Abrir menu principal

Desciclopédia β

Nota: Este artigo fala da série de jogos, se procura pelo jogo lançado em 2013, consulte Tomb Raider 2013
Virtualgame.jpg Tomb Raider é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, o seu irmão joga Tetris.


Tombi Raid
Tombi Raidi.png
Logotipo do reboot da série
Gênero gemidos sensuais e simulação de escapatória de estupro
Desenvolvedor Crystal Dynamics
Publicador Square-Enix
Plataforma de origem MS-DOS
Primeiro lançamento Tomb Raider 1 (1996)
Último lançamento Shadow of the Tomb Raider (2018)

Cquote1.png Eu editei um detonado de Tomb Raider 3 no site do Playstation Cquote2.png
Nerd sobre Tomb Raider
Cquote1.png Como zera Tomb Raider 1? Cquote2.png
Noob sobre Tomb Raider
Cquote1.png Você chega nela e diz "Neném hum, Tá loko!" Cquote2.png
Marcos Mion sobre Lara Croft
Cquote1.png Mama Mia! Cquote2.png
Super Mario sobre Lara Croft
Cquote1.png É o melhor jogo que já fizeram!! Cquote2.png
Lara Croft sobre Tomb Raider
Babel fish.gifTraduzindo: Tombo da Chinela
Babel Fish sobre Tomb Raider

Tomb Raider é uma série de jogos de aventura e exploração da bunda da Lara Croft voltado em torno de uma prostituta arqueóloga, aventureira e sex symbol chamada Lara Croft, que sempre anda com a pistola nas calças e mais parece um Indiana Jones depois do estrogênio.

A franquia Tomb Raider é marcada por ter sido a primeira forma de erotização de um videogame, pois antes de 1996 os jogos só tinham bonecos sem qualquer conotação sexual (exceto a Chun-Li quando dava seu chute helicóptero em Street Fighter II). Desde o primeiro jogo de Tomb Raider já haviam todos os fortes indícios de tamanha ousadia sexual quando a Lara Croft aparecia com um top apertando seus seios triangulares e um short menor que suas cuecas, segurando uma pistola similar a um dildo e dando gemidos safados cada vez que um leão lhe metia uma rola mordida pelas costas, tornando-se esta a marca do jogo.

A série já passou por três fases: primeiramente com os criadores originais da Core Design que fizeram os seis primeiros jogos da franquia dentre os quais só o primeiro fez sucesso devido à sua temática inovadora de criar uma sex symbol feita de poligonos para um jogo de videogame, porém na medida em que a tecnologia progredia a empresa não sabia evoluir seus jogos, até lançar Tomb Raider: The Angel of Darkness e falir miseravelmente. Aí a Crystal Dynamics adquiriu os direitos da franquia dando início à segunda fase da heroína com o primeiro reboot da série, lançando assim Tomb Raider: Legend, Tomb Raider: Anniversary e Tomb Raider: Underworld, todos hipersexualizando a Lara Croft deixando-a nesses jogos com os trajes mais incrivelmente indecentes para o que deveria ser uma arqueóloga séria, mas como ela parecia demais uma boneca sexual, os jogos não fizeram tanto sucesso. Então a terceira fase da série veio com o novo reboot de Tomb Raider de 2013, agora querendo mostrar uma Lara Croft menos putona e mais waifu, o que aí sim agradou muita gente.

Índice

Lara CroftEditar

 
Lara Croft de TPM..
 Ver artigo principal: Lara Croft

  Era para Tomb Raider ter UM protagonista, sorte nossa que mudaram de ideia...  
Típica reportagem de alguma revista de PlayStation

Lara Croft é a carismática protagonista da série Tomb Raider, estrelando todos os jogos da franquia. Chama a atenção por seu sex appeal sempre presente em todos os jogos da franquia e por ser a dona dos gemidos mais desconcertantes da história dos videogames. Embora os gamers não saibam, ela na verdade é uma personagem fictícia feita de polígonos, mas vai entender a mente dessa gente pervertida...

