Abrir menu principal

Desciclopédia β

Tijuca

Cquote1.png Você quis dizer: Favela Cquote2.png
Google sobre Tijuca
Cquote1.png São um bando de pobres playboyzinhos emos putinhas que gostam de dar uma de riquinho! Cquote2.png
Morador do Méier sobre tijucanos
Cquote1.png Eu odeio eles! Cquote2.png
Morador do Méier sobre tijucanos
Cquote1.png Nós também! Cquote2.png
Moradores de todos os outros bairros do Rio sobre tijucanos
Cquote1.png Isso non ecxiste! Cquote2.png
Morador da Zona Sul sobre Tijuca fazer parte da Zona Sul
Cquote1.png Vai pra puta que te pariu, favelado metido a besta. Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre tijucanos
Cquote1.png Eu moro na Tijuca! Cquote2.png
Morador do Grajaú sobre Tijuca
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Morador do Andaraí sobre Tijuca
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Morador de Vila Isabel sobre Tijuca
Cquote1.png Eu idem! Cquote2.png
Morador do Maracanã sobre Tijuca
Cquote1.png Rio Comprido não é Tijuca, porra! Cquote2.png
Morador de um lugar desconhecido próximo à Tijuca sobre Tijuca
Cquote1.png Eu moro na BARRA da Tijuca. Sou rico! Não me confundam com suburbano favelado da Tijuca. Não tenho nada a ver com essa página! Cquote2.png
Morador da Barra da Tijuca sobre a Tijuca

Um dos vários pontos turísticos da Tijuca

Tijuca (de "Tio Juca", nome do fundador baitola ilustre do bairro) é uma favela da Zona Norte do Rio de Janeiro que são bairristas e acham que são ricos. É uma verdadeira cratera no meio de 15 favelas nos morros que a circundam. Diariamente algum morador do bairro é bombardeado por tiros vindos da coleira de favelas que circunda o bairro. É habitada por favelados, putinhas e travestis de luxo, favelados, comunistas, favelados, pobres metidos à besta, favelados, pobres que pensam morar na Zona Sul, favelados, revolucionários, favelados, emos, favelados, playboyzinhos, favelados, juvenis fãs de ForFun, e mais favelados! Por incrível que pareça, é a maior colônia de comunistas e de EeEmMUUxXXosS do Rio. Os maiores desafetos do bairro são o Méier, bairro um pouco mais ao norte que rivaliza com ele o título de menos pior melhor bairro da Zona Norte, e os bairros da Zona Sul, que excluíram e acabaram com o sonho tijucano de fazer parte desta área sofisticada da cidade.

HistóriaEditar

A Tijuca foi fundada em 1924 por José "Juca" Bundaquente, um imigrante português expulso de sua pátria por ser gay demais e dar ré no quibe para todos de sua vila (eles querendo ou não). Tamanha era sua viadagem que a sua mera presença em Portugal ameaçava a heterossexualidade de todo o continente Europeu, resultando em seu exílio no Brasil, o que explica porque os brasileiros são tão viados.

HabitantesEditar

 
Outro ponto turístico

Os masoquistas moradores tijucanos pelo menos podem se orgulhar do seu brilhante carnaval onde suas escolas de samba Acadêmicos do Salgueiro e Unidos da Tijuca. Os salgueirenses ainda podem se orgulhar de levar o título de 2009...

O tijucano não favelado é um ser que provavelmente veio de outro planeta e não sabe que o resto do mundo existe. Isto é até compreensível, uma vez que eles ficam restritos apenas aos seus micro-apartamentos o dia todo, com medo de sair nas ruas e serem assaltados. Enfim, o fato é que para os tijucanos o mundo se restringe a rua São Francisco Xavier e a Praça Saens Peña, já que eles só sabem (e conseguem) se locomover até estes pontos do bairro.

São pessoas que acham que tem dinheiro, e por isso se matam para sustentar o título. Não gostam dos outros bairros e acham que a Tijuca pertence a Zona Sul. Odeiam o Méier que disputa com eles o título de melhor bairro da zona norte, como se isso significasse alguma coisa de bom. As meninas tijucanas andam sempre muito maquiadas e arrumadas para parecerem que são ricas. Eles tem medo das pessoas da Baixada e da Zona Oeste (até de quem mora na Barra).

Aliás, boa parte do tijucanos estão migrando para Barra da Tijuca, na tentativa de se tornarem mais ridículos refinados. Porém, na indecidibilidade (e imbecilidade) de não conseguirem se desligar da Tijuca, ainda mantêm médico, bancos, etc. no antigo bairro, pois não acreditam ou não conseguem encontrar outros nos seus novos bairros.

EducaçãoEditar

Devido à proximidade do bairro a várias favelas, instituições educacionais tijucanas estão sempre cheias de favelados que descem do morro para estudar e, mais frequentemente, assaltar os estudantes. É estimado que apenas esses assaltos causam uma perda de cerca de 3.14159265359 trilhões de reais anuais para os habitantes da Tijuca.