Abrir menu principal

Desciclopédia β

Tio Remus

Fumocaranguejo.gif Tio Remus dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

Encantada03.jpg Pirlimpimpim! Este artigo é encantado!

E veio de Tão Tão Distante.

Cquote1.png Que todos tenham um final feliz! Cquote2.png


Cquote1.png Você quis dizer: Mr. Catra? Cquote2.png
Google sobre Tio Remus
Cquote1.png Você quis dizer: Philip Banks? Cquote2.png
Google sobre Tio Remus
Cquote1.png Zip-A-Dee-Doo-Dah! Cquote2.png
Tio Remus viajando na maionese.
Cquote1.png Minha maior inspiração Cquote2.png
Bill Cosby sobre Tio Remus.
Cquote1.png Graças a ele eu tenho fetiche por criança Cquote2.png
Jimi Hendrix sobre Tio Remus.


Tio Remus foi um personagem fictício (ou seja, ele nón eczisten!), criado por Joel Chandler Harris no século 19, na época da escravidão no Brasil. Tio Remus conta historinhas de animaizinhos fofinhos para as crianças no campo, vive bebendo Pitú e falando coisas que não vão levar ninguém a lugar algum. Ele ficou famoso após o Valdisney fazer um filme em 1946 chamado "A canção do Sul", que, dentre outras participações ilustres, possui a participação especial do Tio Phill.

Índice

InfânciaEditar

  Este artigo é Ironicamente Irónico!
Se não entendeu, edite-o até entender.
E se VOCÊ se entendeu, VOCÊ é inteligente, bastante inteligente!
 
Tio Remus na visão dos professores

Em 1800 e lá vai bigorna, uma mulata tava lavando o chão e seu patrão, que era 20 anos mais velho e ainda era branco, viu que a mulher tava de bunda pra cima e logo arrombou ela todinha, causando o efeito colateral de o cu dela virar uma piscina olímpica. 9 meses depois, em 1867, Remus nasceu, ele nem chegou a ir à escola pois o povo achava que um negro não teria a capacidade de aprender algo novo, mas eles estavam enganados: ele lia muitos livros, inclusive a versão proibida da Branca de Neve dos Irmãos Grimm, ele era fascinado por aquela história, tanto que começou a falar coisas sem pé nem cabeça, talvez culpa do grande esforço que fazia ao ler esses livros...

Na sétima série, todos faziam roda para ouvir suas histórias, eles achavam legal o fato de um negro saber ler. Remus também vendia adesivos da eleição de James Buchanan para ganhar 1 dólar para comprar gibis do the yellow kid, além disso, era fascinado por Karl Marx e Friedrich Nietzsche, mas para ser um comunista de sucesso ele nem precisava de esforço, ele nem comia nada mesmo.

Férias de JohnnyEditar

  Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.

 
já avisei que vai dar merda isso aí

Johnny, um pirralho de 8 anos, decidiu tirar férias na casa da avó, que era uma fazenda enorme, e bota enorme nisso, sua avó disse para ele brincar na floresta com os amiguinhos para não se machucar, ela olhou para o Tobby e disse: vai brincar com o Johnny, seu infeliz!, assim ele foi, só que engolindo o choro. No caminho, eles encontram a Ginny, que era linda de morrer, ela não mijava urina, ela mijava Sprite, ela não menstruava, ela jorrava groselha, quando ela passava no curral, até os jumentos ficava eretos.

Eles fizeram amizade com ela e andaram inocentemente até que, no meio da mata, viram um negão barbudo e gordo, seu nome era Remus Aroldo Fonseca Francisco Arnaldo João Silva de Andrade Amorim Harrison, em homenagem ao Willian Henry Harrison, mais conhecido como Tio Remus, ele amava contar histórias para as crianças, para causar uma boa impressão, mas, quando estava sozinho no meio da mata à meia noite, o pau comia.

Ele tentou ajudar Johnny a viver em uma fazenda, ele contou histórias bizarras e brisadas sobre animais, mas Johnny achava que essas histórias fossem um modo de não ter medo de animais, uma espécie de psicologia reversa demoníaca, mas o Tio Remus ensinava isso para que as crianças virassem zoófilas, tipo os meninos que trepam com ovelhas e as Giny meninas que chupam rola de um cavalo, ele acreditava que os humanos devem aceitar seus fetiches, ele era pedófilo assumido e sentia orgulho, ele queria que as crianças sentissem atração por coisas incomuns e fuck the police the law, meu querido.

FanartEditar

 
ele tbm é zueiro



















Ver tambémEditar

    Esti artigu é caipira, sô!!  

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!


  ATENÇÃO, CAMARADA

Este artigo é comunista, e portanto, foi escrito por um Comunista, ou por um torcedor do Liverpool, ou do Manchester United, ou de qualquer torcedor de um time vermelho ou ainda, por fãs da Ferrari.
Se você associar este artigo à Quebrando o Tabu, levará uma picaretada.

v d e h