Em sua história, Lara Croft perdeu seus pais numa tragédia durante uma expedição pelo Acre, em um acidente de avião, fato este que afetou sua mente e a deixou defeituosa, paranoica e violenta... Com isso, a maluca passou a matar tigre, sapos, peixes, mulheres, homens e depois comê-los (isso é Tomb Raider ou Snake Eater?). A polícia está sempre atrás dela, afinal prostituição é crime em diversos países do mundo... Mas ela nem sabe o significado dessa palavra... o que fazer?? Ela irá procurar a mamãe dela no portal lendário do gay Rei Arthur... Louca de pedra, como você percebeu e sem achá-la, Lara se mata... Ou será que não?

DesenvolvimentoEditar

 
A evolução dos seios da heroína.

Os primeiros jogos de Tomb Raider surgiram quando alguém tem a brilhante ideia de jerico de misturar Indiana Jones com 007 em fases tipo Alone in The Dark. E como só isso não bastava, foi preciso ter muita coragem como personagem principal um cara uma mulher que se comporta como um cara mas que tem corpo de vadia, e que além de gostosa fosse ex-prostituta. Quanto ao conceito de arte, dizem que o mouse do designer "escorregou" e Lara ficou com o sutiã 3 vezes maiores que o padrão. Oh yes.

A partir de Tomb Raider: Legend os polígonos ficaram mais arredondados e portanto uma nova revolução aconteceu com jogos nos quais a Lara aparece como se fosse uma personagem hentai com peitões surrealmente exagerados. E para corrigir isso, no Tomb Raider de 2013, que foi mais uma reboot na série, a ideia foi produzir uma Lara Croft que realmente parecesse uma mulher de verdade.

JogosEditar

Tomb Raider 1

Contratada por um cafetão de outro mundo, Lara deve encontrar três partes de um vibrador sagrado (o qual ela usará durante toda a temporada de férias, até que a chamam para um novo trabalhinho, e ela o perde) designado por AllScione. Lara investiga tal artefato por civilizações do Peru, Nepal e Butão (locais que ela adora se enfiar, e ser enfiada, e enfiar e ser enfiada... O básico) até acabar encontrando o tal vibrador na Atlântida, ou seja, viaja em um monte de lugares à toa. Ela então torna-se a primeira cocaína heroína a derrotar um tiranossauro. Talvez por isso Michael Jackson tenha se interessado por Lara.

Tomb Raider Gold: Unfinished Business

Este jogo é um complemento ao Tomb Raider l. Trata-se de 4 fases onde Lara vai atrás de pilhas para o consolo sagrado adquirido em sua aventura, isso mesmo, ela chega em casa e, toda fogosa, pega o vibrador mas não acha pilhas, aí ela volta para as catacumbas antigas para achá-las... Até achar as tais pilhas e zerar o Tomb Raider l completo, e poder se masturbar em paz.

Tomb Raider II: The Dagger of Xian

Lara Croft parte numa jornada em busca do cacete sagrado de Xian, um pau famoso por trazer um desejo sexual avançado, o que ajudaria Lara a desmantelar seus concorrentes de prostituição Prince, Dante e até Joanne, e olha que Perfect Dark é FPS. Lara viaja para a Grande Muralha da China na esperança de lá haver a maior calçada seguida do mundo, onde ela poderia fazer rolimã sem concorrência. Também vai para Veneza (antes disso, ela treina bem seu fôlego, para aguentar ir nadando para casa dos seus clientes), para um navio naufragado, e nas montanhas do Tibete onde encontrou Brad Pit em um bloco de gelo, e depois se casou com ele ao encontrar o pau de Xian.

 
Um dos tantos remakes que ficam frequentemente relançando de jogos Tomb Raider antigos.
Tomb Raider II Gold: The Golden Mask

Lara está atrás da máscara de um Drag Queen chamado Tornarsegay, uma máscara de ouro de puro glamour que tem poder de atrair pessoas ricas dispostas a pagar qualquer coisa para sair com qualquer um. Ela passa por uma base militar russa onde encara os netos de Hitler. Depois na ilha de Lost Lara até tem que reenfrentar inimigos, como o Pássaro Pica-Pau Amarelo e os tiranossauros que já enfrentou nos jogos anteriores. Na fase "Nightclub in Vegas", Lara recupera a máscara de ferro ouro, dando pela terceira vez o Pássaro de Pica Bico Amarelo, além de enfrentar o Tiranossauro Rexona Man de novo.

