cidão após uma sessão de erva-mate do capiroto. Narra a primeira aula de ciências de sua vida, na qual ele aprendeu sobre os planetas do Sistema Solar.

  • Capeta Sam

Homenagem a um gato siamês chamado Lúcio, o que ele mais gostava de cheirar (na musica ele está tão fumado que começa a socar, arrebentar as cordas e estuprar a coitada da guitarra).

  • Minha mãe se chama Matilde

É??? Foda-se...

  • Flamengo

Música composta por Syd apos sua viagem ao Rio de Janeiro. Syd veio comprar coca do traficante Zé Pequeno, pois era mais barato que numa "Casa de Chá" Inglesa (Se é que você me entende). Syd estava sem dinheiro, mas pagou fazendo uma música em homenagem ao time de Dad... er... Zé Pequeno, pra não levar um apagão.

  • Pau R. Toca H.

Um desses códigos muito doidos, usado pra representar o Onanismo. Começa com o "boom-chic-boom" do Máskara e depois entra um pessoal doidão gritando "Uou! Tô é Doido!". Eu, sinceramente, não sinto muito tesão ouvindo ela, apesar do nome... Além disso, essa música foi feita pelos quatro integrantes, todos eles drogados (Novidade?).

  • Você já pegou no meu estetoscópio?

Criada por Cidão e Rogério após os dois brincarem de médico.

  • Internet Discada

Música feita de 4, em homenagem à internet. Essa música só presta a introdução, o resto é tudo nóia dos integrantes (Principalmente a estranha parte final, que além de te deixar surdo, faz você ficar maluco procurando o lado certo da música).

  • O Gnomo

Cidão mais drogado ainda, achando que viu um gnomo mas era só o Nico Manso.

  • O Capítulo 24

Música preferida da Comunidade GLS.

  • Espantalho

Cidão ao se olhar no espelho (alguns dizem que a musica fala sobre o que o Cidão achava do seu amiguinho Rogério)

  • Bicicleta

Cidão lembrando que não sabe dirigir. Música infantil que pode se ouvir alguém batendo latinha durante a música, e o final é só barulhos, barulhos, relógios, bicicletas e um macaco rindo da tua cara. A letra fala sobre um cara que tava tentando passar conversa numa mina dando um bicicleta (emprestada), uma capa, uma bolacha e um rato (Sim, um rato!).

Música dedicada a sua amiga invisível que aparece apenas durante suas sessões de cheiramento de gatinhos.

Curiosidade nada curiosaEditar

Em 2007 o álbum foi relançado novamente. As vendas dos CD's foram um sucesso de fracasso, o que continuou deixando a família de Cidão Barreto pobre. O álbum foi comprado pela grande maioria por velhinhos tarados que adoravam em suas juventudes fumar uns cigarrinhos nas ruas de Londres e também para os fãs alucinados por Pink Floyd que detestaram as músicas do primeiro álbum, mas fazem questão de comprarem o CD só para deixar Rogário Águas ainda mais rico.