Abrir menu principal

Desciclopédia β

Tiago Maior

Matisyahu20.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia palestinos, foi escolhido por Javé e não come lagosta porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Bento 16 saudando.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Jeová Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

Tiago Maior foi um dos 12 mendigos que seguiram Jesus Cristo para todo canto da Terra Santa. Ficou famoso por ser o inventor da Inquisição Espanhola.

Índice

NomeEditar

 
Santiago descansando depois de tanto caminhar a esmo no interior da Europa.

O nome certo do cara era Iacobus, mas devido a transliterações porcas (o que custava deixar o cara ser chamado de "Iacobus"?) ele é o apóstolo que detém o record no Guiness de maior número de nomes diferentes.

Como o cara viajou a Europa inteira, sempre que ele falava o nome dele "Iacobus", todo mundo tinha uma puta dificuldade de pronunciar aquilo, e aos poucos Tiago foi sendo chamado de James, Jaime, Jacó, Jacques, Jácome, Raimundo, Juriscleide e vários outros nomes. Na Espanha e em Portugal o nome que pegou foi "Iago", pois era fácil de ser lembrado, era só lembrar daquele papagaio vermelho do Jafar, e com o passar dos tempos, sabe como são os povos espanhóis e portugueses, sempre fazendo coisas porcas, o nome passou a ser "Santo Iago", aí foi emendando virou "Santiago", e por último para escrever com menos letras, atitude típica das preguiçosas transliterações portuguesas: "Tiago".

Apóstolo de JesusEditar

Tiago nasceu em Betsaida, Galiléia, era filho de Zebedeu e Salomé, e irmão do apóstolo João Evangelista onde na falta de oportunidade do governo para uma vida melhor tinha que trabalhar como pescador no Mar da Galileia ao lado dos sócios André e Pedro. Tiago ficaria maravilhado com as ideias comunistas e fascistas de Jesus e viria a se tornar um de seus principais militantes (Mateus 4:21-22; Lucas 5:10).

Tiago, Pedro e João seriam os primeiros, que desempregados, decidiram seguir Jesus na vida de andarilhos mendigos, como seus discípulos (Mateus 17:1-37; Lucas 8:51).

Por terem sido os primeiros malucos e os principais assistentes de palco nos truques de mágica que Jesus fazia pela Terra Santa, Tiago foi um dos três que tiveram a honra de testemunhar um dos maiores truques de mágica do Mestre ao participarem da Transfiguração de Cristo no Monte das Oliveiras, onde utilizando avançadas técnicas de iluminação para a época, Jesus mudou de cor. Truque repetido anos depois por Michael Jackson, e até hoje nem o Mister M conseguiu desvendar.

Tiago Maior era o apóstolo mais esquentadinho da turma. Toda vez que algo era negado a Jesus ele falava: "Porra Senhor, invoque uma chuva de fogo para acabar com estes malditos!" ou "Transforme-os em sapos!" ao que Jesus sempre respondia: "Caro Tiago, acha-me com cara de Fada Madrinha?" (Marcos 3:17),

Na EspanhaEditar

 
Santiago Mata-Mouros espalhando o terror e destruição entre os indefesos povos muçulmanos do sul da Espanha.

Jesus morreu, mas o trabalho tinha que continuar. Na hora de sortear para onde cada apóstolo deveria ir Tiago recebeu a missão mais cabeluda, evangelizar os povos da Península Ibérica, povos reconhecidamente incultos e ignorantes que estavam sendo ocupados por ninjas negões (mouros) que acreditavam que Jesus foi só mais um profeta qualquer.

Tiago caminhou até não poder mais, e no extremo da Espanha fundou a cidade de Santiago de Compostela, ele só não foi até a América porque anão dominava as avançadas técnicas jedi de caminhar sobre as águas para andar até o Brasil, e também pensou: "Para quê os astecas precisam de evangelização?".

Lá na Espanha ele recebeu uma ligação de Virgem Maria, que queria saber como estavam as coisas, pelo seu moderno celular que abriu um holograma da mãe de Jesus sobre um pilar, aparição quer ficou reconhecida como Nossa Senhora do Pilar.

Tiago começou a pregar seus ideais fascistas e comunistas, quando ficou conhecido como "Mata-Mouros" por sua imensa intolerância aos muçulmanos, até fundou a Ordem Militar de Santiago especializada em combater muçulmanos, era equipada com os melhores desarmadores de bombas e homens que sabiam os horários das orações muçulmanas que eram a melhor hora para atacar.

MorteEditar

Exausto de tentar converter o ignorante povo da Espanha e Portugal, Tiago voltou para Terra Santa onde planejava entrar para a Força de Defesa Israelense, mas foi capturado pelo Hezbollah por quem foi executado.

Tiago Maior é o único apóstolo cuja morte vem narrada na Bíblia, quando Herodes Agripa I fez perecer pelo fio da espada Tiago por violentos atos de crueldade contra a humanidade (Atos dos Apóstolos, 12:1-2).

Alguns anos depois, foi revelado um extrato de cartão de crédito e um diário de viagem de Tiago, o que ficou revelado que ele ficou durante muito tempo perdido no interior da Europa tentando achar o caminho para a Espanha. Esse imenso caminho que fica dando voltas ficou conhecido como Caminhos da Santiago, e muitos fiéis malucos sem nada de melhor para fazer na vida (como por exemplo, ajudar as pessoas mais necessitadas) tentam imitar Tiago viajando pela Europa.