Tomb Raider III: The Adventures of Lara Croft

Dessa vez Lara procura por 4 homens que roubaram o seu cafetão, chefe dela. Esses homens são: Velhinho que comeu e não pagou, Jeremias, Robocop Gay e Harry Potter. Esse jogo só existe nos piores melhores mais obscuros sites de ROMs. Para achar o Velhinho que comeu e não pagou você deve fazer Lara agachar, andar de ré para trás e ficar gemendo, e então o velho irá vir para pegá-la (literalmente), então você corre, MUITO, até o fim da fase. Você perde de qualquer jeito, mas o que importa é superar o tempo da fase. Para encontrar Jeremias basta você pegar um pano, que você consegue na terceira fase, molhá-lo com gasolina batizada (para que o Jeremias não mande o Cão atrás de você) e utilize-o para atrair Jeremas pro fim da fase, mas cuidado, por que se ele pudesse, ele matarra mil! Para encontrar o Robocop Gay, travista a Lara de homem, com o nome Loiro neCrófilo, e espere, o Robocop vai voando atrás de você, e após uma puta viajem chata no céu, você passará de fase. E por fim, para encontrar o Harry Puta Potter, continue ainda travestido de Loiro Crófilo, pegue sua "nova" varinha, balance-a até dar a magia do Espermium Patronum. Assim, se ele sair em forma de um Viado (igual o do Harry é) Harry irá vir te buscar com a vassoura de cabo mágico, e te levará para o fim da fase.

Tomb Raider: The Lost Artifact (Gold Silver, Crystal, Ruby, Sapphyre, Emerald

Lara descobre que existe um quinto vibrador de ouro, mas para achá-lo tem que ir para a Escócia onde seu antigo namorado morava, e assim chegando lá descobre que seu ex-namorado estava com um prostituta morto, então resolveu investigar quem o matou, porque ela jamais confia na polícia. Durante todo o jogo ela reclama sobre uma dor no cu enquanto procura o tal vibrador sagrado até nos oceanos. No final do Jogo, Sophia Leigh, sua namorada maior inimiga, aparece e fala que foi ela quem roubou o vibrador do antigo namorado da Lara e ainda o matou, e então travam o maior combate até que Lara recupera o vibrador de ouro, no final do jogo um balão vem buscar Lara para leva-la à sua casa onde poderá usar o tal vibrador.

Tomb Raider: The Last Revelation

De volta ao Egito, com a esperança de encontrar o fóssil de Dercy Gonçalves, Lara se fode (desta vez em outro sentido) e descobre que a Porra da Dercy ainda não estaria morta (o jogo era dos anos 90). Então, para não perder a viagem, Lara resolve fazer a merda de acordar o Deus egípcio Setokaiba, e passa o resto do tempo tentando faze-lo dormir novamente, com direito a noites quentes de sexo puro, historinha de fadas e canções de ninar. Algumas cenas contam com a participação especial de Werner Bros[carece de fontes], no papel de velho pedófilo que come a Lara na primeira fase do jogo. O jogo na época deixou muitos fãs tristes, pois tudo indicava que a puta mais famosa do mundo havia falecido, devido a uma cena final envolvendo um arregaçamento nos fundos dela.

 
Na procura pelo Vibrador de Ouro Sagrado, Lara Croft precisa visitar locais como o Templo da Suruba, na cidade de Kama Sutra na Índia.
Tomb Raider: Chronicles

Lara está aparentemente morta. Vários clientes se reúnem no Nightclub em que ela dançava nas horas vagas para discutir quem teve a noite mais perfeita com a Lara. As histórias são narradas em Roma, China, Paris, Veneza e todos aqueles lugares de merda que tem fama de serem românticos e cheios de segredos sexuais. Mas o melhor é na casa do caralho em Marrocos, onde Lara se torna a única mulher daquele país a andar pela rua mostrando a barriga, os peitos, a bunda... Aliás, ela anda totalmente nua e por isso é pega pela policia local masturbando um garoto. A história é narrada pelo sargento Crunk, que depois foi morto pelo roteirista do jogo (que estava presente na reunião, que aliás, matou todos os outros que se engraçaram com a moça).

Tomb Raider: The Angel of Darkness

Lara está em Paris quando é acusada de matar seu vovô pedófilo (Werner Bros), com excesso de viagra. Ela precisa provar sua inocência (como se ela tivesse alguma). Já que desta vez subornar o delegado com uma noite de sexo não deu nunca dá certo, deve também desvendar mistérios sobre 5 pinturas do século de Dercy, e as 5 foram pintadas por Pablo Picasso, o pintor Favorito de Lara, aliás, na casa de Lara, tem uma seção só para quadros, a área de Leonardo é na frente, a da outra Tartaruga Ninja é no meio, e o Picasso Lara põe atrás. Pelo caminho, Lara encontra vários cafetões, mas resolve dar... Uma ajuda a apenas para um deles. No final seu cafetão favorito morre. Mas, para que ninguém fique muito triste, Lara acaba achando no chão um brinquedinho muito divertido.

Tomb Raider: Legend

Primeiro reboot da série, agora assume-se que realmente a Lara Croft é uma ex-prostituta e não uma arqueóloga, acabando qualquer relação com exploração de artefatos antigos. O jogo começa com um flashback de Lara quando criança, quando ela sofre um acidente de avião com a mãe e ambas caem no Nepal porque o piloto estava bêbado, momento em que um incidente ocorre com a mãe de Lara, levando-a através de um portal para outra dimensão. Anos depois, Lara já uma puta gostosa moça crescida, resolve desvendar os mistérios que acercam a espada Excalibur. Quando criança, ao entrar no portal, Lara viu a Espada, por isso ela tem tanta obsessão da coisa. Mas como não conseguiu tirar a espada do buraco, ela desiste e pensa em voltar mais tarde, quando for uma expert no assunto...

Tomb Raider: Anniversary

Tomb Raider faz aniversário, e quem ganha o presente é você!!! Este jogo é um remake de todos os outros, ou seja, já não basta ter que aguentar essa porra toda, ainda fazem um para lembrar de toda a tortura dos jogos anteriores. O jogo dá uma sensação de "eu já dei... As caras por aqui antes" já que ele todo, mesmo recauchutado, ainda consegue causar colapsos nervosos nos jogadores. Um grande sucesso.

 
Ângulo de câmera muito comum nos jogos de Tomb Raider, ajuda a ter mais visão dos elementos importantes do cenário.
Tomb Raider: Underworld

A história do jogo é bem corrida como se tivesse sido escrita por alguém que estava morrendo de vontade de cagar. Esse jogo é uma continuação do Tomb Raider Legend, no qual Lara continua sua tentativa de salvar sua mãe, que já virou um zumbi. Esse jogo foi lançado para PS3, PC e XBOX 360, repleto de bugs. Como se não bastasse, ele foi lançado numa versão piorada para plataformas inferiores, como PS2 e Wii, com os mesmos bugs, e com uma história ainda mais mal contada e gráficos terríveis. Lara deve pegar o martelo de Thor para atacar na Natla (sim, esse foi o fim do martelo) e salvar sua mãe (que já estava morta). Há uma cena bem escrota onde Lara ouve seu pai falar. Você, que está lendo agora, deve achar que é uma cena bem emocionante, onde Lara tenta prestar mais atenção na voz do seu pai morto do que em continuar a missão, mas é uma cena bem seca e tão emocionante como ver um pincel pintar uma parede. Sim, foi um final bem decepcionante, onde Lara volta para Nepal no final e, na verdade, nem teria como ela sair de lá, pois ela destruiu toda a passagem no jogo "Legend".

Tomb Raider (2013)

Um novo reboot na série, numa tentativa de transformar a Lara Croft numa mulher mais factível e menos prostituta, embora os gemidos desconcertantes continuassem por todo o jogo. Cansada da vida monótona, Lara espera por uma noite de folga do trabalho, pula de seu barquinho e cai num mar agitado quando ao amanhecer, de um modo filhadaputamente não explicado, ela acorda em terra firme com o rim perfurado e nenhuma infecção, tentando amarrar em seu braço com uma calcinha para cobrir uma tatuagem com o pênis do PeLanza que seu cafetão havia feito nela aos 5 anos. Depois de perceber que os seus amigos haviam a abandonado à beira do mar, ela descobre que terá que sobreviver na Ilha de Xavascauá, onde terá que usar seus instintos para sobreviver às tradições da vida no sertão e procurar sua melhor amiga e escrava sexual de Lara nas horas vagas Samantha Nishimura, que também é outra que só se fode sempre é raptada por estupradores. Não podemos desconsiderar o fato de que esse jogo é uma cópia de Uncharted onde Lara ó se fode e acontece praticamente tudo de ruim durante a história. Vale também ressaltar de que ao jogar com os olhos vendados, mais parece um filme pornô do que um jogo, por ela gemer pra cacete reclamar de dor o tempo todo.

Rise of the Tomb Raider

Depois de sobreviver à ilha do Lost (ou Terra do Nunca), Lara foi contratada para lutar contra o Estado Islâmico na Síria. Mas chegando lá ela descobre a existência de um artefato que concede a imortalidade. Depois de rolar umas explosões lá, viu que o artefato "estava em outro castelo" e foi pra Sibéria, mas resolveu ficar só escalando montanhas, matar ursos e beber vodka com Jesus, que está vivo em uma antigo soviete. Enquanto sua tia das trevas e o Estado Islâmico tentam dominar o mundo, Lara Croft, a amiga arqueóloga, Jonah o gordo secundário e seu amigo Jesus tentam combater essas forças do mal e proteger sua vila, além de se envolverem em muitas confusões.

Shadow of the Tomb Raider

Com o sucesso do reboot, a Eidos manteve o estilo do novo Tomb Raider que surgiu a partir de 2013, lançando o terceiro jogo da nova Lara Croft, dessa vez com uma aventura ousada que se passa no Acre, depois de já ter visitado Tuvalu e Oriente Médio nos jogos anteriores.

Outras mídiasEditar

 
Lara Croft explodindo mais uma ruína repleta de artefatos antigos, afinal parece ser o que arqueólogos fazem.

FilmesEditar

Recentemente a indústria de filmes pornôs comprou os direitos de Tomb Raider, e assim contratou a gostosa Putona Angelina Jolie para fazer os primeiros filmes, afinal seria a sex symbol perfeita para tal.

  Podiam ter posto um enchimento pelo menos.  
sobre certas coisas faltando no filme.

Lara Croft: Tomb Raider

Os planetas do sistema solar vão se alinhar e assim Lara vai poder dar durante um evento astronômico raro, fato que ocorre a cada 5.000 anos, isso é o momento em que todos os homens que estão se masturbando naquela hora, gozam ao mesmo tempo. Lara tem a missão de que essa punheta seja em homenagem a ela, uma tarefa muito difícil, por isso Lara apela aparecendo nua em sites pornos, TV's, revistas educativas e até na rádio, onde ela geme loucamente.

  Algum editor estava realmente precisando usar (ou largar) alguns remédios.  
Moderador Malvado sobre sessão acima

Lara Croft Tomb Raider: A Origem da Vida

Como a porra do nome já diz, Lara vai mostrar passo-a-passo a origem da vida. Tudo começa quando ela se matricula numa faculdade americana, aquelas que aparecem em filmes onde adolescentes fazem sexo adoidado. Lara logo dá... Aulas pro primeiro que aparece, e depois mostra os 9 meses de gravidez. Como o muleque que come... Da árvore de conhecimento de Lara tinha 15 anos (e só viveu até isso pois uma árvore matou-o empalado no final) as cenas de sexo do filme só duram 30 segundos, sendo o resto um documentário, assim esse é o filme mais mal sucedido de Tomb Raider.

Tomb Raider (filme de 2018)

Este filme está previsto para contar as origens da nossa heroína, ou seja, você que jogou o jogo de 2013 vai ter que aguentar a Lara gritando "SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAM" mais umas 8000 vezes. A apreensão é muita se ela vai ficar gemendo igual uma puta, ou não.

QuadrinhosEditar

Poucos sabem, mas já foram feitos vários Hentais e HQ's sobre o que porras acontece em Tomb Raider. Poucos foram Nenhum foi Alguns foram traduzidos, então não são muito famosos em países que falam Português, mas os que foram traduzidos tinham até fusão com Witchblade (Alguém disse "LESBOH YEAH!!"?), e The Darkness.

v d e h